[Quotes] A Graça da Coisa, de Martha Medeiros



No  post de hoje você lerá quotes extraídos do livro "A Graça da Coisa", de Martha Medeiros. O livro foi lançado pela L&PM Editores.

“É duro viver num mundo sem humor.”

“Só nos tornamos adultos quando perdemos o medo de errar.”

“A gente procura esquecer para poder ir adiante, mas que espécie de caminho trilhamos quando não enfrentamos a verdade?”

“Alguém tem que mexer, alguém tem que providenciar, alguém tem que ver o que está acontecendo.”

“Vida é o que existe entre o nascimento e a morte. O que acontece no meio é o que importa.”

“... todas as escolhas geram dúvidas – todas.”

“Ninguém aguenta passar a vida toda sendo exemplo de santidade.”

“E lá vai você rolando para dentro do pires, se afogando numa pocinha de nada.”

“De nada adianta levar o corpo para passear se a alma não sai de casa.”

“Vá saber o estrago que causaríamos se falássemos pra valer, olho no olho, tudo aquilo que mantemos guardado, todo o palavreado da raiva, do rancor e do desassossego que fica confinado dentro.”

“A pessoa mais bacana do mundo também tem um lado perverso. E a pessoa mais arrogante pode ter dentro de si um meigo.”

"... ter uma vida interessante depende apenas do olhar amoroso que lançamos sobre nossa própria história."

"Não dê corda para quem você não deseja por perto."

“Os ignorantes tem medo do desconhecido.”

“O mundo já é cruel o suficiente para ainda procurarmos confusão e chatice por contra própria.”

“A maturidade traz ganhos reais. A ansiedade diminui, a teatralidade também.”

“O que é o ser humano, senão também bruta a ser esculpida?”

Conheça Eternidade, de Vina Ferreira

Recebi o livro "Eternidade", da escritora parceira Vina Ferreira. Assim que concluir a leitura, teremos resenha publicada aqui no blog. Enquanto isso, leia a sinopse e tome contato com esse romance.

Sinopse do livro:

Uma decisão de vida e morte, mas a decisão pela vida, também representa a morte. O que fazer?

Luna é uma mulher de 27 anos, filha única, solteira, independente e que sempre se sentiu fora do contexto do mundo em que vive. Quando criança ela se sentia rejeitada por seus amigos de escola e se isolava. Depois de adulta, teve pouquíssimos amigos e alguns relacionamentos ruins, a forma como ela aprendeu a lidar com o sentimento de rejeição foi jogando toda a sua energia na sua carreira profissional, mas como isso não era suficiente para aplacar os seus momentos de solidão, ela  criou um ser imaginário que lhe fazia companhia, mas o que ela não sabia, era que os seus desejos podiam ser ouvidos.

Por conta da sua dedicação  e por ser uma pessoa altamente comprometida com o seu trabalho, depois de pouco tempo trabalhando em uma empresa no Brasil recebeu uma promoção para assumir uma diretoria e foi cotada para desenvolver um projeto que a levou para Lisboa/Portugal. Nessa viagem, ela descobre um mundo novo, onde fantasia e realidade se misturam e quando ela acha que finalmente encontrou o seu lugar no mundo, o destino, que sempre dá as cartas, a obriga  a tomar uma decisão e essa decisão envolve as únicas pessoas que sempre a amaram e a aceitaram como ela é!

“Eternidade” é um romance sobrenatural que cria um conflito entre o que real e o que é fantasia, envolvendo sonhos, erotismo e amor eterno.

Como comprar?

Se você  gosta de ler no formato digital, Eternidade está na  Amazon, nas versões português e espanhol.



Jantar Secreto é o novo livro do escritor Raphael Montes


Jantar Secreto é o novo livro do escritor brasileiro Raphael Montes, publicado pela Editora Companhia das Letras. Em suas redes sociais o autor publicou informações sobre o livro que está em pré-venda e será oficialmente lançado em novembro.

Mantendo o ritmo de seus livros anteriores: Suicidas, Dias Perfeitos e O Vilarejo, Jantar Secreto vem para firmar o nome do autor no rol de grandes autores do gênero. Dias Perfeitos foi publicado no exterior e arrancou elogios de autores como Lauren Beukes, Jeffery Deaver, Scott Turow e Sophie Hannah.

Confira a sinopse do livro Jantar Secreto


Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.

Saraiva    -    Amazon    -    Submarino    -    Livraria Cultura

Sexta do Terror - 10 Livros de Terror (Estrangeiros)


O post de hoje traz uma lista de dez livros de literatura estrangeira do gênero terror. Alguma indicação que não esteja na lista? Deixe no comentário:

O Iluminado
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras

Romance de horror escrito por Stephen King, o mestre do suspense  o livro “O Iluminado” conta a história de Jack Torrence que consegue um emprego de zelador em um velho hotel, e acha que será a solução dos problemas de sua família: não vão mais passar por dificuldades, sua esposa não vai mais sofrer e seu filho, Danny, vai poder ter ar puro para se livrar de estranhas convulsões. Mas as coisas não são tão perfeitas como parecem: existem forças malignas rondando os antigos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança, e, inevitavelmente, um embate entre o bem e o mal terá de ser travado. Originalmente a obra foi lançada em 1977, foi o terceiro livro do autor. O livro tem também a sua versão cinematográfica.

