Livros Lidos em Abril de 2019 - Tomo Literário

Post Top Ad


O mês de abril acabou e com a chegada do mês de maio vamos conhecer a lista de livros lidos no mês anterior. Teve um temáticas diversificadas na lista.


Da Faro Editorial li A Mulher Com Olhos de Fogo, da escritora Nawal El Saadawi. Uma obra de ficção que é baseada num relato verdadeiro de uma mulher que esperava a execução de sua pena numa prisão no Egito. Firdaus conta sobre sua vida e revela-se um verdeiro desafio para a nossa sociedade. Uma vida cheia de abusos, mas que a faz encontrar algum caminho.

Até Onde o Amor Alcança, outro livro publicado pela Faro Editorial, também está presente na lista de leituras do mês. Escrito por Júlio Hermann, a obra traz crônicas e poesias sobre o amor, ou melhor dizendo, sobre o momento em que a relação amorosa se rompe e é preciso buscar uma nova emoção. São textos fluídos, coloquiais e ainda assim bastante profundos.

Uma Mulher na Escuridão, de Charlie Donlea, foi publicado pela Faro Editorial. O lançamento do livro acontece agora em maio e trata-se de uma obra surpreendente. Rory é uma investigadora forense e encontra no meio das coisas de seu pai, que faleceu há uma semana, pistas e documentos sobre um caso de assassinatos de mulheres há quarenta anos. Ela começa a reconstruir a vida de Angela e outro assassinato acontece, similar aos crimes daquele tempo. A cada descoberta que faz ela se vê ainda mais envolvida com o caso e fará descobertas arrepiantes. É um excelente romance policial.


O Sol Ainda Brilha, de Anthony Ray Hinton, foi publicado pela Editora Vestígio e conta a história do próprio autor. Um homem negro que ficou preso por 30 anos, no corredor da morte, condenado por dois crimes que não cometeu. O relato contundente nos faz refletir sobre o sistema judiciário e o preconceito existente nos participantes do processo. Uma história real que causa impacto.

Outro livro que li, também publicado pela Editora Vestígio, foi Por Que Crianças Matam - A História Real de Mary Bell, de Gitta Sereny. Aos quarenta anos de idade, Mary Bell, fala para a autora tudo que aconteceu durante o período em que era criança, quando aos 11 anos de idade, ela assassinou duas outras crianças. Julgada e condenada, ela nos fala sobre todo o processo e o impacto que tudo que viveu causou em sua vida. O livro não tem por objetivo minimizar os crimes, mas refletir sobre a forma como lidamos com crianças que cometem crimes.


Publicado pela Monomito Editorial eu li Você Nunca Fez Nada Errado, do escrito Felipe Cruz. No livro ele conta parte de sua história desde a descoberta do vírus HIV. Com uma escritora empática, forte, emocionante e filosófica, ele nos conduz por uma história que trata do medo, anseios, angústias e redescobertas de si mesmo. Um livro emocionante e que surpreende pela escrita do autor, capaz de nos impactar já nos agradecimentos que estão na parte inicial da publicação.

Viajei para Tailândia, Camboja e Vietnã, por meio do livro Cores de Indochina, de Marcos Torres, publicado pela Editora Penalux. Conta a história de um filósofo que passa por esses três lugares em busca de encontrar algum sentido para sua vida, um lugar para que possa se conectar e viver com o mínimo possível. O livro tem uma bela narrativa, além de apresentar uma série de detalhes da cultura oriental, que se sobrepõe a cultura ocidental do protagonista.

Da Global Editora, Ai de ti, Copacabana!, de Rubem Braga é um livro de crônicas do autor que traz textos que foram escritos de 1955 até 1960. As primeiras crônicas do livro foram escritas em Santiago do Chile, as demais foram escritas no Brasil e uma delas em Nova Iorque. Trata-se de um belo livro de crônicas, que mostra a força e o olhar arguto de um excelente cronista.


Dilacerada, de Helô Delgado, foi publicado pela Editora Coerência e traz a história de Vivian. Acompanhamos trinta e uma semanas de sessões com a psicóloga em que a protagonista conta-nos sobre o seu passado e os conflitos que viveu, o que inclui alienação parental, abuso, relacionamentos amorosos e segredos que são revelados ao longo da trama. Uma história emocionante.

Em e-book li ABC da Morte, de Danilo Morales. A obra apresenta 26 contos de terror que exploram o medo e que são capazes de deixar o leitor de cabelos em pé. Cada um dos contos representa uma letra do alfabeto e são histórias muito bem escritas que não podem faltar na lista de leitura de qualquer amante do gênero.

Sangue Real, de Duílio Souza, foi publicado pela Luva Editora e nos traz a história de uma quadrilha especializada em assaltos de mansões. Numa delas, ao invadirem o local, eles são surpreendidos por algo aterrorizante. A partir daí temos uma caçada, em que aqueles que assaltaram passam a ser a caça da misteriosa aparição. Um livro eletrizante.

Que maio nos renda boas leituras!


Um comentário:

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages