ABC da Morte - Danilo Morales - Tomo Literário

Post Top Ad

ABC da Morte - Danilo Morales

Compartilhe

ABC da Morte, do escritor Danilo Morales, foi publicado de forma independente. O livro apresenta vinte e seis contos que seguem a ordem do alfabeto e colocam o leitor em contato com histórias cheias de terror.

O primeiro conto do livro traz fala sobre um paciente esquizofrênico que fica na clínica de sua irmã Margog. Um novo médico chega ao local e sente que, de algum modo, o lugar mexe com ele. Além de sentir esse clima com o ambiente ele sente-se encantado por uma das pacientes. Doutor Johnathan, no entanto, permanece por muito tempo no porão. Na história denominada Adega de Sangue, o médico pretende fazer na clínica um novo projeto. O temor está a espreita e fatos tenebrosos vão acontecer. O horror presente nesse conto é real e atormenta a mente dos personagens.

Bálsamo Blasfemo nos apresenta o policial Marlon Sampaio que tem a missão de deter um psicopata que usa a alcunha de Papa Bento e que lidera uma seita satânica. "...Ele guiava o seu rebanho, tal qual Caronte, os levando aos nove níveis mais profundos do inferno de Dante." No estilo de Clive Barker, o conto apresenta seitas, mortes, sangue. Sampaio encontra um livro com "revelações do papa negro". A leitura de um livro pode influenciar as ações das pessoas? É isso que descobrimos com a história.

O conto Conspiração Camaleão é o texto do diário de Arthur Cavalheiro e tem relatos de acontecimentos que envolvem um replicante alienígena. Seria fruto da esquizofrenia sofrida pelo personagem ou uma história que com ele aconteceu de fato? Surpresas não faltam na trama.

Decrépito Degenerado, o quarto conto da publicação é narrado por um homem que tem uma boate chamada "Hells" - um nome bastante sugestivo. E ele mesmo se declara um canalha que sabe viver na clandestinidade. Mortes acontecem na proximidade do estabelecimento. Mendigos e usuários de droga são assassinados. Ele nos relata o encontro que teve com um investidor misterioso de quem ele usurpa dinheiro. O que será que pode acontecer?

Espelho Espectral traz um "artista não compreendido, com certo grau de esquizofrenia". Ele se apaixonou por Ariel, atriz de um de seus filmes, mas a relação não era bem vista pela família. A garota desaparece e tinha ligações com a bruxaria. O mistério se desenrola numa trama que surpreende e que envolve farsas e magia.

O conto seguinte do livro é Fobia. No fundo do mar de Santos uma descoberta impactante é realizada. Os personagens do conto estão envolvidos numa missão secreta e o medo pode sentenciá-los. A história seguinte, Granito Alienígena, se passa numa cidade de Minas Gerais, em que círculos podem ser vistos nas plantações e "uma pedra de granito foi encontrada". As pessoas que nela tocaram tiveram reações. O personagem, um nômade, estava na cidade eventos misteriosos aconteceram.

Heterocromia começa com um anúncio de jornal em que um homem vai ao encontro de uma garota de programa cigana que lhe faz revelações. A partir de um conflito o protagonista se transforma e algo inesperado pode acontecer. ID - Identidade Diabólica é outra história presente no livro de Danilo Morales. Átila é um homem com gestos repugnantes, definido pela narradora com adjetivações não tão agradáveis: "Átila é sujo", mas ele tem predicados e faz a segurança do circo em que trabalha. Esse mesmo conto tem uma segunda parte com a narração de Átila, portanto alterna vozes. Ele fala sobre a primeira narradora, Brigitte. Na terceira parte, a narrativa em terceira pesssoa, coloca os personagens no clímax, com um desfecho impactante.

Em Jazigo Quimérico, um jovem escritor de dezoito anos, autor de um conto denominado Paraíso do Sul, sai com um amigo de carro e levando vodka. A partir daí há uma interferência que nos leva a uma história que parece uma visão ou seria a constatação de uma realidade se cruzando com uma narrativa fictícia?

Kafkiano traz a história de Miguel, Aretha, Lavigne e Narciso. Quatro personagens e uma trama que envolve sexo, discórdia, crime e prazer. Já em Lago Shalon, Piero volta ao local em que está a casa de sua avó. Dela sempre ouviu para não se aproximar do lago, porque lá "é perigoso". A história baseia-se no contro Dragon, de H. P. Lovecraft. 

Misantropia vem na sequência e é narrado por um personagem que se depara com seu amigo, que passa por uma crise existencialista. Da conversa sobre a morte, surge alguma conclusão sobre o fato e o impacto que a morte causa, gerando mistérios e questionamentos.


Notamos que os personagens de Danilo Morales, ou pelo menos muitos deles, transitam pelo caminho da insanidade afetados por algum transtorno. Nos contos também encontramos personagens que, de algum modo, fogem da normalidade e que nos conduzem para o centro do terror. Vale observar que temos tanto a presença do terror sobrenatural, quanto o terror real (advindo de ações meramente humanas).

Os contos são bem escritos e bem ambientados. Os fatores que impactam a vida dos personagens e que somam aos conflitos das relações são diversos e passam por crenças, religião, prazer,  culpa, drogadição e muito outros. Referências literárias, filosóficas e artísticas aparecem em alguns dos contos e outros trazem em seu teor a elucidação de temas que abordam, o que permite ao leitor a aproximação com a história que nos é contada. Interessante observar a versatilidade apresentada em diferentes vozes narrativas e ainda assim mantendo o estilo do autor.

Dando sequência a apresentação dos contos temos Necrófilos, que se passa no futuro, mais precisamente no ano de 2072. Um vírus estranho está contaminando as pessoas. O diário de um enfermeiro traz revelações e leva a outro diário. Omófago Obscuro surge logo em seguida. Vampirismo clínico é o mote do livro. "A síndrome consiste em uma atração compulsiva e um interesse anormal pela morte, que se manifesta na necessidade de beber o vermelho púrpuro durante as relações sexuais e também na necrofilia..." 

Em Poço Profano um casal se une por interesse e faz uma viagem, hospedando-se numa residência mal assombrada. Nessa casa fatos estranhos e cruéis acontecerão. O conto seguinte, chamado Quiromania Ninfromaníaca, tem teor sexual e desnuda a forma de algumas pessoas lidarem com o prazer, além de mostrar os submundo de suas ações e revelar o lado cruel do ser humano.

No conto Refugium Pecatorum, do latim Refúgio dos Pecadores, mortes acontecem e apontam a ligação de algum assassino ou grupo que simpatize com o nazismo. A descoberta surge de maneira surpreendente. Então, seguimos para Sinestesia Selenita em que Jenniffer tem mania de perseguição e um fato inusitado acontece. A morte de Jenniffer passa a ser investigada: suicídio, assassinato ou o quê? Com subtramas interessantes a história se desenrola.

Susan, que tem capacidade de telecinesia - que a propósito é o nome do conto - se envolve com Brad, seu psiquiatra. Numa estrada de Santa Catarina a figura de uma mulher os leva a uma ocorrência sinistra que se segue com acontecimentos igualmente sinistros.

Ubíquo Opressor traz a história de um homem que procura prazer pela internet e se lança no mundo da deep web. Ele ansiava pela cura de sua mãe e uma figura faz com ele um pacto, o que pode lhe causar uma dor profunda, inimaginável. Para dar continuidade ao alfabeto da morte, vamos para o conto com a letra V - Vilarejo Libertino, cuja história se passa no final da década de 1970 e numa cidade de Minas Gerais. As pessoas tem visões fantasmagóricas. Há dois padres na cidade e um deles se envolve com coisas aterradoras.

Whodunit fala sobre Alopatran, que é considerado o rei do marfim e rivaliza com Efégeos, o rei do plástico. Numa clara alusão a uma briga pelo poder, podemos perguntar-nos se eles conseguirão se manter como reis dos seus respectivos produtos. A reviravolta na trama vai pegar o leitor de surpresa.

Xilomancia Xantocromática de Xangô, se passa em Maceió de 1965 até 1981. Bruxaria, catolicismo, xamanismo, umbanda, cercam os personagens e por meio de Simone haverá revelações intrigantes. E temos ainda o conto Yin e Yang, em que um crime e o jogo de personalidades entre feminino e masculino, levam o leitor a um terror real. 

Zênite fecha o livro com o personagem Zach que começa a se relacionar com uma mulher que encontra em certa noite até que ela desparece e sua obsessão passa a ser reencontrar tal mulher. Tal obsessão o levará a caminhos nebulosos.

Os vinte e seis contos do livro são consistentes e nos levam a uma jornada de terrores, temores e mistérios, passando por questões como realidade e insanidade, relacionamentos e conflitos, psicopatia e patologias, vertentes psicológicas e morais. Todos os contos são abertos com uma ilustração feita por Robson Strobel. Os traços fortes nos colocam em sintonia com o clima da obra. A capa de Jaiana Rodrigues também tem conexão com o livro. O olhar da figura que a ilustra, além das letras marcadas em sangue no rosto, nos dão uma pitada do terror que vamos encontrar no interior da obra.

Os assuntos tratados nas histórias podem tanto mexer com o imaginário do leitor quanto demonstrar questões subversivas. Cada uma das tramas traz um sentimento diferente, num mix de tensão, medo, revelações e surpresas. Leitura recomendada!

Sobre o autor:

Danilo Morales | Foto: Divulgação

Danilo Morales é jornalista formado pela Univap. Cineasta com quatorze filmes rodando festivais nacionais e internacionais. É também criador do Festival POE de Cinema Fantástico de São José dos Campos. Escritor, membro da ABERST - Associação Brasileira dos Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror, é natural de São José dos Campos - SP e tem no terror a sua principal vertente de atuação. Artista multimídia, faz quadrinhos, livros e cinema.

Ficha Técnica:

Título: ABC da Morte
Escritor: Danilo Morales
Editora: Independente
Ano: 2018
Assunto: Contos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages