Twittando com o Vampiro – Aislan Coulter - Tomo Literário

Post Top Ad

Twittando com o Vampiro – Aislan Coulter

Compartilhe

“Este lugar é maldito. Cada centímetro deste solo foi amaldiçoado. Não há nada de bom aqui.”

Em Rancho Oeste um vampiro ataca as pessoas e os jornais tratam do assunto em matérias que falam do “assassino mutilador de pescoços”.  Então, começamos a ter contato com a história de Kelvin Malon, um piloto conhecido, um homem que tem um ar de sedução e provoca admiração, mas que mantém sua essência como um vampiro voraz. Já sentimos o ritmo da narrativa logo no primeiro capítulo do livro de Aislan Coulter.

“Malon segura firma o volante e aperta o controle. Os portões se abrem. Ele acelera e sobre a rampa. Salta. É uma manobra e tanto. Os pneus pousam, amassando o chão do pátio da mansão. A porta da garagem se abre. Um sorriso cruel e nefasto estica o rosto do vampiro.”

Nos capítulos nomeados como Memórias de Aline Brein, que se intercalam com outros, temos uma espécie de diário dessa personagem. “... esta é a página duzentos e cinquenta e quatro do meu livro, mas eu rasguei todas as outras, o que torna esta a primeira” – declara a personagem em sua primeira aparição. Os relatos feitos por ela, em primeira pessoa, são carregados de terror, referências pop e beiram a tênue linha entre a loucura e a sanidade; o que se reforça pelos acontecimentos que Aline descreve com sua esquizofrenia e pela voz que lhe fala ao ouvido. Ela teria sofrido exposição na internet, o que a abala claramente, e que ela tenta lidar de algum modo. Um assunto pertinente e atual.

Essa personagem, particularmente, tem uma complexidade que aguça. O leitor há de se  questionar até que ponto algumas coisas que ela narra de fato aconteceram ou se não passou de algo que ela tenha imaginado ou que tenha sido provocado pela voz que fala a ela. Ou ainda que advenha do trauma aliado à esquizofrenia. Nesse ponto, vale mencionar que não me refiro ao abuso de terem a exposto nas redes, mas a outros eventos que ela vai contar a quem ler o livro. Afinal, a voz que a ronda parece ter objetivos a cumprir.

Outra trama que segue em paralelo é a de um assassino da Deep Web contratado para um determinado serviço. “Sou acostumado a matar gente!”

Aos poucos, as tramas que parecem desconexas e sem ligação, vão mostrando que se interligam. Elas se entrelaçam para dar unicidade ao livro de Aislan Coulter: Twittando com o Vampiro. O livro é uma publicação independente, cujo e-book está disponível na Amazon.



Todas as subtramas são bem montadas e se amarram perfeitamente, chacoalhando o leitor com as surpresas. É como um quebra-cabeças que vai se compondo a partir de peças que vão sendo dadas ao longo da narrativa. Twittando com o Vampiro é aquele tipo de livro que nos conduz, nos envolve, e quando notamos já estamos mergulhados na história, tentando interligar os fatos e loucos para chegar  ao desfecho, que vem com brilhantismo. Além desse jogo que o autor cria com o leitor, ao não dar todas as evidências, mas deixar com que ele perceba as ligações, é possível se aterrorizar com os eventos obscuros que estão descritos no livro.

A narrativa de Aislan é ágil, o que torna a leitura além de agradável, rápida e facilmente compreendida. Mas, não se engane o leitor desavisado, pois é um livro de terror e tem cenas fortes e impactantes, sangue jorrando, corpo sendo arremessado, língua arrancada, pedaços de carne na boca, e outros tantos acontecimentos de arrepiar. A leveza da escrita não significa dizer que é uma história leve. Ainda bem!

Aislan é um escritor que representa muito bem o estilo gore. E não é por ser um estilo ágil de escrita que faltam elementos que sustentem a história. Aislan faz bem a dosagem da fluidez de sua história com a trama que vai se descortinando para o leitor, com cenas violentas e repulsivas, com acontecimentos aterrorizantes, com personagens enigmáticos e que parecem “brincar” (grifo meu) com o leitor nesse universo sombrio.

O vampiro que dá título ao livro, volto a dizer, não é aquele tipo sedutor e romantizado que muitas vezes vemos. Ele é sanguinário (sem trocadilhos) e o leitor vai percebendo que, embora ele exerça fascínio nas outras pessoas, o propósito dele é atraí-las como presas. A imprensa que o denominava como um assassino disposto a dilacerar pescoços tem toda razão. Essa é sua essência.

Aislan Couter transmite com naturalidade a sua história no universo vampiresco. Suas influências com Drácula, de Bram Stoker, Carmilla, de Sheridan La Fanu e Entrevista com o Vampiro, de Anne Rice, além de outros, o fez construir a sua própria história, que deixa marcas no leitor de sua obra.

Devorei o livro, tanto pela narrativa agradável, quanto pela objetividade  do autor, que descreve as cenas com o que é suficiente para que sejam compreensíveis, mas sem alongar em descrições cansativas. Encanta ainda pela história propriamente dita e por seus personagens.

E, sem dúvida, para quem gosta de terror, a forma com que ele entra em cena há que ser destacada. Além disso, o livro tem ótimas referências musicais, literárias, cinematográficas e afins, que são citadas ao longo da história. E também há que se mencionar que não faltam passagens com uma certa pitada de humor.

Se ainda não leu, há que se recomendar que leiam. Nós também temos autores de terror de qualidade, e Aislan Coulter é um deles.

Foto: Reprodução
Sobre o autor

Aislan Coulter é considerado uma das promessas do horror nacional. Suas histórias trazem uma mistura bem brasileira aliada ao grotesco. É conhecido como mestre do regionalismo gore. Twittando com o Vampiro é seu segundo livro. Ele também escreveu O Cordel de Sangue e Lobisomen.

Ficha Técnica

Título: Twittando com o Vampiro
Escritor: Aislan Coulter
Editora: Independente
Edição: 1ª
ISBN: 978-85518-0449-7
Número de Páginas: 192
Ano: 2017
Assunto: Ficção brasileira

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Suas resenhas são sempre maravilhosas, completas!!! <3<3
    E esse livro é sensacional!!! <3<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DAnii, muito obrigado. E concordo com você... esse livro é sensacional. :-)

      Excluir

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages