A Caverna – Toni Brandão



“De quem será a culpa? Das palavras? Das coisas? É, porque as palavras, o que se sabe sobre elas, até onde já se foi com elas, não conseguem dar conta o tempo todo do que têm que conter para expressar as situações, as coisas, os bichos, as pessoas e o entendimento sobre as pessoas, os bichos, as coisas e as situações.”

As pessoas vão notando a ausência de Caio. E no diálogo ágil, nas frases rápidas e certeiras da história, vamos percebendo que esse jovem está ausente. Até que a irmã ratifica a impressão que os outros personagens vão apontando. Ele sumiu e ela não sabe onde o jovem pode estar. A garota demonstra preocupação, o que não é sentido pelos pais do rapazinho. Onde estará Caio?

Os elementos que permeiam o sumiço do garoto vão tomando forma e uma outra camada da história  vai se formando com outros personagens, como Juca (um índio que trabalha para uma agência ecológica com a finalidade de garantir a proteção de crenças de seu povo), Guilherme  (o proprietário da agência que tem desavenças com o povo indígena, é filho de um latifundiário e não tem o menor apego à questões ecológicas), Sandra (irmã de Caio, deficiente física, mas longe de ser uma garota estereotipada), Lia (uma jovem que vive na região da caverna e que se envolve num mistério envolvendo lobos).

Por falar em caverna ela reserva um mistério. Esta fechada para visitação, após pedido judicial dos índios que moram na aldeia próxima e da qual Juca é um dos integrantes. Eles querem protege-la e proteger as pessoas que vivem por ali. As tradições indígenas permitem com que o pajé e outros membros da aldeia possam sentir mais de perto a natureza e compreender a força que ela tem. Do outro lado, contudo, há Guilherme  que anseia a exploração do local, posto que o ponto chama a atenção dos turistas. A Caverna da Jurema que tem lagoas no seu interior, apresenta um paredão que surgiu com o tempo e alguns eventos que tem ligação com as forças da natureza começam a acontecer. Que mistério é guardado ali e  quais as surpresas que a natureza revelará aos personagens?

“_Essa caverna é cheia de grutas e de lagoas e fica em uma reserva indígena, ao lado ou perto, sei lá... desse povoado, desse fim de mundo que tanto encantou o príncipe desta casa. Esse lugar, pelo último levantamento oficial de população do Brasil, não tem nem mil habitantes, contando inclusive a população rural.”


O livro de Toni Brandão traz uma história enigmática e cheia de ação. Uma trama intrincada, bem arquitetada e que deixa rastros para que seja desenvolvido nos próximos volumes. Digo isso, porque A Caverna, publicado pela Global Editora em 2018 (149 páginas) é o primeiro livro de uma trilogia, que contará ainda com os livros Os Lobos e Os Raios.

Voltada para o público adolescente, A Caverna aborda questões como a luta pela natureza, o atritos entre os brancos e indígenas, o uso da natureza para ganhar dinheiro de forma inescrupulosa,  as relações familiares conturbadas, o distanciamento criado entre pais e filhos, o preconceito com as pessoas menos favorecidas, o espírito aguerrido de jovens que não tem medo do desconhecido, a reconstrução de laços afetivos. 

É um livro com várias camadas que vão se sobrepondo para dar a unicidade à história que lemos. Tem uma narrativa ágil, capítulos curtos, personagens que atuam em ações dinâmicas, revelações que nos surpreendem na medida em que a leitura avança. Os personagens são jovens, tem espírito destemido e carregam características próprias de sua idade. A namorada, o amigo, o primo, o pai, a mãe e outros transitam pela história de vida de Caio. 

Temos ainda um mistério que paira sobre o uivo dos lobos e o medo que desperta nas pessoas, além de aparições enigmáticas que nos chamam a atenção. Principalmente por suas ações estarem ligadas a um dos personagens do livro. Fique atento (a)!


A obra sem dúvida traz elementos bons para o público a que se destina e, mais do que isso, suscita reflexão sobre os temas que aborda nas camadas da história, o que bem explorado em sala de aula, por exemplo, pode gerar bons debates. Um livro que permite que a realidade seja debatida e impulsionada pela ficção. Eis aqui um bom exemplo de livro em que a ficção pode ser utilizada para atrair jovens para questões relevantes da sociedade brasileira, sem deixar de lado o entretenimento e uma leitura agradável de ser feita. A história não é maçante, não é cansativa e tem uma linguagem clara e objetiva.

A história tem aventura, mistérios, conflitos de relações e entre gerações, um panorama de suspense que se sustenta por elementos que, ainda que não se fechem no tomo, vez que trata-se de uma trilogia, deixa aquele gostinho de quero mais e  desperta a curiosidade para que o leitor tenha vontade de dar sequência a leitura.

A Caverna foi uma grata surpresa. Um bom livro para estimular os jovens.

Sobre o autor:

Toni Brandão | Foto: Leonel Braga Neto

Toni Brandão é autor multimídia, com projetos de êxito em literatura, teatro, televisão, cinema e internet. Seus livros ultrapassam a marca de dois milhões de exemplares vendidos e discutem de maneira bem-humorada e reflexiva temas próprios para leitores pré-adolescentes e jovens. Os livros de Toni Brandão estão chegando ao exterior. A Hachette está lançando na França e outros países francófonos a coleção adolescente Top School! O best-seller Cuidado: Garoto Apaixonado já vendeu trezentos mil exemplares e rendeu ao autor o Prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte).

O projeto cinematográfico livremente adaptado do seu livro Bagdá, o Skatista! Recebeu um importante prêmio da Tribeca Foundation, de Nova York. Toni criou, para a Rede Globo de Televisão, o seriado Irmãos em Ação (adaptação de seu livro Foi Ela Que Começou, Foi Ele Que Começou) e foi um dos principais roteiristas da mais recente versão do Sítio do Picapau Amarelo.

Ficha Técnica

Título: A Caverna
Escritor: Toni Brandão
Editora: Global
Edição:
Número de Páginas: 149
ISBN: 978-85-260-2385-7
Ano: 2018
Assunto: Ficção infantojuvenil brasileira




A Caverna – Toni Brandão A Caverna – Toni Brandão Reviewed by Tomo Literário on 14:02 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui seu comentário.

Tecnologia do Blogger.