The Kiss Of Deception - Mary E. Pearson


“The Kiss of Deception – Crônicas de Amor e Ódio”, da escritora Mary E. Person, foi publicado no Brasil pela Editora DarkSide Books em 2016 e tem tradução de Ana Death Duarte.

Arabella Celestine Idris Jezelia, primeira filha da Casa de Morrighan (um reino com tradições e histórias), tem dezessete anos e foi prometida em casamento para um príncipe de outro reino. Sufocada por ter os pais escolhendo o caminho que sua vida deveria percorrer, ela resolve partir no dia do casamento. Sua amiga, Pauline, a acompanha. Para trás ficaram sonhos e adiante surgiriam desejos e percalços. 

“Para o bem ou para o mal, as horas estavam avançando. Cerrei os olhos diante do pensamento, sabendo que logo o dia seria dividido em dois, criando para sempre o antes e o depois da minha vida, o que deveria acontecer em um ato tão rápido que não haveria praticamente nada que eu pudesse fazer.” 

Lia, como a personagem é chamada, sai do palácio em busca da cobertura da floresta. Acompanhada de Pauline, as duas acabam parando numa estalagem, na qual passam a trabalhar como garçonetes e assim disfarçam-se, afim de que Arabella não seja reconhecida como um membro da realeza. Isso pode colocá-la em risco.

Além da princesa, os leitores vão acompanhar a história do príncipe que fora abandonado no dia do casamento e que, ainda assim, deseja encontrar a princesa que o deixou e que pôs fim a um possível acordo entre dois reinos. No entanto, não é apenas o príncipe que parte atrás da jovem. Em seu encalço, também há um assassino, que a procura com o propósito de matá-la. Os leitores  tomam conhecimento da história sob seu prisma.

Lia vai cruzar com os dois homens, enquanto tenta manter sua identidade em sigilo e faz a descoberta de um novo mundo. Viver num lugar com hábitos diferentes e correndo risco vai mexer com a jovem.  Um livro, roubado de um Erudito, guarda algumas informações as quais a jovem princesa vai tentar descobrir.

“The Kiss of Deception” é narrado em primeira pessoa, mas não apenas por um personagem. Os capítulos são narrados pela princesa Lia, pelo príncipe, pelo assassino, por Kaden, por Rafe e até por Pauline. Os capítulos são alternados demonstrando a perspectiva da trama pela visão de cada um deles. Esse foi uma recurso interessante adotado por Mary para “costurar” a trama e criar uma clima de suspense com o leitor.

 Ao longo das narrativas a trama vai se formando e os personagens vão aparecendo mais completos, carregando seus conflitos, angústias, segredos, desejos e paixões. Lia, a personagem central, tem o destemor da juventude, o anseio de realizar suas próprias vontades e, em certos acontecimentos, mostra sagacidade. No entanto, a garota também demonstra sua imaturidade e inocência e vai se transformando ao longo do tempo.

As reviravoltas e a transformação da personagem mostram-na endurecendo com ternura, diante dos perigos a que é exposta e das decisões que deve tomar. Outrossim, vale dizer que a história de Lia tem um “que” de conto de fadas e de mágico. E a dosagem de magia e fantasia já podem ser sentidas nesse primeiro volume da série, que tem mais dois livros.

Não é somente Lia que carrega segredos, os outros personagens também os tem e isso deixa tudo ainda mais instigante, pois o leitor pode ser levado a se equivocar sobre a identidade de determinados personagens, criando um jogo.

A forma como a narrativa é utilizada para compor o livro é interessante e mostra pontos diferentes sobre um dado episódio, complementando-se e entregando ao leitor uma história de romance medieval linear. Lia é capaz de despertar amor e ódio, vivenciando esses sentimentos opostos, lidando com o impacto que o amor e o ódio causam em sua vida. 

“O amor é sempre uma coisa bagunçada...” E essa bagunça é refletida na história de Lia. O coração prega peças que a gente nem sempre pode controlar, muito embora tentemos.

No início a leitura do livro pode ser sentida como um pouco lenta ou arrastada, mas a partir de certo ponto e com os conflitos que surgem, o leitor pode ser pego positivamente. A perspectiva da continuidade da história nos próximos volumes deixa a vontade de ler mais e saber mais sobre o que vai acontecer adiante. Vários elementos que são introduzidos nesse livro, de certo devem vir com mais consistência e criando novas aventuras nos próximos livros. 

“Será que alguém realmente viajaria tão longe a ponto de não encontrar mais seu caminho de volta para casa?” 

Por ser o primeiro volume da série, anseio pela leitura dos próximos para sentir um clima mais intenso e com mais revelações. O segundo volume já foi lançado pela DarkSide.

A edição da editora arrasa mais uma vez com uma bela capa, uma página de guarda fantástica que apresenta um mapa, além de pôster e marcador que acompanham a publicação e vem com tudo para agradar os leitores.


Foto: Reprodução

Sobre a autora

Mary E. Pearson é uma premiada escritora do sul da Califórnia, conhecida por seus outros sete livros juvenis – entre eles a séria popular The Jenna Fox Chronicles. Mary é formada em artes pela Long Beach State University, e possui mestrado pela San Diego State Univesity. Aventurou-se em trabalhar como artista por um tempo, até receber o maior desafio que a vida poderia lhe proporcionar: ser mãe. Adora longas caminhadas, cozinhar e viajar para novos destinos sempre que tem a oportunidade. Atualmente, é autora em tempo integral e mora em San Diego, junto com seu marido e seus dois cachorros. 

Ficha Técnica
Título: The Kiss Of Deception – Crônicas de Amor e Ódio 
Escritor: Mary E. Pearson 
Editora: DarkSide Books 
Edição: 1ª 
ISBN: 978-85-66636-86-4 
Número de Páginas: 416 
Ano: 2016 
Assunto: Literatura norte-americana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.