A Vida Secreta das Árvores – Peter Wohlleben



“Quando comecei a carreira como engenheiro florestal, eu sabia tanto sobre a vida secreta das árvores quanto um açougueiro sabe sobre os sentimentos dos animais. (...) Ao ler qualquer periódico especializado, logo se tem a impressão de que o bem-estar da floresta só interessa na medida em que é necessário para sua administração operacional otimizada. Aos poucos essa rotina distorce sua visão das árvores. Todos os dias eu avaliava centenas de abetos, faias, carvalhos e pinheiros para saber se podiam ir para a serraria e descobrir seu valor de mercado, e isso só serviu para estreitar minha percepção do assunto.”

Peter Wohlleben é o autor do livro A Vida Secreta das Árvores, que traz como subtítulo: “o que elas sentem e como se comunicam”. O livro foi publicado pela Editora Sextante em 2017, com tradução de Petê Rissatti. Com um milhão de livros vendidos figurou na lista do The New York Times e está sendo traduzido em dezenove países.

Peter trabalha como engenheiro florestal e percebeu em sua atuação que a avaliação sobre as árvores eram baseadas em descobrir seu valor de mercado. Ele passou a oferecer treinamentos de sobrevivência na floresta e, depois, a cuidar de reservas florestais. Diante das inúmeras incursões ao meio da floresta, passou a olhar as árvores de maneira diferente e a pensar em outras formas de fazer a gestão florestal.

No município de Hümmel, localizado na parte oeste da Alemanha, convenceu seus superiores a banir o uso de máquinas pesadas, dada que aquela era uma reserva destinada a extração da madeira.

O autor revela no prólogo algo que vamos percebendo ao longo de toda a leitura: “... quero dividir com você a alegria que as árvores podem proporcionar e ajudar a fazer com que, em seu próximo passeio pela floresta, você descubra pequenas e grandes belezas”. Não passeamos na floresta todos os dias, é fato. Mas há muito que aprender sobre as árvores. E Peter consegue empreender uma linguagem acessível possibilitando que a leitura não fique enfadonha e cheia de dados científicos que afastariam alguns leitores.

Aprendemos pouco sobre as árvores. Caule, copa, folhas, fotossíntese? Peter avança e vai muito mais além do que as árvores parecem ser, ele demonstra ao leitor o que elas efetivamente são e o que fazem. E certamente há muita coisa que nos surpreende. O livro vai despertar esse olhar do leitor, junto com a narrativa que Peter faz. Os capítulos curtos também constituem elemento que provoca dinâmica à leitura.

“... não seria interessante descobrir que as árvores também podem se expressar?” Elas se comunicam umas com as outras, tem um mundo vasto sob suas raízes, se planejam para sua reprodução, criam laços de amizade, transportam a umidade necessária para o continente, se protegem, disputam espaço respeitando limites... Uma infinidade de coisas que, por vezes não paramos para pensar.

“Para nós o subsolo é ainda mais desconhecido que o mar. Embora saibamos menos sobre o fundo do oceano do que sobre a superfície da lua, nossas informações sobre a vida debaixo da terra são ainda mais escassas”.


A Vida Secreta das Árvores não é um livro sobre magia ou devaneios de um apaixonado por ecologia. É sim, uma maneira diferente de olhar para as árvores, que vivem de acordo com sua natureza. Segundo o autor, ao contrário do que muitos imaginam “na floresta predomina a lei do mais forte”. Qualquer excesso que é cometido por uma árvore deve ser controlado e não é o homem quem controla esse excesso, é a própria natureza. Por exemplo: se uma árvore rouba frutos da outra, a que roubou cede sementes para que elas se reproduzam, ou ainda uma praga pode ser péssima para uma espécie, mas ser utilizada por outra para atender suas necessidades. Esse equilíbrio é fundamental para que elas vivam harmoniosamente. E vale lembrar que as árvores são o lar dos mais variados animais e que harmonia, portanto, se estende ao meio ambiente.

Elas agem com personalidades diferentes, mesmo estando num mesmo lugar. Cada árvore tem um comportamento próprio de sua espécie. O ambiente em que estão também pode afetar a sua forma de vida. As árvores analisadas por Peter são de uma reserva florestal, as árvores na cidade, nas calçadas de ruas e avenidas enfrentem outras situações e “a maioria não chega a envelhecer”. 

Para o autor, no que se refere às árvores que estão no meio urbano, “embora tenham feito o que quiseram durante a juventude, essa liberdade não compensa as desvantagens que encaram mais tarde na vida.”

A Vida Secreta das Árvores é um livro que nos faz pensar e olhar para as árvores de uma maneira diferente. A Sextante acerta em publicar o livro e Peter chega aos leitores. O autor consegue colocar as florestas sob os holofotes. Peter se vale de seus estudos científicos e de sua observação e nos aponta que a árvore é um ser social no ambiente em que vive. Elas carregam capacidade de zelar umas pelas outras, de alertar sobre perigos e de se comunicar. 

Decerto que a maneira com que o autor utiliza expressões, palavras, ações e sentimentos que se assemelham à questões humanas, quebra a barreira do científico e chama o leitor. Peter e sua obra levam os leitores por uma viagem de conhecimento e de reflexão sobre o meio ambiente.

Foto: Reprodução
Sobre o autor

Nascido na Alemanha, Peter Wohlleben estudou engenharia florestal e trabalhou na comissão nacional de gestão florestal do país. Depois de algum tempo pediu demissão porque queria pôr em prática suas ideias sobre ecologia. Atualmente gerencia uma floresta explorada com práticas ecologicamente corretas em Hümmel, dá palestras e seminários e escreve livros sobre a natureza. A Vida Secreta das Árvores é sua estréia no Brasil.

Ficha Técnica

Título: A Vida Secreta das Árvores
Escritor: Peter Wohlleben
Editora: Sextante
Edição: 1ª
ISBN: 978-85-431-0465-2
Número de Páginas: 224
Ano: 2017
Assunto: Meio ambiente

2 comentários:

  1. Oii, estou muito querendo comprar esse livro e doida para ler! Adorei a resenha! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela visita Ianca. É um ótimo livro e tenho lido outras boas impressões sobre ele. Bjos.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.