Conheça Destino Traçado, livro de Natalia Moreno - Tomo Literário

Post Top Ad

Conheça Destino Traçado, livro de Natalia Moreno

Compartilhe

Natalia Moreno divide seu tempo em criar e contar histórias, lecionar e cuidar da família. Ela é autora de cinco livros, entres eles Destino Traçado, publicado pela Editora Coerência, que tem uma narrativa indigenista que mostra um pouco dessa cultura tão importante.

A obra tem uma escrita que faz o leitor se envolver com o enredo de Valentina e James, duas pessoas que são marcadas pelo sofrimento que encontrarão no outro o deseja de seguirem felizes.

Valentina é neta de indígenas e proprietária de uma loja de pipas e pedras semipreciosas que herdou da avó, foi abandonada pelo marido em um momento difícil em sua vida o que a faz desacreditar do amor, no entanto tudo muda quando um sonho com um homem e uma criança passa a ser recorrente.

James, por sua vez, é um contador que não leva a profissão tão a sério. Sua vida consiste em sair com os amigos e a namorada até o momento em que se vê pai e tendo que criar um recém-nascido sozinho quando aquela namorada o abandona.

Inevitavelmente, a história dos dois personagens se cruzam e os dois juntos terão que entender que o destino traçado para ambos é mais forte que os obstáculos que surgirão em suas trajetórias.

De uma maneira reflexiva o livro faz o leitor questionar atitudes da nossa sociedade sobre a diversidade cultural, o conceito de família e a responsabilidade pelos atos. Com isso, Natalia Moreno busca, por meio de suas histórias, conscientizar os seus leitores além de entretê-los.

Confira a sinopse do livro:

Quando a vida te entrega tudo o que você sempre pediu, o que fazer com o medo de aceitar?

Valentina seguia sua vida na loja de pipas e pedras preciosas sem muitas novidades até o dia em que um sonho se mistura com a realidade e ela se vê ligada a um homem e a uma criança.

Os olhares do pai e do filho que entram em sua loja revelavam que eles desejavam um grande amor tanto quanto ela, mas Valentina não quer aceitar e o destino terá um trabalho árduo pela frente para convencê-la de que ele foi traçado há muitos anos em uma tribo indígena.

“Com raiva, apertou as varetas na mesa à sua frente até quebrá-las. Quando teria paz? Quando o destino a deixaria ter seu livre arbítrio?”


Será que é possível enganar o destino traçado?

Para adquirir o seu exemplar acesse o site da Editora Coerência.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages