Casa de Bonecas - Henrik Ibsen



As ações de “Casa de Bonecas”, de Henrik Ibsen se passam na residência de Helmer. Onze personagens se relacionam na história. São eles: Torvald Helmer (o proprietário da casa), Nora, Rank (médico da família), Senhora Linde, Krogstad, os três filhos pequenos do casal, Anna-Maria (babá das crianças), Helena (criada da residência) e um entregador.

Nora é casada com Torvald, advogado que recentemente tornou-se diretor de banco. A esposa recebe em sua casa a senhora Linde, que ficou viúva há pouco tempo e que está procurando por trabalho. Por tratarmos de um personagem que dirige um banco e tem funcionários dá pra ter uma ideia do poder aquisitivo da família que será tratada no cerne da peça teatral.

Torvald Helmer tem a visão de que a esposa é uma mulher que gosta de gastar, dada ao consumismo. Além de consumista, ele a vê como uma mulher frágil, dócil e submissa.

Krogstad é um advogado que trabalha no banco e que teria emprestado dinheiro ao pai de Nora, que já é falecido. Torvald Helmer, o marido de Nora, acredita que ele seja um “homem moralmente perdido”.

Temos a imagem de todos os personagens e sua interações no Primeiro Ato, do texto teatral de Henrik Ibsen, publicado pela Editora Veredas em 2007.

No segundo ato da peça teatral Nora aparece mais agitada. Incomoda-se com o fato de que Krogstad será desligado do banco, se prepara para uma festa, trava um diálogo revelador com Rank (médico e amigo da família) e é chamada a contar detalhes de sua história pela Senhora Linde (que a ajuda a arrumar os trajes da festa).

Uma carta colocada na caixa de correspondências de Torvald deixa Nora angustiada. Ela conta o tempo. O que aquela carta contém que mexe com todos os personagens da trama?

No terceiro e último ato a Senhora Linde tenta dissuadir Krogstad. Nora volta da festividade com seu marido Torvald Helmer e revelações acontecem a partir daquela carta que estava na caixa.

Originalmente a peça começou a ser escrita em 1878 e foi concluída pelo autor em 1879. A esposa tratada com fragilidade pelo marido, inclusive com apelidos infantilizados, a reviravolta da trama e de comportamento da personagem e as relações cruzadas são elementos utilizados para dar tom e provocar o leitor ou espectador da peça teatral. Casa de Bonecas é um drama em que o autor questiona as convenções sociais do casamento.

O final, que envolve Nora, chegou a ser censurado na época, em função do posicionamento adotado pela personagem. Com a emancipação feminina que ocorria no século XIX a peça teve grande repercussão e foi discutida por toda a Europa.

Leitura recomendada por ser um clássico, pelo bom texto, pelo significado e representatividade na época de sua publicação. O livro tem uma abordagem que pode ser amplamente discutida no tempo presente. Ibsen aponta papa o leitor/espectador a reflexão sobre o papel da mulher, sobre o casamento, o estereótipo e as relações humanas (sempre surpreendentes).

Foto: Reprodução
Texto teatral em 103 páginas que dá pra ler numa tarde. Boa leitura!

Sobre o autor

Henrik Ibsen é considerado um dos criadores do teatro realista moderno. Muitas de suas peças foram consideradas revolucionárias na época de sua criação. Seus trabalhos analisavam as convenções sociais e os costumes, causando inquietação em seus contemporâneos. Ibsen faleceu em  maio de 1906, aos 78 anos de idade, na Noruega.

Ficha Técnica
Título: Casa de Bonecas
Escritor: Henrik Ibsen
Editora: Veredas
Edição: 1ª
ISBN: 978-85-88603-11-X
Número de Páginas: 103
Ano: 2007
Assunto: Teatro norueguês

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.