[Entrevista] Robson Gundim - Tomo Literário

Post Top Ad



Robson Gundim é estudante de cinema, escritor e desenhista. Autor dos livros Sacanas do Asfalto, Enquanto Eles Não Vêm, O Canto da Valquíria, Vanishing Point e da saga pirata Entre o Céu e o Mar, também participou das antologias O Último Dia Antes do Fim do Mundo, The King, Amores Impossíveis e Universos Extraordinários. Ele concedeu entrevista ao Tomo Literário e falou sobre sua obra, literatura e mais. Confira.

Tomo Literário: Como foi o seu primeiro contato com a literatura?

Robson Gundim: Tudo começou com as “obrigações escolares”. A minha família não tinha o hábito de ler, mas na escola eu nutri esse hábito, graças aos primeiros contatos com os livros. Clássicos da Editora Ática como “A Arvore que dava Dinheiro”, “Sozinha no Mundo” e “A Montanha das Duas Cabeças” marcaram muito a minha infância.

Tomo Literário: Sacanas do Asfalto é uma homenagem ao escritor e diretor Quentin Tarantino. Como surgiu a ideia do livro?

Robson Gundim: A ideia começou quando eu assisti Kill Bill pela primeira vez, em 2004. Eu ainda não conhecia as obras anteriores do diretor, mas quando assisti aos filmes, fiquei alucinado! Cães de Aluguel (1992) e Pulp Fiction (1994), seguidos por Kill Bill (2003) e À Prova de Morte (2007), são as maiores influências para a obra. O tempo passou e somente em 2015, quando ingressei na universidade de cinema, foi que eu dei início a escrita de Sacanas do Asfalto, devido a alguns colegas que me influenciaram e adoraram o projeto. Alguns personagens são inspirados neles, como o “Arthur”, a “Stefani”, a “Tai”, a “Ivy”, etc.

Tomo Literário: Quais foram os maiores desafios para fazer a obra?

Robson Gundim: O processo criativo foi tranquilo, em virtude das ideias que eu já havia passado para o papel há algum tempo. Além disso, o livro carrega um leque de referências literárias e cinematográficas enorme, desde as conhecidas Pulp Novels dos anos 40, até o exploitation dos anos 70, onde os diálogos rápidos e o exagero proposital se casam perfeitamente. Quentin Tarantino adora referenciar esse “cinema apelativo” dos anos 70 em seus roteiros, enfatizando o humor negro e a violência escrachada que se tornou uma de suas marcas. A maior dificuldade, imagino, foi passar a essência dos personagens (inspirados em pessoas reais) para o papel, e claro; o Pulp Style que o Tarantino adora. Além do texto, eu trabalhei com as ilustrações originais que compõem a obra.

Tomo Literário: E como foi o processo de escrita dos livros Entre o Céu e o Mar (I e II)?

Robson Gundim: Foi um processo lento. Comecei a esboçar a obra em 2002, mas só finalizei por completo em 2012, pouco antes de lançar o primeiro volume no mercado. É um livro especial por ser o primeiro de todos, e por apresentar personagens que lutam pelo seu ideal até o fim. Em breve, eu pretendo relançar os volumes sob um título diferente: “Os Companheiros do Vento”.

Tomo Literário: Em “Enquanto eles não vêm” você traz uma história de terror e suspense. O que você destaca nesse livro?

Robson Gundim: O lado Dark do Robson! (Risos) Eu sou um fã incondicional do gênero terror. Autores como HP Lovecraft, Stephen King, Dean Koontz e Bram Stoker sempre me fascinaram. “Enquanto Eles Não Vêm”, além de homenagear esses escritores, também carrega influências de jogos de Survival Horror, desde Resident Evil, Silent Hill e Alone in the Dark, até o mais recente The Evil Within. Eu destaco a brasilidade em torno da obra. O cenário é uma mansão bizarra ambientada em uma zona rural da Bahia, repleta de mistérios e criaturas sinistras. Fãs do gênero e dos jogos acima citados irão se amarrar na história!

Tomo Literário: O que te inspira a escrever?

Robson Gundim: A paixão pela leitura, o dia a dia, o desejo de escapar das “atrocidades” da vida real... Escrever é como se refugiar em um castelo que você mesmo construiu.

Tomo Literário: Está trabalhando em algum novo projeto literário? Pode nos contar?

Robson Gundim: Atualmente estou trabalhando em dois romances. Um deles, “Vanishing Point”, já está pronto e em janeiro será publicado na Amazon. É um thriller de vingança envolvendo gangsteres e assassinos profissionais, com mais de 70 ilustrações. O outro é “Abutres Selvagens”, um faroeste brasileiro, ambientado no sertão nordestino do final da década de 30. A trama conta com fatos históricos da era Vargas e os bandos de cangaceiros que espalhavam o terror no interior do nordeste. Ainda sem previsão de lançamento.

Tomo Literário: Que autores você recomenda ou quais autores influenciaram o seu trabalho como escritor?

Robson Gundim: Os autores que mais me influenciaram foram o próprio Tarantino, Marcos Rey, Fernando Sabino, Edgar Rice Burroughs, Agatha Christie, HP Lovecraft e Elmore Leonard. Recomendo demais as obras da Virginia Woolf, do Edgar Allan Poe e dos autores nacionais com quem troco figurinhas literárias, são eles Pamela Filipini, Maud Epascolato, Lucas Odersvank, Tammy Luciano, Lycia Barros, Tarsis Magellan... São fantásticos!

