A Bíblia do MMORPG - Richard Stankevicius



A Bíblia do MMORPG, de Richard Stankevicius (Paranoid), foi publicado pela Editora Autografia em 2017.

Antes de falar sobre o livro alguns podem se questionar: o que é MMORPG? (Em inglês Multiplayer Online Roleplaying Game). Basicamente, trata-se de jogos de interpretação de papéis. Antes o jogo era feito de maneira presencial, reunindo amigos em torno de uma mesa e, depois, passou a ser realizado também no meio virtual (online), o que permite que jogadores do planeta se conectem. 

“Estes jogos revolucionaram o mercado de entretenimento digital com inúmeras inovações tecnológicas, sem fugir muito do conceito dos primeiros RPGs, mas deixando parte do roleplay pelo caminho para dar lugar a formas mais dinâmicas de interação, compatíveis com o imediatismo dos tempos modernos.” 

O livro é direcionado ao público que tem interesse nos jogos, mas também pode atingir aqueles que querem conhecer um pouco mais sobre o tema.

O autor conta a história do MMORPG, fala sobre os jogadores, traça suas características, aborda detalhes que explicam o jogo em si e disponibiliza ao final do livro um glossário (fundamental para compreender palavras e termos empregados). Até a parte monetária está abordada no livro. Sim, porque muitos jogadores investem em seus personagens. Aqui deve-se falar do investimento tanto de tempo quanto de capital. Aborda ainda questões de comportamento dos jogadores, tanto no ambiente virtual quanto na realidade e dá muitas dicas para quem pratica o jogo.

A bíblia refere-se tanto ao fato de trazer no livro várias e amplas informações sobre MMORPG, como pelo fato de que o autor  lê a  Bíblia e cita várias passagens fazendo uma referência ao que descreve sobre os jogos. Em um dos capítulos, as passagens bíblicas que inspiraram o livro estão reunidas para o leitor.

Em dado momento Richard Stankevicius faz, em sua análise, a relação de aumento de pessoas no ambiente virtual e da decadência da sociedade, tratando de temas como sadismo, sensacionalismo, egoísmo e desrespeito. 

“...”viver” no universo utópico dos MMORPGs pode ser encarado por muitos como uma forma de renascimento, uma outra chance.” 

Interessante notar algumas curiosidades apresentadas sobre esse universo, o que, sem dúvida, é desconhecido do grande público. Um exemplo de curiosidade é que existe um bar para jogadores.

Algumas ilustrações coloridas ao longo da obra facilitam e auxiliam a compreensão sobre o que é abordado, tais como hierarquia das classes e atributos de personagens, além de mapeamento de botões (para quando há uso de console). Não falta também informações sobre equipamentos e acessórios que podem ser utilizados pelos jogadores para ter maior comodidade durante a execução do jogo.

O autor também fala sobre si e sobre a criação do livro.

É um livro com bom texto e que, apesar do uso de terminologias usadas por conhecedores do MMORPG, não perde o caráter de instrução a que se destina. O tema é bem abordado e se faz compreensível. Um bom livro que vai agradar muito aqueles que curtem ou jogam MMORPG.



Sobre o autor

Richard Stankevicius é músico e escritor. Atualmente vive em São Paulo e escreve sobre as relações entre a sociedade contemporânea e o uso de plataformas de sociabilização virutal. Fundados da L33T, um dos mais populares cãs de Forsaken World no Brasil, foi moderador e principal responsável pelo contudo de fã sites deste famoso MMORPG, atingindo enorme visibilidade no extinto “forsakenbr”, entre os anos de 2010 a 2012. Morou por três anos no Recife durante os anos 90, onde ampliou seus horizontes musicais, trazendo inspiração para suas primeiras músicas, que criticam a erotização precoce incentivada pelo funk no Brasil. Durante este período estudou a Bíblia Sagrada, o que seria sua fonte principal de inspiração para a criação de seu primeiro livro. 

Ficha Técnica
Título: A Bíblia do MMORPG 
Escritor: Richard Stankevicius 
Editora: Autografia 
Edição: 1ª 
ISBN: 978-85-518-0004-1 
Número de Páginas: 174 
Ano: 2017 
Assunto: Jogos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.