Livros lidos em novembro de 2016



Vamos aos livros lidos em novembro de 2016? Abaixo você vai conhecer a lista de livros e um breve comentário sobre cada um deles:

O primeiro livro do mês foi “Todos os Contos”, de Clarice Lispector. Livro que reúne toda a obra de contista de Clarice e que foi publicado pela Editora Rocco. O livro foi sucesso nos Estados Unidos e depois publicado aqui em território nacional. Uma obra para fãs de Clarice com todo o universo fascinante de seus contos.

Da historiadora Hayden Herrera, li “Frida – A Biografia”, que foi publicado pela Biblioteca Azul. Frida foi uma grande artista mexicana e temos no livro toda a sua vida. Desde a infância até o seu casamento com Diego Rivera, o acidente  de ônibus que a deixou fragilizada e toda sua vida no universo da arte. Frida é, sem dúvida, uma grande artista e a biografia é extremamente rica.

Outro livro lido durante o mês foi o clássico publicado pela Editora Zahar, em edição comentada e capa dura, “Drácula”, do escritor Bram Stoker. O livro conta a história do conde  que dá nome ao livro e que até hoje é o personagem que mexe com o imaginário das pessoas, tanto na literatura quanto no cinema. É um livro que merece atenção dos leitores.

Um livro de deixar o leitor de queixo caído é "O Sol é para todos", da escritora Harper Lee, publicado pela Editora José Olympio. Nessa obra temos uma história de preconceito racial e injustiça. De modo sensível, profundo e tocante a autora aborda essa temática, chamando o leitor para refletir sobre racismo e preconceitos.


Publicado pela Editora Intrínseca, “Contos Peculiares”, de Ransom Riggs é um livro adicional da série O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Nessa publicação temos dez contos do universo peculiar. O personagem Nullings, o menino invisível da série, é o organizador da edição e apresenta histórias que aludem ao mundo dos peculiares, como fábulas

“O Parasita, de Sir Arthur Conan Doyle foi lido em e-book. É um conto que fala da história de um homem que, sendo cientista não acredita naquilo que não possa comprovar (cientificamente). Encontra uma mulher que faz hipnose e resolve participar de experimentos. Sua surpresa: ele acaba sendo dominado mentalmente por ela.

Publicado pela Editora Cosac Naify, Valter Hugo Mãe tem um texto surpreendente. “O Filho de Mil Homens” é um livro que fala de relações e de não estar só. Com histórias que se entrelaçam, formando uma complexa e grande família, os personagens com seus anseios, mazelas e inquietações buscam suas essências.

Da Editora Darkside Books, li “Batman Arkham Knight”, de Mark Wolfman. Trata-se da novelização do game de mesmo nome. Batman terá de enfrentar Espantalho que pretende espalhar uma substância em Gotham City. Além desse inimigo, o Homem Morcego vai se deparar com vários outros numa batalha para vencê-los.

De Alex Irvine, publicado pela Novo Século, li “Guerras Secretas” em que os maiores heróis do universo e também os vilões travam uma batalha, convocados pelo onipotente Beyonder. Eles se confrontam no Mundo de Batalha.


“O Medalhão de Ísis”, é da escritora parceira C. S. Camargo. O livro foi publicado pela Editora Arwen e conta a história de Ahlam que é oferecida em casamento, depois seqüestrada e tem a missão ao lado de Faris de encontrar as peças do medalhão. Mitologia egípcia e um texto fantástico esperam pelos leitores.

Publicado pela Editora Arwen, o livro “O Filho da Natureza”, da escritora parceira Ísis L. M. J. foi outra das leituras do mês. Conta a história de um povo que vive numa aldeia, após uma devastação. Mutantes são perseguidos pelo governo e eles tem de enfrentar desafios e aventuras para manter-se vivos.

O livro “Branco”, de  Priscila Baroni foi publicado pela Editora Autografia. Recebi esse livro da editora e foi uma grata surpresa. Trata-se de uma história fantástica em que uma menina acorda num bosque, situado num reino em que as pessoas não tem memória. Ela então parte numa jornada em busca de desvendar o mistério sobre quem ela era e enfrenta um rei tirano e cruel, cuja forma de atuação é mandar quem  o contraria para a guilhotina.

Livro que foi lido durante um projeto de leitura coletiva, conclui “O Engenhoso Cavaleiro Dom Quixote de La Mancha (Livro II)”, Miguel de Cervantes Saavedra, publicado pela Editora 34. O livro é o segundo tomo da obra do autor e fala da andante cavalaria de Dom Quixote ao lado de seu escudeiro Sancho Pança. Os dois vivem aventuras, versam sobre muitas histórias de cavalaria e concluem sua jornada nesse volume.

Um comentário:

Deixe aqui seu comentário.