Tomo Literário: Que livros, de quaisquer gêneros, você indicaria aos leitores e de que maneira esses livros te tocam?

O livro “As Ondas”, da Virginia Woolf, é uma viagem ao interior de seus personagens. “Grande Sertão: Veredas”, do Guimarães Rosa, é outra obra fantástica com a qual aprendi bastante. Há um conto do mesmo autor chamado “A Terceira Margem do Rio” que me causou um misto de sentimentos e me tocou profundamente. Recomendo também as HQs do François Bourgeon e do Brian Azarello e Eduardo Risso.

Tomo Literário: Quer deixar algum comentário para os leitores?

Robson Gundim: Obrigado pelo imensurável apoio e por ajudar a difundir a nossa literatura. Viver de livros no Brasil é um grande desafio; mas com a ajuda e o carinho dos leitores, a paixão em nome desse trabalho só faz crescer nos inspirar cada vez mais!

Foto: Reprodução
Conheça os livros do autor

Sacanas do Asfalto

Com a chegada das férias, três jovens estudantes decidem viajar para se divertirem no melhor festival de rock da ilha de Vera Cruz. Movidos por uma harmonia indestrutível, eles tomam a estrada e chamam a atenção de todos por onde passam. Porém, nem tudo parece ser tão agradável como supunham, sobretudo quando o líder de um grupo de motoqueiros resolve desafiá-los, mexendo com seus medos e feridas, em uma implacável perseguição.

Sacanas do Asfalto é um livro recheado de suspense, ação e reviravoltas, em uma homenagem ao renomado escritor e diretor Quentin Tarantino.

Disponível na Amazon.



Enquanto Eles Não Vêm

Na primavera de 1978, um misterioso ataque assolou os habitantes de Paraíso Florestal, uma pequena cidade localizada em uma área remota da Bahia. Trinta e sete anos depois, um terrível incidente engole a pequena cidade, obrigando as autoridades a enviarem uma equipe de soldados para investigar o ocorrido.

Desde sua chegada à pacata cidade, David e Lívia deparam-se com uma calma sepulcral; ninguém é encontrado nas ruas, nos becos ou nas casas. Na escolinha, os cadernos abertos datam o dia atual. No hotel, um barulho no andar superior denuncia a presença de alguém...

Tomados pela sensação de ameaça iminente, os soldados refugiam-se em uma antiga mansão, desconhecendo o verdadeiro horror que varreu a pequena Paraíso. Dentro daquelas paredes, oculto pelas trevas, o maior e mais escuro de todos os medos os espera.

O eBook contém ilustrações originais, desenhadas pelo próprio autor.

Disponível na Amazon.

O Canto da Valquíria

Valquíria é uma jovem talentosa com o sonho de se tornar uma cantora profissional e brilhar sob as luzes dos palcos do nordeste e do mundo. Ao lado do seu inseparável irmão, Cristiano, ela irá atravessar os obstáculos de uma vida desenhada por dificuldades, abandonos e maus tratos de um pai alcoólatra. Cantando escondida em bares, seu talento irá chamar a atenção de empresários e bandas, mas o traiçoeiro caminho para a fama logo se mostrará infinitamente diferente daquele que sonhou.

O Canto da Valquíria é uma história sobre escolhas, perdas e traições, onde, guiada por sua voz e seu talento inquebrável, a jovem cantora descobrirá o valor da determinação, do amor pela música e da luz de um destino escrito nas estrelas.

Disponível no Wattpad.

Vanishing Point (Degustação pré-Amazon)

Como recomeçar uma vida, quando um passado grotesco lhe sonda o caminho? Tudo o que Stuart queria era fugir com Shelly de uma gangue criminosa que ele deixou para trás. Cansado de viver ao lado da morte, decidiu mudar de rumo, ante a personificação de Afrodite nos olhos claros daquela jovem mulher. A situação complica quando Stuart é surpreendido pelos velhos comparsas, tendo de pagar um preço alto demais. Humilhado e ridicularizado, ele é dado como morto, transformando-se em um fantasma para a humanidade, capaz de qualquer coisa em nome da vingança.

Vanishing Point é um livro amplamente ilustrado e inspirado no Quentin Tarantino, principalmente no seu quarto filme, Kill Bill, envolvendo assassinos profissionais, gangsteres, artes marciais, anime japonês e faroeste italiano.

Disponível no Wattpad.

O livro Universos Extraordinários (coletânea de contos) pode ser adquirido na loja da Pen Dragon.

Acompanhe o autor nas redes sociais
E-mail: robson_gundim@hotmail.com

2 comentários:

  1. Só quero avisar o seguinte:
    Quero esse ABUTRES SELVAGENS pra ontem na minha mesa!! Entendeu?
    Nem que seja imprimido no papel sulfite hahaha
    Adorei!!
    Amo esse menino demais da conta!! Ele merece todo o sucesso do mundo, e sabe muito bem que quero que isso aconteça o quanto antes ♥

    Bjks imensos e super abraços!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages