Livros lidos em setembro de 2018 - Tomo Literário

Post Top Ad

Livros lidos em setembro de 2018

Compartilhe


Setembro acabou, então vamos conferir a lista de livros lidos no mês e um breve comentário sobre cada um deles.

Antologia do Cordel Brasileiro, de Marco Haurélio, foi publicado pela Global Editora. Esse livro reúne cordéis que representam mais de um século da literatura. Uma obra para ler e reler que traz excelentes histórias dessa manifestação literária popular.

Outro livro lido foi Seja Singular – As Incríveis Vantagens de Ser Diferente, de Jacob Petry e Valdir R. Bündchen. O livro foi publicado pela Faro Editorial. Trata-se de uma obra que apresenta um conteúdo inspirador e provocativo que versa sobre transformação pessoal.

Não Durma, de Michelle Harrison, publicado pela Bertrand Brasil também foi lido para que eu participasse de um debate sobre o livro com o Clube de Leitura Devoradores de Livros. Temos a história de Elliot, um jovem de dezessete anos, que após sofrer um acidente tem uma experiência de quase morte e começa a ter contato com fantasmas. É uma boa história.

Do autor Charlie Donlea, publicado pela Faro Editorial, li A Garota do Lago. O primeiro livro do autor publicado no Brasil e que conta a história de um crime em Summit Lake, uma pequena cidade nas montanhas. A estudante Becca é assassinada e a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso. Um romance policial cheio de mistérios e que prende a atenção do leitor.

Li ainda Bella Máfia, de Vitto Graziano, publicado pela Luva Editora. Salvador Lavezzo é o cabeça por trás de um esquema de narcotráfico e se vê ameaçado após a apreensão de dez toneladas de pasta base de cocaína. Ele é investigado pela Policia Federal e jurado de morte por seus superiores na organização criminosa. É um livro que narra 24 horas de Salvador Lavezzo para tentar mudar a sua condição. O livro tem uma história rica que escancara os bastidores de uma organização criminosa.

Da Editora Jangada, li Os Seis Finalistas, da autora Alexandra Monir. A Terra passa uma série de eventos climáticos, que provocam tempestades e tsunamis. As cidades do mundo estão sob as águas. Para tentar salvar a raça humana um grupo de vinte e quatro jovens é selecionado para um programa que enviará seis deles à Europa, lua de Júpiter. Com muita tensão, conhecemos os finalistas e toda a trama que envolve os mistérios dessa missão.

Eu Vejo Kate, de Cláudia Lemes, publicado pela Editora Empíreo foi outra leitura do mês. Trata-se da história de um serial killer que, morto, entra em contato com a escritora Kate, que desvenda a vida desse homem ao lado de um agente do FBI. O mistério circunda a questão: quem está matando as mulheres de Blessfield? Um ótimo thriller policial que nos deixa sem fôlego.

Do escritor Adams Pinto li Jardim dos Famintos. Um grupo de pessoas desperta com máscaras sobre seus rostos e não tem nenhuma lembrança do passado. Então, eles partem em busca de respostas, passando por territórios selvagens e tem de superar suas diferenças e se desvencilhar do desejo de comer carne humana. É uma história incrível e vale a leitura. O livro terá continuação e em breve divulgo a resenha aqui no blog.

A HQ de Luiz Gustavo M. Pereira e Gabriel Godinho Sampaio, Exceção Hostil, também esteve entre as leituras do mês. Uma criança deficiente que sofreu bastante na infância se torna uma assassina justiceira. Como pano de fundo a história toca em questões como inclusão, discriminação e preconceito.

Para encerrar li dois livros infantis As Aventuras de Simão e Bartolomeu, de César Cavelagna, publicado pela Editora Globo e Bisa Bia, Bisa Bel, de Ana Maria Machado, publicado pela Salamandra.

Que outubro nos renda boas leituras!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages