A Senhora dos Mortos - Rodrigo de Oliveira



“... Jezebel não era mais humana, disso não havia dúvidas. O que ela e todos os zumbis tinham em comum era a fome insaciável por carne humana.”

Ivan e Estela são sobreviventes, que escaparam ilesos (ou quase) depois da aproximação de um planeta chamado Absinto com o planeta Terra. Aquela proximidade entre os planetas causou mutação em milhares de pessoas que transformaram-se em zumbis. A introdução de toda essa mudança ocorre no primeiro livro da série “A Crônica dos Mortos” (O Vale dos Mortos).

Ao lado de Isabel, outra sobrevivente do episódio, o casal havia tentado salvar Jezebel, mas uma difícil decisão precisou ser tomada para preservar a vida de outras pessoas. Jezebel, irmã de Isabel, havia jurado vingança a Ivan. E mesmo tendo se tornado uma zumbi os seus últimos momentos como humana não foram esquecidos e ficaram pairando em sua mente, deixando-a ainda mais sedenta por vingar-se dele.

Em “A Senhora dos Mortos”, de Rodrigo de Oliveira, temos a história de vingança de Jezebel travada contra Ivan. Em paralelo o leitor vivencia também a história de outros personagens que tentam sobreviver em meio ao desespero das temidas ações dos zumbis que os cercam e buscam se alimentar de carne humana. Mariana, por exemplo, tem uma difícil empreitada com sua gravidez. Em diversas ações, os sobreviventes que estão resguardados em suas bases tem de manter comunicação e ir para o enfrentamento. Eles tentam, com os recursos que tem disponível, parar o poder destruidor da poderosa mulher zumbi.

“O Condomínio Colinas se transformara numa poderosa fortaleza, com casamatas e guaritas com soldados fortemente armados construídas sobre os muros reforçados de concreto.”

Quando da tentativa de salvamento de Jezebel, fora necessário deixar outras pessoas para trás, como Canino, o homem por quem Isabel havia se apaixonado. E essas passagens anteriores ressoam nesse livro, mantendo a busca dos personagens. Eles viverão seus conflitos pessoais e o ajustamento de suas relações em meio ao caos da fuga e da luta pela sobrevivência. O leitor verá facetas ambíguas em quem é necessário para a comunidade de sobreviventes, mas verá ainda que há quem se deixa levar por ações imaturas ou de afronta das lideranças do grupo. Ivan e Estela, que são os grandes líderes do grupo, também vão viver seus conflitos internos e tumultuam sua relação.


“A Senhora dos Mortos” é o livro em que Ivan e os sobreviventes ficarão frente a frente com o poder devastador de uma mulher zumbi que tem capacidades muito além das imaginadas. Ela comanda milhares de mortos-vivos e tem poderes sobrenaturais que já emanava quando ainda era humana. Sua força e sua capacidade de condução e destruição são altas, bastante diferente dos demais zumbis. Uma verdadeira guerra será travada. Além de táticas e estratégias de guerra, utilizam-se de todo tipo de arma que tem a sua disposição para enfrentar a força e o poder de Jezebel.

“Era um estranho poder que empurrava pessoas, armas, pó, fragmentos de entulhos, galhos de árvore e tudo mais que houvesse nos arredores, formando verdadeiros anéis de destruição.”

Terceiro livro da maior série brasileira sobre zumbis, A Senhora dos Mortos foi publicado pela Faro Editorial em 2015. A criação de Rodrigo de Oliveira traz bons personagens, incluindo aqueles que acompanham o leitor desde o primeiro livro. Cenas sanguinolentas, muita devastação, violência e uma verdadeira guerra estão presentes no livro. Os personagens que foram criados pelo autor demonstram humanidade, o que os faz terem ações diversas quando estão sob pressão e mostram sua personalidade diante do papel que tem que assumir. Eles reagem de maneiras diferentes e demonstram que trazem consigo as turbulências do passado. É certo que a vilania de Jezebel a torna uma personagem atrativa dentro da história e que a coloca no patamar de uma vilã memorável.

Não há como negar. Fiquei fascinado pela série desde que li “Elevador 16” – o spin off. Agora anseio pela leitura da continuidade.

O leitor pode conferir as resenhas dos livros anteriores postadas aqui no blog:

O Vale dos Mortos:

A Batalha dos Mortos:

Foto: Reprodução
Sobre o autor

Rodrigo de Oliveira é Gestor de TI e fã de ficção científica, dos clássicos de terror, em especial da obra de George Romero. A ideia para esta série surgiu após um longo pesadelo, tão real que, ao acordar, começou a escrever freneticamente, até concluir o seu primeiro livro. Casado, pai de dois filhos, nasceu em São Paulo e vive entre a capital paulista e o Vale do Paraíba.

Ficha Técnica

Título: A Senhora dos Mortos
Escritor: Rodrigo de Oliveira
Editora: Faro Editorial
Edição: 1ª
ISBN: 978-85-62409-30-1
Número de Páginas: 278
Ano: 2015
Assunto: Ficção brasileira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.