Garra – O Poder da Paixão e da Perseverança – Angela Duckworth



Pesquisando aqueles que ingressavam e se mantinham na West Point (Academia Militar dos Estados Unidos), Angela Duckworth percebeu que os que abandonavam o programa não o faziam por falta de capacidade. Outros eram os motivos que os levaram a desistir de seguir, ou melhor, outros motivos estimulavam os demais a concluírem o programa.

Conversando com líderes sobre as características das pessoas que se destacavam em sua área, notou nas observações que todos faziam que os indivíduos de destaque tinham sorte e talento. Até aí, todos nós poderíamos dizer que é isso mesmo. Quem se dá bem na vida, quem alcança sucesso e se destaca, teve a junção de sorte e de talento. Mas, eis que Angela, em suas pesquisas, descobriu que não era só isso. Elas tinham também entre as características a perseverança, a insatisfação e direção.

Era a combinação de paixão e perseverança que fazia com que as pessoas bem-sucedidas fossem especiais. Numa palavra, elas tinham garra.”

Garra – O Poder da Paixão e da Perseverança é o nome do livro de Angela Duckworth, publicado pela Editora Intrínseca em 2016, com tradução de Donaldson M. Garschagen e Renata Guerra.

Angela ampliou os estudos envolvendo, por exemplo, um grupo de participantes de uma competição de soletração e de estudantes de universidades de prestígio instaladas nos Estados Unidos. Com base nessas pesquisas constatou o norte de seus trabalhos futuros: “Nosso potencial é uma coisa. O que fazemos com ele é outra, bem diferente.”

No livro Angela dedica um capítulo a falar sobre a valorização do talento, mas reforça que o talento, apesar de valoroso não pode ser levado em conta isoladamente. Segundo ela “o esforço conta em dobro”. E dedica ainda um capítulo para reafirmar e firmar a sua tese.

Uma ferramenta que foi criada pela pesquisadora para suas avaliações em pesquisas foi a Escala da Garra, que serviu de apoio na pesquisa realizada com os integrantes da West Point e de outros grupos. O leitor pode ainda realizar o teste, que está disponível no livro. Para fechar a primeira parte da publicação Angela trata do crescimento da garra.

A segunda parte do livro traz os apontamentos da autora para como “ativar a garra de dentro para fora”. Nessa etapa o leitor adentra quatro pontos e tem exemplos de casos em que tais elementos foram aplicados. Angela disserta sobre interesse, prática, propósito e esperança. Ela coloca esses elementos no patamar de coisas que ativem o estimulo da garra e alinha o conceito de tais características relacionando-as a garra.

O tema do livro é abordado não apenas de maneira abstrata, mas efetivamente embasada por suas amplas pesquisas e referenciada por outros nomes que definem diversos conceitos e/ou que tratam dos temas abordados. E os exemplos que são citados elucidam de maneira prática os conceitos.



A terceira parte do livro trata do cultivo da garra “de fora para dentro”. A pesquisadora pondera que “a cultura em que vivemos e com a qual nos identificamos molda quase todos os aspectos do nosso ser”. Baseado nesse contexto pode ser afirmado que o indivíduo deve procurar se ambientar e conviver com grupos que tenham em sua cultura maior grau de garra. Essa “cultura da garra” pode auxiliar o desenvolvimento da garra no indivíduo. Isso pode ser reafirmado por meio de um trecho em que Angela cita um outro pesquisador, que diz: “... se você estiver cercado de pessoas que tem garra, vai agir com mais garra”. E a cultura da garra pode ser construída.

Basicamente, desenvolver a garra de fora para dentro é ancorar-se criticamente por outras pessoas: pais, parentes, amigos, mentores, líderes, professores, orientadores.

O livro é instigante e vemos claramente uma ampla e profunda pesquisa realizada por Angela Duckworth. É todo o seu trabalho, dedicado ao estudo da garra ao longo de anos, que ela compartilha com os leitores por meio da publicação de seu livro. É um estudo efetivo, embasado e que traz a garra como uma determinante do sucesso. E, mais, demonstra como qualquer pessoa pode encontrar a garra e desenvolvê-la.

A publicação tem uma linguagem clara e objetiva, sem excesso de linguagem técnica. Os exemplos variados clarificam os conceitos abordados e os dados da pesquisa, gráficos, referências consultadas pela autora e ampla bibliografia enriquecem o conteúdo. Garra é um bom livro para ler e fazer parte da sua biblioteca de livros voltados ao desenvolvimento pessoal e que desfaz a percepção de que somente o QI é capaz de auxiliar o sucesso de um indivíduo.

Foto: Reprodução
Sobre a autora

Angela Duckworth é professora de psicologia na Universidade da Pensilvânia e premiada pelo programa MacArthur Fellows em 2013. Já atuou como conselheira na Casa Branca, no Banco Mundial, em times da NBA e NFL e entre CEOs listados na Fortune 500. Bacharel em neurobiologia por Harvard, mestre em neurociência pela Oxford University e ph.D. em psicologia pela Universidade da Pensilvânia, Duckworth estuda a garra e outros atributos que prenunciam o sucesso. Ex-professora de matemática do ensino médio, é fundadora e diretoria cientifica do Character Lab, ONG cuja missão é estudar e disseminar a ciência e a prática do desenvolvimento da personalidade da criança.

Ficha Técnica

Título: Garra
Escritor: Angela Duckworth
Editora: Intrínseca
Edição: 1ª
ISBN: 978-85-510-0002-1
Número de Páginas: 334
Ano: 2016
Assunto: Psicanálise e educação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.