Feliz Dia dos Pais - 10 livros sobre paternidade






Segundo domingo do mês de agosto e comemoramos o Dia dos Pais.

Felicito a todos aqueles que são pais e que, com carinho, amor, paciência, energia e positividade educam seus filhos para o mundo. Os pais que demonstram força diante das dificuldades, que se reinventam para dar o melhor ao filho, que se reciclam para que a formação do filho seja benéfica, que servem de exemplo e inspiram.

Parabéns aos pais que cuidam de filhos, de filhas, de filhos dos filhos, de filhos de outros pais, de filhos que se tornam filhos. Parabéns aos pais que criam, zelam, protegem, mas que também dizem não, mostram que nem tudo é como o filho quer e que reforçam a cordialidade, a gentileza, a paciência e a civilidade.

Parabéns aos pais que já não estão mais presentes entre nós, mas que deixaram saudade e sementes de amor. 

Parabéns a todos os pais!!!

Nesse dia, preparei uma lista com dez livros que falam sobre paternidade (direta ou indiretamente). A seguir você confere as sinopses dos livros.

Aprendi com Meu Pai
Autor: Luis Colombini
Editora: Saraiva

Mais do que de fatos, este é um livro de versões. Mais do que rigor ou precisão, o importante aqui são lembranças, cenas nas quais o filho se recorda do pai. É, ainda, um livro de memórias de 54 empresários, executivos, artistas, especialistas, músicos, esportistas, consultores, headhunters, jornalistas, publicitários. Todos bem-sucedidos, mas não necessariamente famosos, alguns bastante conhecidos, outros não. Alguns dos entrevistados: Arnaldo Jabor, Ivete Sangalo, Ives Gandra Martins, João Carlos Martins, Marisa Orth, Maurício de Sousa, Max Gehringer, William Bonner.

A Morte do Pai – Minha Luta 1
Autor: Karl Ove Knausgârd
Editora: Companhia das Letras

Uma noite de ano-novo e rebeldia, regada a cervejas vedadas aos menores, um amasso nauseante na primeira namorada, um show fracassado com a banda de punk no shopping center — em 'A morte do pai', romance inaugural da série autobiográfica Minha Luta, Karl Ove Knausgård se concentra em narrar os anos de sua juventude. 

Ao embarcar numa investigação proustiana e incansável do próprio passado, o narrador busca entender, sobretudo, a trajetória de seu pai, figura distante e insondável que acaba entrando em declínio e levando o núcleo familiar à ruína. Honesto e sensível, Knausgård investiga também o próprio presente: aos 39 anos, pai de três filhos, ele deve se ajustar à rotina em família e desempenhar as tarefas de pai, trocar fraldas e apartar brigas, tudo isso enquanto tenta escrever seu novo romance, numa luta diária. 

Com 'A morte do pai', Knausgård inaugura um projeto monumental e ambicioso, que logo se tornou best-seller na Noruega e fenômeno literário internacional. São seis volumes híbridos entre a ficção e a memória, em que o autor explora, com pleno domínio da atividade narrativa, as possibilidades da ficção contemporânea.
 
Carta ao Pai
Autor: Franz Kafka
Editora: Companhia das Letras

A 'Carta ao pai' é uma peça da obra de Franz Kafka. Na carta que o filho escreve ao pai, o escritor realiza o ajuste de contas com o tirano familiar Herman Kafka. O móvel do confronto é uma tentativa de casamento do filho que o pai desaprova, mas o texto abrange, num ritmo trepidante, toda a relação entre ambos. A capacidade de análise e argumentação do escritor transforma uma carta em documento perene da literatura universal.

A Invenção da Solidão
Autor: Paul Auster
Editora: Companhia das Letras

Paul Auster (nascido em 1947) é um dos autores mais apaixonantes da literatura americana atual. A invenção da solidão, um livro de memórias, é especialmente adequado para quem deseja se iniciar em sua obra, pois aqui ele exercita também seus notáveis talentos de poeta, tradutor, ensaísta e ficcionista. Construído na forma de um mosaico poético, o livro alterna recordações pessoais com comentários argutos sobre literatura, pintura e filosofia. O tema de base é a paternidade. Na primeira parte do volume, "Retrato de um homem invisível", Auster, abalado com a morte do pai, tenta examinar o mistério desse homem frio, esquivo, cujo enigma só começa a se desvendar por um lance de sorte. Chega ao conhecimento do escritor a notícia de um assassinato, ocorrido em sua família sessenta anos antes. Um trauma capaz de dobrar a vida de um homem em uma face visível e outra invisível.

Auster relaciona essa experiência à literatura, arte que ensina a ver por trás de cada coisa uma outra, que só se vislumbra quando encarada do ângulo da ficção. As coisas têm uma vida dupla, no mundo e na nossa mente. Eis a raiz da solidão que Auster deseja investigar: o pensamento e a linguagem, que nos projetam para fora de nós mesmos, erguem ao mesmo tempo a barreira que nos isola do mundo e dos outros.Na segunda parte, "O livro da memória", Auster inverte as posições e põe em foco sua relação com o filho. Experiências e situações se repetem, em um sutil jogo de coincidências, que deixam Auster frente a frente com as limitações inerentes ao papel de pai e com a solidão que também envolve seu filho.

No curso dessa exploração poética, Paul Auster faz valer seus atributos de crítico literário e analisa obras como As aventuras de Pinóquio , As mil e uma noites , a poesia de Hölderlin, Mallarmé e Marina Tzvetáieva, o pensamento de Proust e Freud, além da pintura de Vermeer e Van Gogh. Entrelaça essas diversas obras, de forma irresistível, em torno do tema das relações entre pai e filho, ficção e vida, linguagem e solidão.

