Poirot: Os Crimes Perfeitos - Tomo Literário

Post Top Ad



Tem livro novo chegando pela L&PM Editores que traz quatro histórias da Rainha do Crime em que Hercule Poirot, o seu célebre detetive, atua nos casos.

Poirot: Os Crimes Perfeitos, de Agatha Christie tem tradução de Bruno Alexander, Petrucia Finkler, Rogério Bettoni e Jorge Ritter

Ao longo de sua célebre carreira, Hercule Poirot desvendou incontáveis mistérios desafiadores e aparentemente insolúveis. Notabilizou-se, principalmente, em resolver casos de assassinato. Aqui, neste volume, o leitor encontrará as quatro melhores histórias do detetive belga às voltas com esse tipo de crime. Mistérios do quarto fechado, intrigas envolvendo riqueza e ciúmes – de fora, tudo muito parecido, mas quando Poirot começa a investigar, os motivos e as soluções não poderiam ser mais diferentes.

Reunindo títulos do início da carreira de Agatha Christie – como O assassinato de Roger Ackroyd e Assassinato no Expresso Oriente , dois clássicos que revolucionaram a ficção policial –, este livro é um testemunho não apenas da criatividade da autora em criar enredos originais e intrincados, como também do seu domínio da arte de narrar. O romance policial nunca mais seria o mesmo depois de Agatha Christie e suas histórias lapidares, que prendem o leitor do início ao fim da leitura.

O assassinato de Roger Ackroyd (1926)
Roger Ackroyd sabia demais: sabia que a mulher que ele amava havia envenenado seu primeiro marido; que alguém a estava chantageando, e que por isso ela tirara a própria vida – até que mais um assassinato ocorre.

Assassinato no Expresso Oriente (1934)
O célebre trem que liga a Ásia à Europa é impedido de prosseguir viagem por causa da neve, e um homem é encontrado esfaqueado. O assassino necessariamente está entre os passageiros, mas qual deles?

Assassinato no beco (1937)
Em Londres, em meio ao estrondo de fogos de artifício, uma jovem viúva aparentemente comete suicídio dando-se um tiro na têmpora esquerda. Mas a pistola é encontrada na sua mão direita...

O Natal de Poirot (1938)
Um patriarca multimilionário inesperadamente chama os familiares para comemorar o Natal na sua luxuosa mansão; as intenções não são necessariamente as melhores, e nem todos se dão bem. O cenário perfeito para uma tragédia, ou para um assassinato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages