Lançamento do livro Começa em Mar, de Vanessa Maranha.



Começa em Mar é o segundo romance da autora e recebeu Menção Honrosa do Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura 2016
 
Partindo da ideia de que toda a história humana passa pelo mar, a escritora Vanessa Maranha lança no próximo dia 22 de julho, pela Editora Penalux, o seu segundo romance, Começa em Mar, que já vem sob a chancela de Menção Honrosa no Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura 2016.

“É a trajetória algo épica de uma mulher, filha de português e espanhola que aportam numa fictícia  e gótica Róvia baiana, local que já explorei no meu livro de contos Pássara” — adianta a escritora.

E continua:

“Um livro que toca sobretudo nesse nosso tempo, cravando unhas ficcionais no momento político, apontando o desterro do migrante, planando por uma Europa idealizada por quem há muito a deixou para trás, sobre amores, sob uma ótica que mistura expressionismo a realismo fantástico, gradualmente deformando os personagens, transmudando-os, conforme as suas experiências.  A solução final para idas e vindas, mulheres tentaculares, filhos que não vêm, é uma surpresa a enfeixar e oferecer um sentido todo humano ao percurso.”

Orelha “Premiada”

Maria Valéria Rezende, (Prêmio Jabuti 2015, Livro do Ano – Quarenta Dias e Premio Casa de las Américas, 2016 – Outros Cantos) na orelha desta obra diz: “Quando inicio a leitura de um romance, leitora apaixonada que sempre fui e continuo a ser, espero encontrar histórias, narrativas que me revelem outros mundos e outras faces das infinitas possibilidades do viver humano, sua grandeza e pequenez, as ilhas em que vivemos todos e o mar das surpresas para quem se atreve a desgarrar-se por rotas desconhecidas e imaginadas, e espero as delícias de uma linguagem livre, renovada e muitas vezes recuperada do tesouro de nossa língua meio enterrado sob a areia trazida pelas marés de “atualização”, uma linguagem sobretudo rica, ela também cheia de surpresas e encantamento. Tudo isso encontrei neste romance de Vanessa Maranha, que me levou à releitura tão logo cheguei à sua última praia, descobrindo mais e mais do que busco a cada viagem literária. Não hesito em convidar a leitora ou leitor que abriu este livro, premiado já antes de publicar-se, a embarcar nestas páginas em que várias histórias de vidas, cada uma única, como longas mechas de diferentes cores, vão compondo uma trança que se ata, afinal, num novo e surpreendente laço”.

Foto: Reprodução
Sobre a autora

Vanessa Maranha é autora com prêmios, finalismos e participações na bagagem. “Tudo isso”, diz a escritora, “acaba sendo um combustível (material e narcísico) ao ato inglório que é escrever ficção num mercado editorial quase todo ancorado na literatura estrangeira e Best-sellers sem valor literário. Com esse gás me pus a escrever, em 2015, ‘Começa em Mar’, sabendo exatamente que queria falar do feminino, dessa vez, sendo a própria voz feminina em terceira pessoa. Queria tocar na misoginia, no matriarcado, no discurso patriarcal, no ‘desfazimento’ de vidas, trazer a loucura caudalosa, onipresente em todos os meus livros; falar de um mar mítico e potente como um deus votivo, espanhas e portugais ideais, a sombra dos colonizadores. Busquei uma sintaxe mais próxima da origem lusa, então mergulhei na pesquisa de linguagem”, finaliza.

Maranha participou de várias antologias de contos, entre elas +30 mulheres que estão fazendo a nova literatura brasileira (Record, 2007), organizada por Luiz Ruffato. Em 2001 foi finalista ao Prêmio Guimarães Rosa da Radio France Internationale; em 2004, venceu seleção de contos da Universidade Federal de São João Del-Rei(MG). Foi selecionada para as oficinas literárias da FLIP em 2010 (Jornalismo Literário), 2012 (Crítica Literária) e 2016 (Shakespeare; promovida pelo British Council). Em 2012 venceu o Prêmio Off Flip, no ano seguinte, o Prêmio UFES de Literatura (Universidade Federal do Espírito Santo)com o livro de contos Quando não somos mais (EDUFES, 2014) e também o Prêmio Barueri de Literatura 2013/2014com Oitocentos e sete dias (Multifoco, 2012). Foi finalista ao Prêmio São Paulo de Literatura 2015 com o seu romance de estreia Contagem regressiva (Selo Off Flip, 2014). Em 2016 lançou o livro de contos Pássara, pela Editora Patuá. Começa em Mar é o segundo romance da autora e recebeu Menção Honrosa do Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura 2016.

Ficha técnica:
Título: Começa em mar, romance
Autor: Vanessa Maranha
Publicação: 2017
Tamanho: 14x21
Páginas: 190 p (pólen bold 90 gr.)
Disponível em:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.