Aprendi com Meu Filho
Autoras: Mirian Sanger e Angela Senra
Editora: Saraiva

Quando nasce um filho, dizem que também nascem um pai e uma mãe, mas na verdade é muito mais que isso: nascem filósofos, educadores e companheiros. Todos eles seres humanos que, no encontro com o filho, acabam por encontrar novas facetas de si mesmos. Esse sempre incrível encontro é a matéria-prima deste livro, que traz o depoimento de 43 pais sobre a reinvenção de si mesmos, suas conquistas e suas perdas, suas certezas e seus medos no caminho traçado com seus filhos. Depoimentos de Tufi Duek, Cissa Guimarães, Eduardo Suplicy, Ronnie Von, Bruna Lombardi.
  
Pai Rico, Pai Pobre
Autores: Robert T. Kiyosaki e Sharon Lechter
Editora: Campus

Um dos livros mais falados da última década, abriu os olhos do mundo para a necessidade de pensar o planejamento de finanças pessoais. ‘Pai Rico, Pai Pobre’ foi o primeiro best-seller de Robert T. Kyiosaki e Sharon Lechter, e deu origem a uma série de enorme sucesso. Seu conceito é muito simples: com maior inteligência financeira muitos problemas comuns da vida cotidiana podem ser resolvidos. Saiba o que os ricos tratam como ativos geradores de renda, e como se livrar de pagar impostos demais. A cada dia, a cada nota você escolhe ser rico, pobre ou classe média. A melhor maneira de preparar seus filhos para o mundo é dividir esse conhecimento com eles. Se você não fizer isso, ninguém mais fará. Determine o destino do dinheiro que chega às suas mãos com a leitura desse livro.

O Papai é Pop
Autor: Marcos Piangers
Editora: Belas Letras

Então, você vai ser pai. Você sabe que precisa comprar uma casa maior. Tem que ter mais espaço pra criança. Tem que ter mais um quarto no apartamento. Tem que ter um berço novo, não pode ser aquele que a vizinha se dispôs a emprestar. Então você sabe que tem que trocar de carro, com seis airbags, no mínimo, ar-condicionado de fábrica. O que o humorista Marcos Piangers descobriu ao ser pai jovem é que essas preocupações não fazem diferença nenhuma. O que vale mesmo não é pagar pela melhor creche, se você é o último a buscar seus filhos. Não é comprar os melhores brinquedos, porque as crianças gostam mesmo é das brincadeiras que não custam nada. No fundo, o que importa mesmo, como os textos divertidos e emocionantes de ‘Papai é Pop’ mostram, é você estar com seus filhos, não pensando em outra coisa, mas estar lá. De verdade.

Segredos de Pai Para Filho - Como A Perseverança, A Ousadia e A Fé Podem Transformar Uma Vida
Autor: Reinaldo Morais
Editora: Impetus

Uma jornada vitoriosa! Assim pode ser definida a vida e a carreira de Reinaldo Morais, que traz ao mercado editorial seu livro ‘Segredos de Pai para filho’. Um dos maiores e mais bem sucedidos empreendedores do agronegócio brasileiro, fundador e gestor de grandes frigoríficos nas áreas de avicultura e suinocultura, Reinaldo nasceu para vencer – mas só descobriu isso depois de muitas dificuldades e desafios, todos superados com ousadia, iniciativa e fé. Foi através das carências e lutas na infância e adolescência – quando juntava seus trocados vendendo ferro velho, limpando estrume de animais e capinando de enxada na mão – que o jovem Reinaldo descobriu o valor do empreendedorismo. Perseverança, coragem e um genial senso de oportunidade fizeram dele o “rei” do mercado de frango no país. Aprenda como Reinaldo superou o custo Brasil causado por entraves burocráticos e uma carga tributária excessiva. No livro, o megaempresário revela como venceu enraizados esquemas de corrupção na política paranaense, colaborando para fazer daquele estado o maior produtor nacional de frangos e gerando milhares de empregos. “Segredos de Pai Para Filho” vai ensinar ao leitor como os conselhos bíblicos e a coragem para ousar podem mudar a vida de uma pessoa. Uma leitura para vencedores – e para aqueles que almejam o sucesso!

Paternidade de A a Z – Ser Pai é Bom, Mas Ser Bom Pai é Melhor Ainda
Autor: Wellison M. Paula
Editora: Habacuc

Você pode deixar para seus filhos uma vida estável e uma lembrança duradoura dos anos desfrutados juntos, ou pode dar a eles o conforto necessário e uma agenda vazia da presença do pai. Não deixe que esta situação seja uma realidade no seu relacionamento com seus filhos. Durante décadas o papel de educar e conduzir os filhos pela vida foi delegado às mulheres. Mas com a sua inserção no mercado de trabalho, cada vez mais a presença dos pais se faz necessária na educação dos filhos. Em Paternidade de A a Z, ser pai é bom, mas ser bom pai é melhor ainda, o pai encontrará uma reflexão objetiva sobre o seu papel na educação de seu filho. Através das letras do alfabeto, as principais questões sobre a convivência entre pai e filho são apresentadas. O livro é ajuda importante na reflexão de temas sobre o relacionamento pai/filho. Após a apresentação do assunto, o pai encontrará questões a serem respondidas – o que o ajudará na solução de possíveis conflitos.

Pai Herói
Autor: Max Lucado
Editora: Thomas Nelson Brasil

O escritor Max Lucado reúne seus conselhos e suas histórias mais valiosas sobre a paternidade, tudo compilado num livro que pode se transformar em uma homenagem ou o presente ideal para o Dia dos Pais, aniversário ou qualquer momento em que se queira mostrar ao pai quanto ele é especial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.