[Entrevista] Milton José Jr.



Milton José Jr. é escritor, formou-se em Recursos Humanos, explorando sua facilidade de diálogo, modela e atua profissionalmente em peças teatrais, novelas, seriados de TV — como Mister Brau (Rede Globo)  — e filmes. O autor concedeu entrevista ao Tomo Literário falando sobre seu livro Não Desistiu de Mim, literatura e escrita. Confira!

Tomo Literário: Para iniciar, como se deu o início de sua vida literária?

Milton José Jr.: Minha avó materna e mãe sempre me incentivaram muito a ler. Em muitas ocasiões liam e contavam muitas histórias. Eu acredito que é tudo que uma criança necessita para viajar neste mundo mágico, e logo em seguida, criar suas próprias histórias. A vontade de escrever nasceu quando eu era uma criança. Do alto dos meus 10 anos eu me autodenominava fazedor de livros. Já que cuidava de todos os detalhes. Era eu quem desenhava a capa, transformava os papéis em livro com a ajuda do grampeador, criava as ilustrações, escrevia e revisava. 

Tomo Literário: Como surgiu a ideia do livro Não Desistiu de Mim, publicado pela Modo Editora?

Milton José Jr.: No ensino médio (aos 14 anos) comecei a ler e a escrever com frequência, mas não pensava, inicialmente, em publicar nada. Aliás, eu não me considerava um escritor. E sim, escrevia para me satisfazer; ser feliz; porque me faz bem. Na época, os jovens, tanto os rapazes quanto as moças, liam e ainda leem muitos livros com mensagens reflexivas com as quais eu não concordava. Uma das mensagens, em geral, sobre mulheres e homens que só encontram a felicidade plena quando localiza sua “cara metade”, "a metade da laranja" "o parceiro ideal e perfeito". Não concordo com isso, pois sempre achei que antes de tudo, precisamos ser plenos consigo mesmos, para depois, podermos amar alguém.

Daí veio à ideia de criar o meu primeiro livro, NÃO DESISTIU DE MIM, que, como tantas mulheres e homens, os personagens seriam iludidos com esta imagem do “príncipe do cavalo branco” e a “princesa do alto da torre”.

Minha pretensão é tratar temas que muitas das vezes são tabus em nossa sociedade, tais como fé, perdão, drogas, dramas familiares, luto, doenças, violência. E fazer aos leitores rever seus conceitos e preconceitos, despertando novas formas de ver o mundo. E assim produzir bons frutos para essa sociedade tão carente de amor.

Tomo Literário: Quanto tempo durou o processo de escrita até a publicação?

Milton José Jr.: O livro foi escrito num período de seis meses. Embora só tenha sido publicado em 2017.  Normalmente, eu faço bastante anotações (nomes, mapas de ideias, frases bacanas). Depois é ter paciência, sentar e escrever por horas e horas. Essa parte não é nenhum sacrifício porque eu amo demais escrever. E as personagens chegam quando menos espero, cheias de histórias para contar e de repente estou apaixonado pela história, sentindo uma vontade de dividir com os leitores.

Tomo Literário:  Para você quais são os grandes desafios do escritor brasileiro?

Milton José Jr.: Acredito que o que prevalece são os velhos problemas – investimento menor nas obras nacionais, em relação às estrangeiras; menor destaque nas livrarias; etc. O público tem me surpreendido muito positivamente, não somente lendo e comprando obras nacionais, como também fazendo campanhas e eventos com esse tema. É bonito de se ver; se transformou em um grande movimento. Sempre digo que precisamos persistir. Não devemos desistir! E sim, aprimorar-se. Obstáculos e respostas negativas sempre existirão. E cabe a nós aprendermos com eles. No entanto, cada um deve ter sua autocrítica; o gosto por escrever é um prazer. Porque a carreira de escritor não se resume em escrever. Traz uma série de novas atividades.

Tomo Literário: O que te inspira a escrever?

Milton José Jr.: Quero fazer os leitores reverem seus conceitos e preconceitos, despertar novas formas de ver o mundo. E assim produzir bons frutos para essa sociedade tão carente de amor. Uma escrita leve, que os leve a experimentar emoções, vivenciar uma compaixão, cruzar o sentimento de raiva, dosar o humor e atingir o clímax com muita tensão, com um desfecho completamente inesperado. Leva-los a pensar nos verdadeiros valores da vida. Então, a ‘vida’ é o que me inspira e sempre irá me conduzir a escrita.

Tomo Literário: Está trabalhando em algum novo projeto literário? Pode nos contar?

Milton José Jr.: Sim. Quando iniciei a escrita desta nova obra, por um segundo imaginei: mais uma história de amor para jovens e adultos. Mas, à medida que eu comecei a avançar escrevendo, me envolvia cada dia mais com os dramas das personagens, esquecendo-me inteiramente de qualquer imagem pré-concebida que eu pudesse ter antes de finalizar este livro. O volume não se limita a ser apenas mais um romance. Abordo temas importantes para serem debatidos. Na verdade, o livro é mais que uma história romântica. É acima de tudo, uma história de escolhas constantes e sucessivas que nós precisamos fazer ao longo da vida. Opções entre o que é fácil e difícil, entre o que é bom e ruim, entre o que traz ou não a felicidade. Erros e acertos fazem parte das personagens principais, que são completamente humanas, aproximando-se de nós e, nos revelando suas vidas para ensinar-nos importantes lições. Levar esperança, fé, beleza e a mansidão que somente o amor possui. Minha pretensão é tratar temas que muitas das vezes são tabus em nossa sociedade, tais como estupro e anorexia masculina, pessoas com deficiência, e outros elementos que ainda não posso revelar. (risos)

Tomo Literário: Que autores você recomenda ou quais autores influenciaram o seu trabalho como escritor? Que livros, de quaisquer gêneros, você indicaria aos leitores e de que maneira esses livros te tocam?

Milton José Jr.: Dentre esses, tem os meus mestres e inspiradores: Lycia Barros, Tammy Luciano, Chris Melo, Maurício Gomyde Samanta Holtz, Ana Beatriz Brandão, Thalita Rebouças, Maurício de Souza, mas também, os internacionais como: J. K. Rowling, Stephanie Meyer, Collen Houck, Nicholas Sparks, William P. Yong e a coleção Walt Disney. Todos eles me tocam de uma forma especial, em suas capacidades de nos emocionar, ou simplesmente nos fazer refletir e ter aquele momento consigo mesmo; no silêncio do meu quarto na madrugada de leitura, e, as vezes, me sacudirem pelos braços e dizerem em coro: não desista!

Tomo Literário: Quer deixar algum comentário para os leitores?

Milton José Jr.: Não tenha medo de viver os seus sonhos!

Foto: Divulgação
Conheça um pouco mais sobre o autor

Milton José Jr. nasceu em Niterói, nos meados da década de 1990. A vontade de escrever nasceu quando era uma criança. Mas, sua estreia no mercado literário aconteceu aos 20 anos de idade, com contos pela internet. Em 2017 lançou o livro “Não desistiu de mim”. É conhecido pela imprensa por ser um dos brasileiros que não se cansa de buscar novos caminhos para o sucesso. Já naquele momento, seu romance foi consagrado pela imprensa como inspiração para centenas de leitores, e sua personagem representante oficial de parte da juventude brasileira. Na ocasião, também foi capa de jornais e destaque em muitos outros veículos de comunicação, como entrevista para o RJTV (Rede Globo). Por fim, é idealizador de algumas campanhas de incentivo a literatura em seu atual município: São Gonçalo (RJ), com um stand nas ruas e um canal no YouTube. Além de prazerosamente palestrar e mediar em eventos e escolas.

Não Desistiu de Mim

A protagonista Elisa Garcez é uma abrasiva adolescente brasileira de dezessete anos que decidiu fugir de casa para estudar dança no Rio de Janeiro. Um universo de amores e de questionamentos de valores se descortina no cotidiano de estudos e em sonhos.

O livro dialoga com os desafios da adolescência, a partir de uma abordagem que propõe uma revisão dos valores do leitor. Em um processo de alteridade, o leitor também se coloca ao refletir o que deseja para sua vida.

Acompanhe Milton José Jr. nas redes sociais

YouTube: Programa Milton Jr
Instagram: Jr.MiltonJoseJr
[Entrevista] Milton José Jr. [Entrevista] Milton José Jr. Reviewed by Tomo Literário on 08:00 Rating: 5

3 comentários:

  1. Agradeço ao blog Tomo Literário pelo apoio, carinho e oportunidade. Eu acredito 'sempre' nesta parceria: blog X escritor X leitor. Então, muito obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Showwwwwwwww. Adoro o trabalho do Milton.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.

Tecnologia do Blogger.