Livros Lidos em Junho de 2018



Vamos conferir a lista de livros lidos em junho de 2018.

A Sutil Arte de Ligar o Foda-se, de Mark Manson, publicado pela Editora Intrínseca foi um dos livros lidos. Trata-se de um obra de não-ficção em que o autor conta a sua teoria sobre a necessidade de ligar o foda-se para encarar os problemas que a vida (de qualquer um) tem. Para o autor, o caminho da felicidade é mesmo cheio de obstáculos e humilhações, então temos que admitir que às vezes a vida é uma droga.

Outro livro lido foi Os Dois Fazendeiros, de Matheus Zucato, publicado pela Editora Autografia. O livro conta a história de dois homens, moradores da cidade de Caminho da Fé, que decidem encerrar a disputa adormecida há décadas: decidir quem é o dono das terras ao lado sul de suas fazendas. No livro temos os relatos desses homens com muito enfrentamento psicológico, terror, suspense e planos de assassinato.

Da Luva Editora, li A Idade Média Narrada por um Vampiro, de Márcia Medeiros. O protagonista do livro, o vampiro, narra a sua trajetória ao longo do tempo. Conta-nos sobre seu aprendizado após a transformação e envolve estudos que fez enquanto viveu na Idade Média. O livro tem um protagonista bem humorado que torna a trama bastante agradável, além de trazer uma série de informações históricas que engrandecem o conteúdo.

Publicado pela Faro Editorial, li o livro de crônicas (com cartas que deveriam ter sido rasgadas) e que foi escrito por Júlio Hermann. Trata-se do livro Tudo Que Acontece Aqui Dentro, que foi lançado em 2018 pela editora. No livro temos cartas – crônicas – que falam sobre o amor. Desilusões, encontros, paixões, desencontros, a troca de olhar, a saudade... todos os sentimentos e acontecimentos que permeiam o amor estão tratados no livro.

Pude ainda me deliciar com o livro Vintém de CobreMeias Confissões de Aninha, de Cora Coralina, publicado pela Global Editora. Os poemas da autora recontam sua história, indo da infância à velhice. Ela fala sobre pessoas simples, mas de grandes ensinamentos, conta a história da cidade, de sua família, de amigos, de vizinhos e de acontecimentos que encantam o leitor com a forma com que ela narra. Seu lirismo é de encher os corações, tamanho a sensibilidade expressada por meio da simplicidade. Um lindo livro.

Outro livro que foi devorado no mês de junho foi A Filosofia de Merlí, publicado pela Faro Editorial e de autoria de Héctor Lozano e Rebecca Beltrán. É um livro interativo que traz atividades e questões que provocam o leitor a colocar em prática o uso da filosofia. Passando por várias vertentes filosóficas, tal qual a série veiculada na Netflix, o livro nos provoca e é possível aprender brincando (e refletindo).

Para fechar a lista de leitura: A Mulher na Janela. Livro de autoria de A. J. Finn e publicado no Brasil pela Arqueiro. Anna é uma mulher que vive sozinha em sua casa e acompanha a vida dos vizinhos pela janela. Num dato dia ela presencia uma cena que muda sua trajetória e enche o leitor de curiosidade sobre os acontecimentos que estão relacionados com o que ela viu. Repleto de suspenses, armadilhas, reviravoltas, um misto de loucura e sanidade, o livro é daqueles que prendem a atenção até a última página.

Livros Lidos em Junho de 2018 Livros Lidos em Junho de 2018 Reviewed by Tomo Literário on 08:11 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui seu comentário.

Tecnologia do Blogger.