[Entrevista] D. A. Potens - Tomo Literário

Post Top Ad



D.A. Potens é o  pseudônimo de Danilo de Almeida, escritor de terror, horror, suspense, drama e fantasia; sendo suas inspirações os filmes de terror japoneses, bem como os grandes clássicos como Sexta-feira 13, além de animes do gênero. D. A. Potens concedeu entrevista ao Tomo Literário e falou sobre o início da carreira, seus livros, novos projetos, plataformas de publicação e processo de escrita. Confira.

Tomo Literário: Como foi o seu primeiro contato com a literatura? E quando decidiu ser escritor?

D. A. Potens: Antes de tudo, gostaria de lhe agradecer pela oportunidade. Meu primeiro contato com a literatura se deu na época da adolescência com livros de desenvolvimento pessoal e cognitivo: assuntos que sempre gostei de estudar desde que me entendo por gente. Após um tempo, conheci outros gêneros, embora não me atrelasse a nenhum, pois gosto de muitos assuntos desconexos. Com isso, comecei a pensar na possibilidade de poder contar minhas histórias, haja vista que desde criança eu já criava tramas envolvendo bonecos de massinha e papel, além de castelos de monstros, entre outros. Foi só quando completei 14 anos que peguei um caderno e comecei a escrever minha primeira história, porém, era algo muito amador, por isso, fiquei amadurecendo meus conhecimentos até os 20 anos e só agora, com 23 anos, que decidi entrar no mundo literário de vez.

Tomo Literário: Por que a opção de escrever fantasia, terror, suspense e dark fantasy?

D. A. Potens: Primeiro porque eu sou louco. Segundo porque sempre fui influenciado por filmes, animes e mangás destes gêneros. Contudo, no início, eu jamais pensei que escreveria terror, apesar de eu ser viciado em filmes do gênero. Comecei com fantasia, tendo muita magia e explosões provindas de batalhas malucas, e só depois pensei “por que não terror?”. Desse meu pensamentoveio a transição da fantasia para o terror, que por vezes contempla o suspense, criando o autor da Cabra Preta que sou hoje.

Tomo Literário: Você está lançando a novela O Culto. Como surgiu a ideia do livro? Quais são suas expectativas para o lançamento?

D. A. Potens:  A ideia surgiu do conto A Oração da Cabra Preta que lancei no Wattpad. Tudo começou com a pesquisa sobre amarração amorosa utilizando as orações de São Cipriano. A principio, era para a história ficar somente no conto, porém, faltavam informações que explicassem a origem da Cabra Preta. Por isso, pesquisei mais um pouco sobre magia e ocultismo; misturei com a minha loucura, e então nasceu a nova O CULTO, que conta de onde veio a Cabra Preta e o seu significado. Quanto às expectativas, digo que não as tenho. Prefiro deixar as coisas fluírem, permitir que os leitores conheçam a obra pouco a pouco e, assim, os frutos vão surgindo.

Tomo Literário: Você tem contos no Wattpad e na Amazon. Qual a importância das plataformas de publicação?

D. A. Potens: A importância das plataformas está em poder publicar seu trabalho com o mínimo de investimento. É do saber de todos que poucos autores iniciantes possuem dinheiro para publicar uma tiragem média de livros físicos. Ainda mais sabendo que, para publicar um, seja por editora ou independente, é aconselhado que o autor tenha leitores fiéis ou seus exemplares poderão mofar dentro das caixas. Por isso, como porta de boas vindas, a Amazon e o Wattpad vêm com o intuito de gerar leituras e criar leitores, seguidores, que possam contemplar e avaliar o trabalho do escritor, dando-lhe o retorno e referência de qualidade narrativa, dentre outras.

Tomo Literário: Na sua visão, quais são os maiores desafios para o escritor brasileiro?

D. A. Potens: Dentre todos; o maior desafio é ser conhecido. O escritor atualmente necessita de uma carteira básica de leitores para que as oportunidades sejam abertas. Contudo, no meio de tantas revelações e lançamentos de livros, contos e novelas, é complexo fazer o marketing pessoal e se mostrar interessante para o público. Tendo isso em vista, pessoas com personalidades mais fortes, que expõem suas opiniões — de quem realmente ela é — parecem ter mais retorno dos leitores, pois estes tiveram a oportunidade de conhecer o autor de verdade e, ainda mais, ser amigo dessa pessoa. A partir disso, através da amizade e do diálogo, é possível que as pessoas te conheçam e tenham interesse pelo seu trabalho. Portanto, ser conhecido e mostrar diferencial tornam-se um dos maiores desafios do escritor, pois cabe a ele ser autêntico e mostrar que não é mais do mesmo, destacando-se pela qualidade de suas histórias, acima de tudo, embora a aparência e a personalidade contem.

Tomo Literário: O que te move a escrever?

D. A. Potens: Agora você me pegou. O que me move a escrever é a raiva. No início, pensei “por que escrever?”. Muitos dizem que é por que nasceram para isso. Eu digo que para isso que decidi revelar a raiva de vivermos em uma realidade tão deturpada e cruel. Muitos seres humanos, a maioria, buscam a felicidade, contudo, não é para todos que as portas se abrem e as injustiças passam a se tornar soberanas em todos os nichos. São pessoas sofrendo, magoadas, frustradas, sem ter ao menos alguém para entendê-las, que morrem todos os dias, perdendo-se no vazio da morte. Sofro por mim e por elas e pelo mundo, e disso vem a raiva de revelar o que há de errado, expondo o pior do ser humano através do terror, e a esperança de mudanças na fantasia.   

Tomo Literário: Como é o seu processo de criação das histórias e dos personagens? Tem algum método que utiliza?

D. A. Potens:  Não possuo método preciso. Gosto de fazer esboços das minhas histórias, dos personagens e do enredo geral. Até tento criar um cronograma, mas acabo me deixando levar pela mente e escrevo a esmo, só depois ajustando a história para o que eu desejo. Acredito que o mais divertido em escrever uma história é descobrir o futuro dos personagens. Por isso prefiro esse modo mais liberal. Ademais, quando a história é complexa, gosto de fazer arquivos com tópicos para me lembrar o que escrever, embora esses não sejam absolutos; estão passíveis de mudança durante a escrita a todo momento.  

Tomo Literário: Está preparando algum novo projeto literário? Pode nos contar?

D. A. Potens: Estou me preparando para expandir o universo da Cabra Preta. Faz muito tempo que uma ideia vem martelando na minha cabeça, acredito que uma das maiores, e ano que vem, finalmente, estarei disposto a colocá-la no papel. Em suma, tudo começou com o conto A Oração da Cabra Preta, lançada no Wattpad. A sequência se trata de duas novelas de terror: O Culto, que está em pré-venda neste período; e a Criança Amaldiçoada, uma novela de horror que será lançada no dia das bruxas, 31/10/2017, na Amazon. Em 2018, pretendo dar vida ao meu primeiro romance — aguardem em torno de 400 páginas — chamado de “O Culto: Guerra Santa”; e se eu estiver bem, finalizar a saga da Cabra Preta com o romance “Encarnação do Mal”. São muitas ideias, muitos livros e muitos projetos que deixam minha mente louca, mas que certamente fará com que meus leitores gritem de pavor com o que eu pretendo escrever.

Tomo Literário: Que autores você recomenda ou quais autores influenciaram o seu trabalho como escritor?

D. A. Potens: Eu recomendo todos os autores do grupo MaldoHorror, a comunidade de escritores fantásticos e malditos, da qual faço parte. Eles possuem diversos contos no site de mesmo nome, além de textos disponíveis em plataformas de publicação como Wattpad e Luvbook. Eles são a nova leva do horror chegando com tudo, prometendo propagar o gênero no nosso país. Quanto à influência, digo que nenhum autor influenciou meu trabalho, pois não gosto de ser influenciado, somente absorver o que há de bom na literatura e logo depois transmutá-la em virtudes para o meu estilo de escrita. Contudo, posso dizer que filmes e animes de terror me deram inspiração e referência para que eu criasse o meu próprio tipo de terror.

Tomo Literário: Que livros, de quaisquer gêneros, você indicaria aos leitores e de que maneira esses livros te tocam?

D. A. Potens: Indicaria dois: Armadilhas da Mente, do autor Augusto Cury, e a trilogia da Escola do Bem e do Mal, do autor Soman Chainani. Estes livros tocaram meus sentimentos, minha mente, minha emoção. O primeiro mostrou a essência do início da mudança que temos de ter em nossas vidas. O segundo, os efeitos do bem e do mal e como eles devem ser entendidos por nós. Recomendo o primeiro a toda e qualquer pessoa que gosta de uma trama mais psicológica, e o segundo para quem gosta de fantasia.

Tomo Literário: Quer deixar algum comentário para os leitores?

D. A. Potens: Eu gostaria de agradecer. Essa é a palavra primordial. Agradecer a todos que me apoiam, leem meus contos, me ajudam a divulgar e, também, aqueles que não desejam coisas boas para mim, pois quanto mais as sombras são lançadas, mais luz eu posso refletir. Deixo uma mensagem de paz, harmonia, força e perseverança; para que todos possam lutar pelos seus sonhos e transformá-los em realidade. Potens vem da palavra poderoso, do latim, e é com este poder que eu desejo semear uma semente de mudança com meus textos, que, embora pareçam obscuros, possuem mensagens ocultas e críticas à sociedade. Somente com isso, com a consciência, que o mundo poderá se transformar em algo melhor. Abraços.

Conheça o livro (novela) do autor.

O Culto

Meu nome não será dito. Você não verá meu rosto. Só peço que escute e não respire. Não tire seus olhos de mim e não disperse seus pensamentos, pois minha atenção é sua, somente sua, para que conheça aquilo que me persegue; de onde ela veio e quem a criou. Por quê? Porque ela pode estar na sua casa e, se estiver, tenha certeza de que precisará de ajuda.

Meus sonhos me trouxeram até aqui para enxergar o que a magia, a igreja e seitas ocultistas podem fazer em tempos de caos e escuridão. No Acre, em 1921, o mal que eu conheci teve início a partir do nascimento de cinco crianças com cabeças de cabra que foram perseguidas pelo Vaticano. O que aconteceu após isso somente os fortes de coração podem ouvir. Você é um deles? Uma delas?

O grito de louvor será dado. Conheça a história da besta consagrada. A Cabra Preta lhe espera soltar gritos de pavor. Já eu... Bom... Eu espero que você tenha coragem de conhecê-la.

Disponível para compra em: https://goo.gl/SDKX1h

Conheça os contos do autor.

Na Amazon:


A Rainha da Morte: https://goo.gl/F3MKhe
A Corrupção de Argos: https://goo.gl/mDy9t9
O Menino do Metrô: https://goo.gl/5jKM8s

No Wattpad:


A Oração da Cabra Preta;
A Dama de Branco
Sursum Corda;
Deslocado;
O Sono e a Morte;
Soterrados;
Vampiros, Gordura e um pouco de Loucura. 

Contatos do autor:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Post Bottom Ad

Pages