Morrer é um processo natural e faz parte da evolução para quem continua vivo



O livro Um Quarto Vazio auxilia no processo de morte, com intuito de explicar que a existência na dimensão material não é a única forma de viver

Como enfrentar a dor da perda? É necessário entender como desapegar da matéria! A obra Um Quarto Vazio, escrito por Roberto de Carvalho, publicado pela editora Boa Nova, mostra personagens que perderam um ente querido e explica o que é preciso para conquistar o entendimento desta situação.

Inspirado pelo Espírito Francisco, o autor narra a história de um jovem assassinado por criminosos. Conta de que forma a pessoa que faleceu é recebida após a passagem, sobre as dificuldades do desprendimento do corpo físico e das angústias que sente.

Em outro panorama desta trama, um pai e uma mãe recebem a notícia da morte de seu filho. Os sentimentos de dor, desolação, raiva, por vezes a culpa e, até mesmo, negação, são esperados. Entre os seres humanos, não há possibilidade de encarar de outra maneira falecimento tão prematuro e cruel.

(...) esses “altos e baixos” fazem parte da eterna aprendizagem do existir e que nenhuma experiência, seja de gozo ou de sofrimento, dura mais do que o tempo necessário para os devidos ajustes ao cumprimento das leis universais a que toda a humanidade é submetida, para a sua própria evolução.

Neste contexto, Roberto de Carvalho escreve tudo que envolve situações que levam indivíduos criminosos a cometerem tais atrocidades e o que se passa dentro daqueles que perdem uma pessoa querida. Com muita propriedade são correlacionadas as situações que acerca luto, crime e futuro para quem continua vivo.

Em Um Quarto Vazio, os leitores irão compreender melhor as fases do processo de morte, as atitudes que podem ser tomadas em relação a este fato irrevogável e de que forma é possível entender que este acontecimento natural é necessário para a evolução do ser humano.

Autor: Roberto de Carvalho
Inspirado pelo Espírito Francisco
Gênero: Romance
Páginas: 208

Sobre o autor:

O poeta, escritor e palestrante Antonio Roberto de Carvalho nasceu no dia 2 de março de 1964, em Liberdade (MG). Atualmente reside em São Paulo. Membro de três academias de letras, escreve desde a adolescência, tendo recebido vários prêmios literários e distinções do mérito cultural. Tem mais de vinte livros (próprios e mediúnicos) publicados, nos gêneros: romance, poesia, conto e infanto-juvenil. Em 2004, aos quarenta anos, Roberto se tornou espírita e descobriu a sua condição de médium de inspiração. Desde então, passou a inserir em seus escritos os preceitos básicos da Doutrina codificada por Allan Kardec. É vinculado à equipe de médiuns do Grupo Espírita Pescadores de Amor, localizado no bairro de Itaquera, em São Paulo.
Morrer é um processo natural e faz parte da evolução para quem continua vivo Morrer é um processo natural e faz parte da evolução para quem continua vivo Reviewed by Tomo Literário on 10:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui seu comentário.

Tecnologia do Blogger.