[Entrevista] Gustavo Lopes

Gustavo Lopes é autor do livro O Inominável. Ele falou ao Tomo Literário sobre seu livro, publicações em antologias, o processo de tornar-se escritor e o cenário literário para autores independentes. Autor de horror, fantasia e ficção-científica comentou também sobre autores e livros que indica. Leia a entrevista e boa leitura!

Tomo Literário: Você lembra do seu primeiro contato com os livros? Como foi?

Gustavo Lopes: Meu primeiro contato com os livros foi na escola. Naquela época eu não gostava de ler livros, preferia quadrinhos e mangás. Muitos dos livros de leitura obrigatória não tinham a temática que eu procurava. Foi somente fora da escola, escolhendo os livros que gostaria de ler, que adquiri gosto pela literatura e pela escrita consequentemente.

Tomo Literário: E quando você resolveu tornar-se escritor?

Gustavo Lopes: Eu comecei a escrever de forma esporádica entre 2006 e 2007. Levei 7 anos para terminar meu primeiro rascunho e só depois de colocar o último ponto final nele que tive certeza de que repetiria esse ponto final em outras histórias pelo resto da vida.

Tomo Literário: Você acaba de publicar uma edição limitada e independente de O Inominável. Como surgiu a ideia do livro?

Gustavo Lopes: A ideia do livro veio de uma sinopse para um concurso literário, que evoluiu para um conjunto de personagens e cenas e em seguida para o texto completo, em um período de três meses entre a concepção e o texto publicado.

Tomo Literário: Como você tem visto o cenário literário para os autores independentes? Há mais possibilidades ou ainda há mais obstáculos a serem vencidos?

Gustavo Lopes: O cenário literário brasileiro oscila bastante e ainda é um mercado que, apesar de ter bastante espaço, seja para autores independentes ou aqueles publicados através de uma editora, precisa vencer muitos obstáculos. Estamos em uma era com excesso de informação na palma da mão — redes sociais, Netflix, Youtube e por aí vai. São muitas opções para pouco tempo, portanto o autor tem que estar disposto a competir com esses outros meios e usar de uma boa história e um bom texto para ter uma chance de ser lido.

Tomo Literário: Você tem participações em antologias.  Qual dos contos você destacaria para expressar bem o seu estilo? Por que essa escolha?

Gustavo Lopes: Dos contos que já escrevi para antologias, coletâneas e livros colaborativos, destaco o conto Vagalumes Holográficos, da coletânea Jingle Hells - Festas Malditas do Maldohorror publicada na Amazon. Até mesmo a grafia incorreta da palavra "vaga-lume" tem significado para o conto, que reúne fantasia, horror e ficção-científica, uma combinação presente em boa parte dos textos que gosto de escrever.

Tomo Literário: O gênero de terror/horror tem conquistado mais espaço? O que você espera para o ano de 2018?

Gustavo Lopes: Sim, sem dúvida. Impulsionado por outras mídias, como a televisão e o cinema, é notável que a procura pelo gênero tenha crescido. Para o ano de 2018, espero que esta onda positiva continue, e que os autores que já possuem ou que conseguirem oportunidades em grandes casas editoriais aproveitem com sabedoria para conquistar cada vez mais novos leitores e ampliar a influência da literatura nacional no hábito de consumo do brasileiro.

Tomo Literário: De modo geral, o que te inspira a escrever?

Gustavo Lopes: Música geralmente me inspira a escrever, mas a inspiração pode vir de qualquer meio. Depende muito do momento e da história que quero contar.

Tomo Literário: Está trabalhando em algum novo projeto literário? Pode nos contar?

Gustavo Lopes: No momento estou trabalhando em alguns projetos e espero finalizar que pelo menos um deles para o primeiro semestre de 2018.

Tomo Literário: Que autores você recomenda ou quais autores influenciaram o seu trabalho como escritor?

Gustavo Lopes: Estou sempre em busca de novas influências e formas de melhorar o meu trabalho, portanto, no momento, os autores com maior influência e que recomendo são William Hjortsberg, Walter Tevis, Thomas Harris, Chuck Palahniuk, M.R.Terci e Aislan Coulter, que, de alguma forma, contribuíram no último ano para a minha evolução nos estudos da escrita.

Foto: Divulgação
Tomo Literário: Que livros, de quaisquer gêneros, você indicaria aos leitores e de que maneira esses livros te tocam?

Gustavo Lopes: Indico A Espera de um Milagre, do Stephen King, por ter sido o primeiro livro que me emocionou e me fez ter vontade de transformar minhas ideias em palavras escritas, tentar causar o mesmo efeito em outras pessoas, e Nas Montanhas da Loucura, de H.P.Lovecraft, por seu clima de tensão e estranheza, pelo modo como desperta curiosidade, além de ser meu texto favorito do autor.

Tomo Literário: Quer deixar algum comentário para os leitores?

Gustavo Lopes: Aproveito esta oportunidade para convidar todos que chegaram até aqui para ler o relato de Thalita em O Inominável e acompanhar minhas publicações através do meu site. Espero que gostem e um grande abraço!

Saiba um pouco mais sobre o autor

Gustavo Lopes é autor de horror, fantasia e ficção-científica, nascido em 1989, na cidade de Suzano – SP. Atormentado pelo desejo incessante de escrever, se divide entre trabalhar, estudar, pular corda e viver, para ter tempo de transformar suas histórias em palavras escritas. Tem contos publicados como autor convidado dos sites Noite do Bardo, um blog de contos de autores nacionais, e Maldohorror, comunidade de escritores fantásticos e malditos, além de diversas antologias. Membro da Sociedade do Labirinto. Seu primeiro livro, O Inominável, foi publicado em 2017 e foi finalista do prêmio SweekStars 2017 na categoria Suspense & Terror.

O Inominável

Um grupo de amigos, estudantes do ensino médio, encontram um livro, jamais visto até então na biblioteca de sua escola, e resolvem provar a veracidade de seu conteúdo, instruções para um ritual aparentemente inofensivo e extremamente tentador. Motivados por um histórico de bullying e a promessa de um fim definitivo para os seus problemas, Andreia, Augusto "Bolinha", Davi e Thalita partem em uma jornada sem retorno, rumo à escuridão inominável que habita em seus corações.

Você encontra O Inominável no Wattpad | Luvbook | Sweek.

Acompanhe o autor nas redes sociais


[Entrevista] Gustavo Lopes [Entrevista] Gustavo Lopes Reviewed by Tomo Literário on 08:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui seu comentário.

Tecnologia do Blogger.