Cromossonhos, de Emerson Sarmento, faz passeio por versos livres



O escritor e cantor pernambucano Emerson Sarmento lançou seu segundo livro de poemas, Cromossonhos, que foi publicado em 2016 pela Editora Penalux. Depois de mergulhar em sonetos na primeira obra, Perfume de sangue, ele agora passeia pelos versos livres nas 82 páginas que compõe a publicação. 

Com temas que transitam entre paixões, amores, saudade, boêmia, sexo virtual, erotismo, filosofia e política, Emerson uniu a forma fixa aos versos livres. O título do livro é uma referência ao cromossomo. “Com a intenção de gerar minha própria sequência de DNA e vários genes, outras sequências de nucleotídeos desempenhando o mecanismo funcional das células do ser vivo - enquanto poeta”, escreveu o autor no prefácio.

Emerson diz: “Quando passei a pensar neste livro – ainda sem título – quis expor aos leitores meu DNA poético, colocar para fora o que habita organicamente por dentro e além da minha epiderme, dar ordem na bagunça interna e organizar tudo no lado de fora para que fosse tudo compreensível ao tornar concreto meus devaneios, meus sentimentos, minhas angústias, meu eu político e filosófico”.



Foto: Carol de Andrade
Natural de Recife, Emerson Sarmento herdou a veia artística da família. Filho de Bozó 7 Cordas e da corista Uedja Carmen, ganhou, com a poesia, quatro concursos nacionais: dois promovidos pelo Vale das Sombras (Minas Gerais), um pelo Turba Literária (São Paulo) e outro pelo OrkutTv, canal aberto de São Paulo, além de saraus ocorridos em Natal.

Confira um poema:



Soneto da amizade mútua 

Pintemos, amor, a ode brutal
um futuro sistemático adormecido
onde a fúria do desejo é triunfal
e a penumbra é a glória do iludido.

Ora, cantemos como bichos no cio
transas fálicas são bacanais de versos
a plena purificação tardia é hostil
num liberdade de segredos perversos.

As incertezas são desordens mútuas
explodindo arquiteturas mal planejadas
sobrevivendo apenas devoções, de repente...

Amo-te, sem mais, como amigo, simplesmente!
Amo-te na mais perfeita primavera tua
e amarei a rosa desejada, aberta e nua.

Para comprar o livro acesse: 
http://www.editorapenalux.com.br/loja/product_info.php?products_id=474



Um comentário:

  1. Olá! Não conhecia o poeta, mas gostei bastante do poema apresentado. O título do livro também chama bastante atenção e a capa é muito bonita!

    Bjs, Mi


    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.