Exceção Hostil – Luiz Gustavo M. Pereira e Gabriel Godinho Sampaio - Tomo Literário

Post Top Ad

Exceção Hostil – Luiz Gustavo M. Pereira e Gabriel Godinho Sampaio

Compartilhe


Exceção Hostil é uma HQ independente que traz uma protagonista que demonstra a sua força na luta contra a opressão. Vitima de um acidente, quando era criança, a protagonista perdeu o braço direito. Teve que aprender a lidar com a deficiência física que nunca lhe impediu de realizar o que quer que fosse. Empoderada e independente, em amplos aspectos, a protagonista também é homossexual.

Ela luta pelas minorias e enfrenta um político com ideias um tanto quanto conservadoras e retrógradas. Algo que se assemelha muito aos tempos atuais. É uma obra de ficção, mas alguns pontos o levará a ler um pouco da realidade.

A HQ apresenta uma temática politicamente colocada e que chama a atenção do leitor por tratar de temas bastante relevantes e inerentes a realidade, o que, para além da diversão da leitura que é garantida pela história, enseja reflexões. Ainda mais porque estamos em período eleitoral e isso nos provoca ao pensamento sobre que país de fato queremos. O que esperamos dos líderes políticos?

A protagonista da história é justiceira, portanto, de forma quase natural surge o questionamento sobre o uso da violência como forma de lutar contra o preconceito disseminado na sociedade. Ela enfrenta uma série deles e não apenas em função de sua condição, mas em razão de algo maior, de todos que, como ela, sofrem.

Temos alguns pontos que merecem destaque em Exceção Hostil: temos uma protagonista deficiente física, cuja condição é utilizada como pano de fundo para a superação dela em relação a sua atuação heroica; formação de um casal lésbico, em que a relação tem total consonância com a trama, ou seja, não estamos falando apenas de jogar a questão sexual da personagem sem aderência ao que está sendo contado; abordagem de questões sociais e políticas que está em conexão com toda a história contada e que provoca o leitor para a reflexão; abordagem de temas como discriminação racial.

Exceção Hostil é uma ótima HQ, para ler, se divertir e refletir.

Sobre os autores:

Luiz Gustavo M. Pereira

Quadrinista, professor de desenho, escritor e escultor, Luiz Gustavo nasceu em Santos e já participou de vários eventos e exposições pelo Brasil. Produziu toda a arte de Exceção Hostil. Seu primeiro livro publicado foi a aventura Trindade – Uma Jornada Além da Morte e desenvolveu uma Graphic Novel para a mesma história. Também desenhou a adaptação para HQ de A Marca do Lobo Negro, de Pet Torres.

Gabriel G. Sampaio

Professor, escritor, ativista da educação, RPGista, cineclubista e louco por ficção cientítica são apenas algumas das facetas desse artista das palavras. É o responsável pela história e pelo roteiro de Exceção Hostil. Gabriel também escreveu os livros ilustrados Walwolf: O Ritual e Exídium.

Ficha Técnica

Título: Exceção Hostil
Escritor: Luiz Gustavo M. Pereira e Gabriel G. Sampaio
Editora: Independente
Edição: 1ª
Ano: 2018
Assunto: HQ brasileira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages