Isaac - A Vida é Um Balanço - Alan Silva - Tomo Literário

Post Top Ad

Isaac - A Vida é Um Balanço - Alan Silva

Compartilhe

Isaac - A Vida é Um Balanço, livro do escritor Alan Silva, foi publicado pela Skull Editora em 2018 (298 páginas). Um livro que trata perdas, conquistas, conflitos, relações, preconceito, superação, angústias, descobertas, redescobertas, desafios  e sonhos.

"É estranho sentar e escrever para alguém que nem me conhece ainda, que pegou nas mãos estas cartas organizadas de maneira nem tão convincente assim, e que agora vai mergulhar no mais profundo do meu ser."

Composto por cartas escritas pelo protagonista e narrador, o leitor descobre em cada uma delas uma passagem da vida de Isaac e suas impressões sobre aquilo que aconteceu com ele em dado período de sua vida. As cartas de Isaac não são endereçadas a outros personagens, mas sim aos leitores do livro, ou seja, o protagonista se dirige a você que está lendo o texto e tomando conhecimento sobre a história do jovem. Além das cartas há na abertura de cada uma dela uma frase que serve de inspiração e para reflexão.

O jovem personagem nos fala sobre um acidente com seus pais, sobre a vida escolar, os amigos, a descoberta da sexualidade, a nova configuração familiar, além das certeza e dúvidas que surgem na adolescência. Fala ainda sobre sua relação com o pai, que é delicada pela ausência de carinho. A relação se mostra conturbada não apenas por esse motivo, mas pelo fato de o pai ser um homem machista e homofóbico. Portanto, Isaac se vê tendo que esconder a sua orientação sexual para que não seja rechaçado pelo pai, que é descrito pelo personagem como alguém capaz de matar.

Temas contundentes e que podem gerar conflitos no seio social reverberam na obra. A bissexualidade do personagem o tira do invisível mundo em que ele se encontrava.  Ainda que tenha que lidar com o preconceito que existe dentro da família, lugar em que deveria sentir-se acolhido, ele encara a sua orientação sexual de forma natural (como deve ser). Por que ele não pode se relacionar com meninos e meninas? Eis a questão. Nos relacionamentos que ele constrói temos deflagrados seus sentimentos de paixão e encantamento, surpresas e novas perspectivas. Mas, tenta manter sua sexualidade em segredo. 

"Não posso ter medo de ser quem eu sou, essa é a minha vida e preciso vivê-la com a maior intensidade possível. Só assim serei verdadeiramente feliz."

O personagem nos relata ainda como lidava com os amigos/colegas no ensino médio. Portanto, o autor não deixa de tratar vários aspectos da vida de um jovem: a família, a escola e até a igreja. Certamente, há um misto de dúvidas que pairam na cabeça do adolescente, o que se expressa por meio de seus textos (as cartas que são endereçadas a nós, leitores). Natural, real, com temas próprios da idade, mas que também se revelam além disso. Isaac traz em seus textos fragmentos de vidas de muitas pessoas (jovens ou não) que se veem com os mesmos questionamentos sobre a sexualidade, sobre o preconceito, sobre as configurações da família, sobre a sociedade em que vivemos.


O jovem revela nas cartas sentimentos de modo amplo. Fala sobre o que lhe causa incômodo, mas também daquilo que o deixa confortável, fala sobre o que sente em relação às pessoas com quem convive e sobre o que imagina que as pessoas sentem em relação a ele, fala sobre questões que não parecem cotidianas e coisas que estão ali, no dia-a-dia (como um passeio ou a vida escolar).


Em Isaac também temos seus dramas pessoais, que passam do acidente que sofreu de ônibus com os pais, pelos conflitos em seus relacionamentos, passando pela decisão de tornar-se escritor, pelo bullying vivido no período escolar e tudo aquilo que permeia a sua sexualidade. O personagem desfaz conceitos pré-estabelecidos, se coloca diante do leitor e desnuda-se por meio de suas cartas.

"E quando fecharmos os olhos, criaremos um novo mundo."

O livro epistolar tem um tom próprio da idade de seu personagem, portanto, sentimos os medos e incertezas daquilo que ele fala e da forma como lida com as situações. Ainda que, como mencionado anteriormente, tenhamos temas que podem surgir na vida de uma pessoa de qualquer idade, a obra traz um traço jovial.

Destaque-se as inúmeras reflexões que o livro provoca em nós. Tais reflexões surgem tanto das vivências experimentadas e  narradas por Isaac, quanto pelas frases de inspiração que aparecem abrindo cada uma das cartas encontradas na publicação. 

Como mencionado, as cartas são escritas por Isaac, mas  temos cartas escritas por outros personagens, amigos e familiares, que nos situam sobre acontecimentos da vida de Issac, até chegarmos ao desfecho.

Como são cartas a história não segue uma linearidade. Ela entremeia fragmentos da vida do personagem. Tal qual como a vida, o narrador (escritor das cartas) não aprofunda algumas passagens, contando-nos os eventos pelos quais passou, e em outros momentos, aprofunda sua vivência. 

O alicerce da trama que nos traz pano de fundo para reflexões e questionamentos para a sociedade são as relações entre pais e filhos, o preconceito aos LGBT+, a doação de órgãos e a amizade (que entra em cena de modo amplo e sob diversos aspectos).

Isaac é um livro que surpreende pelos temas que aborda e por nos lembrar da necessidade de usar de empatia para com o outro.




Sobre o autor:

Alan Santos vive em Jandira. Estudante de Letras - Português e Espanhol é também fã de diversas sagas.

Ficha Técnica:

Título: Isaac - A vida é um balanço
Escritor: Alan Silva
Editora: Skull
Edição: 1ª
Ano: 2018
ISBN: 978-85-53037-20-9
Número de Páginas: 294
Assunto: Literatura brasileira


Um comentário:

  1. Eu estou chorando com uma resenha? Sim! Fico muito feliz que Isaac tenha feito parte da sua vida. E muito obrigado por este post.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages