[Quotes] Você Nunca Fez Nada Errado - Tomo Literário

Post Top Ad


Confira alguns quotes selecionados durante a leitura do livro Você Nunca Fez Nada Errado, do escritor Felipe Cruz, publicado pela Monomito Editorial.

... mas o que se sabe, realmente, sobre os limites da vida de alguém? O que se sabe, realmente, sobre as fronteiras que diariamente atravessamos?

Escrever, para mim, é fuga e confronto - sempre pesaram mais no papel as palavras que eu não digo.

Aprendi a me reconhecer nos estilhaços em que a realidade foi se desmanchando.

Quando se passa a acreditar que não só o corpo está doente, mas também o que de intangível o corpo encerra, passa-se a descreditar na possibilidade da cura, ou mesmo tratamento - a doença avança em uma frente que a doença não pode acompanhar.

O amor nos quer de pé.

...a atenção é uma manifestação inconfundível do amor.

...a experiência é o ponto de partida de todos os artistas, mas ainda esperamos que a mensagem da arte seja muito maior do que a experiência que a gerou.

Escrever sobre si é escrever para si? Um delírio da vaidade? A transformação da escrita numa espécie de masturbação que tem a pretensão de excitar os outros?

Como se libertar do pecado quando ele é um mistério? A mais engenhosa invenção da religião não foi o inferno, mas a ideia de que é possível nos redimir a partir do sofrimento.

O esforço que os outros fazem para que possamos sentir alguma alegria é um modo incômodo e comovente de entender a gravidade do que quer que seja que está acontecendo.

Me comove o tanto que podemos dizer com as palavras. Às vezes me esqueço disso - o tanto que pode acontecer a partir das palavras.

...a amizade torna possível que nossos amigos nos enxerguem antes de nós mesmos nos darmos conta da nossa potência.

Não existe mérito em viver ou morrer. Ninguém faz por merecer viver ou morrer.
Sinopse do livro:



Este é um livro híbrido, onde Felipe Cruz passeia com naturalidade e fluidez pelos mais diversos gêneros literários, do relato ao ensaio, da crônica à autobiografia, construindo uma prosa potente, com as melhores características de um grande romancista, para narrar parte de sua vida a partir da descoberta do HIV em seu sangue.
As consequências dessa descoberta nas relações de Felipe com os amigos, com a família e, antes de tudo, consigo mesmo são o eixo que nos guia pelas memórias, digressões e anseios do autor, construídos com uma linguagem rica e expressiva, que possibilita ao leitor a imersão em um texto que ao mesmo passo que se apresenta tão íntimo, torna-se universal pela sinceridade com a qual Felipe nos fala de seus medos, dúvidas e aflições, mas também seus afetos e esperanças.
Você nunca fez nada errado, como toda boa literatura, não é uma obra panfletária. É, antes de tudo, fruto de uma necessidade de expressão do autor perante os caminhos pelos quais sua própria narrativa enveredou-se, trazendo até os leitores uma perspectiva ainda pouco explorada na literatura: a subjetividade de alguém vivendo com o HIV.

Para adquirir o livro acesse o site da Livraria Monomito.

Resenha no Tomo Literário.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages