A Batalha dos Mortos - Rodrigo de Oliveira



“Caminhavam daquele jeito desengonçado, descoordenado e lento que dava a falsa sensação de serem criaturas inofensivas. Mas cada um daqueles miseráveis era uma verdadeira máquina de matar, implacável e cruel.”

Isabel está com um grupo de fugitivos sobreviventes no Comando da Aviação do Exército, que foi tomado por criminosos do presídio de segurança máxima de Taubaté. Alguns deles ansiavam por uma fuga, como é o caso de Isabel, mesmo sabendo da existência de zumbis que tomavam conta das redondezas e se espalhavam por todos os lugares. Queria ela fugir da prepotência, da intolerância e do autoritarismo empregados por Emmanuel, que tomara a liderança do grupo de sobreviventes que se abrigava naquele local. Ali, ela e outras mulheres, haviam passado por momentos torturantes e muitas das pessoas eram tratadas como escravos. Mas foi ali, naquele local de tristeza, que ela pode conhecer Canino.

Após a fuga do local ela refugia-se numa casa com um casal e de lá é resgata por Ivan e Estela, que levam Isabel para o Condomínio Colinas, onde outro grupo de sobreviventes  se refugia e se protege dos zumbis que se espalham. Ali, em São José dos Campos, eles reuniram condições para se manterem vivos, com água, alimentos e segurança.

Ivan exerce a liderança desse grupo e eventualmente tem embates com sua esposa (Estela). Isabel é uma mulher que tem poderes sobrenaturais e se integra ao grupo podendo auxiliá-los e também reviver seus dramas, como a busca pela irmã gêmea Jezebel e o resgate de seu amado Canino, que está junto ao grupo de Emmanuel, um homem autoritário e ditador que subjuga as pessoas para atender suas necessidades.

As pessoas que ali estão passam a viver momentos de tensão, de conflitos pessoais, de terror e de enfrentar seus próprios medos e fantasmas. O leitor tem contato ainda com a demonstração de que em meio ao caos e o horror que ronda a todos, há humanos que são capazes de atos atrozes, por vezes mais terríveis do que os praticados pelos zumbis.  


“... o termo mortos-vivos que vocês usaram se aplica perfeitamente bem. Eles não podem ser considerados mortos, por terem atividade motora. Por outro lado, eis os resultados dos eletroencefalogramas de várias criaturas estudadas (...) São exames de pessoas morte cerebral. Não há quase nada lá. Nenhum indivíduo é considerado clinicamente vivo apresentando um quadro desses. Eles estão congelados em um meio termo.”

A batalha que os humanos enfrentam não é apenas em relação aos seres que agora tomam conta do planeta, mas também a batalha contra outros sobreviventes e contra dilemas que surgem e que requerem uma posição de decisão.

“A Batalha dos Mortos”. do escritor Rodrigo de Oliveira, é o livro dois da série “As Crônicas dos Mortos” - maior coleção de livros de zumbis escrita por um brasileiro - e foi publicado pela Faro Editorial em 2014. A trama é bem construída, as reviravoltas e conflitos dão um toque na história e tudo que os personagens vivem está carregado de aventura e terror, como deveria ser pela proposta da obra.

Interessante observar que o livro não baseia-se apenas na perseguição dos zumbis aos sobreviventes, mas também aos dramas vividos por eles, que não foram transformados ou infectados. O conflito travado entre os sobreviventes, a luta pela vida e por espaço, a atuação em equipe contra o desejo individual, os interesses particulares sendo questionados em relação ao interesse coletivo, o passado vindo à tona e a esperança de algum futuro deixam o livro ainda mais atraente.Segundo volume da série, o autor manteve o ritmo do primeiro e construiu uma sequência de arrepiar.

Foto: Reprodução
A resenha do livro O Vale dos Mortos, o primeiro da série, você pode conferir aqui. Em breve publicarei a resenha do livro A Senhora dos Mortos.

Sobre o autor

Rodrigo de Oliveira é Gestor de TI e fã de ficção científica, dos clássicos de terror, em especial da obra de George Romero. A ideia para esta série surgiu após um longo pesadelo, tão real que, ao acordar, começou a escrever freneticamente, até concluir o seu primeiro livro. Casado, pai de dois filhos, nasceu em São Paulo e vive entre a capital paulista e o Vale do Paraíba.


Ficha Técnica
Título: A Batalha dos Mortos
Escritor: Rodrigo de Oliveira
Editora: Faro Editorial
Edição: 1ª
ISBN: 978-85-62409-22-6
Número de Páginas: 307
Ano: 2014
Assunto: Ficção brasileira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.