Confinados – Vários Autores - Tomo Literário

Post Top Ad



Confinados – Contos de Uma Noite de Terror, foi publicado pela Monomito Editorial em 2018 (182 páginas). A origem do livro foi o Ghost Story Challenge, desafio criado pela ABERST – Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror. Numa noite fria de julho de 2018, os escritores que compõe o livro com suas histórias, pernoitaram num casarão em São Paulo trabalhando seus textos. A ideia por si só já seria suficiente para aguçar a curiosidade do leitor.

Por tratar-se de um livro de contos com a presença de diversos autores, coloco no texto uma base da história que nos é contada e faço comentários gerais sobre o livro. Entendo que dessa forma o leitor pode conhecer um pouco mais cada conto e perceber a visão geral sobre a obra objeto da resenha.

O livro é aberto com o conto de Francis Graciotto que participa com Salve às Orcas. Uma história que aborda um desafio e a preparação de jovens para uma organização. Além de ter uma boa dosagem de suspense e revelações que nos surpreendem. Aborda o famoso e intrigante jogo da Baleia Azul. No entanto, o que pode parecer óbvio não é.

Complexo de Ed, conto de Everaldo Rodrigues começa chamando a atenção do leitor. É daqueles contos que tem um início impactante e que fica gravado na memória: “Mamãe não sabe que vou mata-la”. Ah, esse início! Por aí já é possível ao leitor imaginar a tensão e o clima que paira na história contada pelo autor. Magistral, sensacional e com um narrador nebulosamente intrigante.

De uma família tradicional (a dos Gouldagh), Norberto que não queria ter filhos, mas o tem, expõe coisas acerca do menino. Para Norberto, aos quarenta anos, o que realmente lhe causava satisfação “era entreter os caprichos do filho”. Vontades é o nome do conto de Jorge Alexandre Moreira. O pai havia prometido algo para o garoto caso fizesse um gol. Algo permanece enigmático até o desfecho da história.

O Bebê de Elisa, de Khatia Brienza, traz uma história que gira em torno de um casal. Sabemos que ele está preso após a morte da esposa e o conto se desenrola até a morte dela, trazendo uma história cheia de horror e tensão psicológica.

Duda Falcão participa de Confinados com o conto Geometria das Estrelas que traz uma história sobre um grupo, a prática de um ritual e eventos obscuros que acontecem numa propriedade.

“Logo fui envolvido por um fedor que esperava jamais sentir de novo: sangue, merda e tripas”. Do conto Lealdade, do escritor Adriano Vendimiatti. Um homem vai trabalhar na Casa Branca e a pergunta para ele é: “Qual é a maior prova de lealdade que se pode dar a alguém?” O agente Duchovny vai ser testado diante do Presidente Thery.

Enquanto lemos os contos é inegável que tentemos imaginar a situação de confinamento que os escritores passaram e o quanto das histórias surgiram do clima que pairava no casarão. As histórias, com muito horror, terror, suspense e acontecimentos obscuros, nos deixam arrepiados. Por teremos aqui vários autores trazendo ao leitor o seu trabalho, você, leitor, pode ler os contos de forma alternada.


O próximo conto do livro é de Antonio Dimarco e chama-se A Fotografia. O personagem-narrador busca uma coisa que sua mãe falecida havia guardado. Uma fotografia polaroid desbotada cria o mistério e traz à tona lembranças de um tempo em que Beto (o narrador) tinha um conhecido chamado Juvenal. Está dado o suspense que vai surpreender o leitor no avançar do texto.

A trama enigmática criada por Amanda Reznor conta a história de um homem que parece apaixonado por Rute. O nome do conto é Lado Negro da Lua. E, na sequência, se passando em Ouro Preto, Passeio Noturno é o conto de Thiago Oaks; em que uma mulher chamada Amanda foge de alguém que a persegue pelas ruas da cidade. Qual será o destino dela? O que vai lhe acontecer?

A Nova Queda é o conto de Ícaro Sampaio Viana e conta a história em que uma matilha de cães faz ataques.

Alexandre Braoios está presente em Confinados com o conto Morte E Vida. Um homem está à beira da morte, mas a sua presença clama por uma confissão. Suspense, tensão e clima de confinamento dão uma boa instigada nos leitores. “Oscar abriu os olhos enquanto tentava fazer seus pulmões, narinas e músculos capturarem as derradeiras partículas de oxigênio que restavam. Apesar da escuridão absoluta, o cheiro de terra e o espaço reduzido levaram-no à conclusão mais óbvia.” O conto é de arrepiar.

Na sequência temos Esfera de Sangue, de Karen Alvares. O personagem que narra a trama é um homem que permanece trancado em seu quarto e recebe, pela porta, apenas os comprimidos. Certo dia, eventos inusitados acontecem e uma esfera de luz vermelha chama algumas pessoas e algo muda a sua realidade. Ele então passa a viver num novo lar.

Soraya Abuchaim escreveu o conto Drogas, Sexo & Dinheiro. A mulher de um cirurgião ouve sua conversa ao telefone. Ela entende que há algo de estranho acontecendo com o marido. Analu resolve investiga-lo e se depara com um cenário de horror. O desfecho é surpreendente.

A Culpa é o conto escrito por Renata Maggessi. A personagem que nos conta a história passou a ouvir coisas depois da morte de Ivan, seu marido. Num encontro com Madame Zaíra e um bilhete, ela tem o desejo de vingança despertado. O sobrenatural entra em cena.

De Rebata Alabi o leitor lerá Debaixo D’água. Uma mulher está num ambiente que lhe causa desconforto. Desaparecida (para os outros) ela é vítima de uma ação impetrada por alguém próximo. É um conto dividido em três partes e nos leva por uma história angustiante. Amanda passa por uma situação de confinamento e definhamento psicológico.

J. R. Valadares traz ao leitor o conto A Caixa. “O silêncio é o veneno que corrói minha sanidade pouco a pouco. Só de pensar que poderei morrer assim, sinto calafrio.” O conto narrado em primeira pessoa por um homem dentro de uma caixa traz toda a tensão da situação para o leitor. Estaria ele realmente cercado por Rita, sua esposa? Algo aterrorizante nos aguarda na conclusão do conto.

Em meios aos contos apresentados na coletânea temos microcontos do escritor Jhefferson Passos que citam os nomes dos autores que estão presentes na obra. Os microcontos também carregam a atmosfera de terror/horror que o livro pede e Jhefferson os faz de modo único.

Ao final do livro você terá ainda dois contos, um de Paulo G. Marinho chamado Ghost Story Challenge, que faz uma mescla de realidade com o horror imaginado pelo leitor em relação ao evento que aconteceu no casarão. E o livro se finda com a história O Veneno, o Antídoto e o Veneno, do escritor Oscar Nestarez.


Interesso-me por livros de contos, sobretudo quando temos uma diversidade de autores presentes na mesma obra, o que nos permite ver o estilo de cada um. E, ao contrário do que muita gente pensa, um conto não é somente uma história reduzida. Ela precisa ter elementos que mantenham a atenção do leitor, é preciso que haja reviravolta, que tenhamos surpresas. E os contos dessa coletânea publicada pela Monomito Editorial garantem isso.

Quando me deparei com o livro logo pensei: vou adentrar um universo de terror, mas sei que vou encontrar personagens diferentes, estilos diferentes de narrativas, interpretações diversas sobre aspectos que podem arrepiar um leitor. Sabia que encontraria uma diversidade de mundos e eles estão lá, nos contos. Certamente, a curiosidade do leitor em ler um romance ou mais contos dos autores presentes na publicação, surgirá.

Confinados é um projeto inovador da Monomito Editorial e da ABERST. Ah! Não poderia deixar de citar o excelente trabalho gráfico feito pela Project Nine e que tem uma capa totalmente diferente, cuja orelha é dobrada para o lado de fora e que traz uma imagem que nos coloca no clima que a produção literária requer.

Se você procura um livro de contos de terror para começar a sua jornada por esse gênero, aqui está uma boa pedida. Se você costuma ler clássicos do terror e quer novos/consagrados autores, Confinados também atenderá sua expectativa. Se você deseja literatura nacional de terror com qualidade, leia os contos de Confinados. Se você não é afeito ao gênero de terror e não quer nem saber sobre histórias de arrepiar, tenha Confinados – por tudo que o projeto representa.

Recomendo.

Ficha Técnica

Título: Confinados
Escritor: Francis Graciotto, Everaldo Rodrigues, Jorge Alexandre Moreira, Kathia Brienza, Duda Falcão, Adriano Vendimiatti, Antonio DiMarco, Amanda Reznor, Tiago Oaks, Ícaro Sampaio Viana, Alexandre Braoios, Karen Alvares, Soraya Abuchaim, Renata Maggessi, Renata Alabi, J. R. Valadares, Paulo G. Marinho e Oscar Nestarez.
Editora: Monomito Editorial
Edição:
Número de Páginas: 184
ISBN: 978-85-923508-7-1
Ano: 2018
Assunto: Literatura brasileira \ Contos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages