DarkSide Books leva o leitor ao necrotério para desvendar O Segredo dos Corpos



O Segredo dos Corpos é um dos finalistas na categoria de não-ficção do Edgar Allan Poe Awards 2017 e chega ao Brasil pela DarkSide Books.

Devoto da ciência, o Dr. Vincent Di Maio é um dos mais renomados médicos forenses dos EUA, e ele resolveu dividir tudo o que aprendeu com os mortos em seu livro. Há mais de 40 anos, ele desvenda segredos daqueles que já se foram, muitos de forma misteriosa e violenta. Não há nada de místico em seu trabalho.

A medicina forense tem sido uma fonte constante de inspiração para grandes narrativas policiais. Uma tradição que remonta às primeiras histórias de Sherlock Holmes no século XIX. Mas será que a arte imita mesmo a vida — ou, nesse caso, a morte? O que realmente acontece numa autópsia? Você não precisa mais morrer de curiosidade.  O livro, lançamento da editora em abril, vai te levar para dentro do necrotério e te colocar numa verdadeira aula sobre patologia criminal, mas sem aquele cheiro de formol.

O Segredo dos Corpos disseca casos surpreendentes que ajudaram a construir a reputação do legista. Como a exumação de Lee Harvey Oswald, suposto assassino do presidente Kennedy. Ou a investigação pela morte do adolescente Trayvon Martin, em 2012, na Flórida, crime que acabaria impulsionando o movimento Black Lives Matter, de denúncia contra o racismo na sociedade norte-americana. O livro apresenta ainda casos reais de serial killers que ainda aterrorizam o imaginário popular.

A verdade nua e crua é o que você pode esperar na publicação. Escrito a quatro mãos, duas delas no bisturi do Dr. Vincent Di Maio e as outras duas do veterano escritor Ron Franscell, parceiro de Vincent Bugliosi (autor de Helter Skelter), o livro revela surpresas a cada página. Conheça a história da medicina legal, as curiosidades de uma profissão que aparenta ser tão mórbida e sombria, e as razões que levam alguém a dedicar toda sua vida a pesquisar os mortos.

Tem espírito investigador? Não se assusta facilmente? Então essa é a leitura certa.

Nota: texto adaptado do site da editora.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.