O Horror de Dunwich
Autor: H. P. Lovecraft
Editora: Hedra

O Horror de Dunwich Em 1913, no vilarejo de Dunwich, a albina Lavinia Whateley dá à luz um menino de tez escura e com feições de bode, filho de um pai desconhecido. Wilbur causa espanto devido à rapidez sobrenatural com que cresce e se desenvolve, e os estudos precoces levam-no à descoberta do Necronomicon - o temível compêndio de sabedoria oculta escrito pelo árabe louco Abdul Alhazred. Mais tarde, ao descobrir que dispõe apenas de uma tradução inglesa incompleta desse tomo proscrito, Wilbur sai em busca de uma rara Edição latina para dar continuidade ao misterioso ritual em família que atinge o ponto culminante com O Horror de Dunwich - uma das novelas essenciais ao ciclo mítico de Cthulhu. Em apêndice, o volume traz quatro textos relacionados à importância do Necronomicon na obra de Lovecraft: os contos “História do Necronomicon” e “O sabujo” e duas cartas escritas pelo autor.

A Noite dos Mortos Vivos e A Volta dos Mortos Vivos
Autor: John Russo
Editora: DarkSide Books

A Noite dos Mortos-Vivos é considerado uma das maiores obras-primas do gênero e um livro obrigatório para os fãs de The Walking Dead, Resident Evil, Orgulho e Preconceito Zumbi e tudo aquilo que englobe os carismáticos comedores de cérebros. Se hoje os zumbis estão em alta é porque, em 1968, George Romero e John Russo se reuniram para escrever o roteiro de A Noite dos Mortos-Vivos e mudar a história do cinema. O filme revolucionou o mito sobre as criaturas que voltavam do além. Criaturas similares já haviam aparecido antes nas telonas, mas foi em A Noite dos Mortos-Vivos a primeira vez em que foram retratados como uma praga devoradora de carne humana. O próprio John Russo (que também atua no clássico de 1968 como um zumbi) adaptou a história do filme neste romance que a DarkSide  trouxe para o Brasil. A Noite dos Mortos-Vivos inclui ainda uma surpresa para os leitores: o texto integral da sequência do clássico, que nunca chegou a ser filmada, chamada de A Volta dos Mortos-Vivos (não vá confundir com a comédia trash de 1985, que também contou com Russo no time de roteiristas). Depois de 45 anos, finalmente é publicado no Brasil o romance do filme que marcou gerações.

A Passagem
Autor: Justin Cronin
Editora: Arqueiro

O imprevisível: a quebra de segurança em uma instalação secreta do governo norte-americano põe à solta um grupo de condenados à morte usados em um experimento militar. Infectados com um vírus modificado em laboratório que lhes dá incrível força, extraordinária capacidade de regeneração e hipersensibilidade à luz, tiveram os últimos traços de humanidade substituídos por um comportamento animalesco e uma insaciável sede de sangue.

Depois, ao escurecer, o caos e a carnificina se instalam, e o nascer do dia seguinte revela um país – talvez um planeta – que nunca mais será o mesmo. A cada noite, a população humana se reduz e cresce o número de pessoas contaminadas pelo vírus assustador. Tudo o que resta aos poucos sobreviventes é uma longa luta em uma paisagem marcada pelo medo da escuridão, da morte e de algo ainda pior.

Enquanto a humanidade se torna presa do predador criado por ela mesma, o agente Brad Wolgast, do FBI, tenta proteger Amy, uma órfã de seis anos e a única criança usada no malfadado experimento que deu início ao apocalipse. Mas, para Amy, esse é apenas o começo de uma longa jornada, através de décadas e milhares de quilômetros, até o lugar e o tempo em que deverá por fim ao que jamais deveria ter começado. É um livro de suspense implacável, uma alegoria da luta humana diante da catástrofe sem precedentes. Trata do confronto entre o bem e o mal e o questionamento interno de cada personagem que enfrentam os seus maiores medos em um mundo que recende a morte.

Amaldiçoado
Autor: Joe Hill
Editora: Arqueiro

Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro.

Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Além disso, descobre algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis.

Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora. Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim.

Em Amaldiçoado, o sobrenatural é pano de fundo para uma história de amor e tragédia, de traição e vingança. Um livro envolvente, emocionante e cheio de suspense que nos leva a refletir: em matéria de maldade, quem é pior, o homem ou o diabo?

A Casa Assombrada
Autor: John Boyne
Editora: Companhia das Letras

Eliza Caine tem 21 anos e acaba de perder o pai. Totalmente sozinha e sem dinheiro suficiente para pagar o aluguel na cidade, ela se depara com o anúncio de um tal H. Bennet. Ele busca uma governanta para se dedicar aos cuidados e à educação das crianças de Gaudlin Hall, uma propriedade no condado de Norfolk - sem, no entanto, mencionar quantas são, quantos anos têm ou dar quaisquer outras explicações. Assim, ela larga o emprego de professora numa escola para meninas e ruma para o interior. Chegando a Gaudlin Hall, Eliza se surpreende ao encontrar apenas Isabela, uma menina que parece inteligente demais para sua idade, e Eustace, seu adorável irmão de oito anos. Os pais das crianças não estão lá. Não se veem criados. Ela logo constata que não há nenhum outro adulto na propriedade, e a identidade de H. Bennet permanece um mistério. A governanta recém-contratada busca informações com as pessoas do vilarejo, mas todos a evitam. Nesse meio tempo, fica intrigada com janelas que se fecham sem explicação, cortinas que se movem sozinhas e ventos desproporcionais soprando pela propriedade. E então coisas realmente assustadoras começam a acontecer.

O Condenado
Autor: Bernard Cornwell
Editora: Record

Em O Condenado, Cornwell constrói um thriller de mistério que o consagra como um dos principais escritores históricos da atualidade. Sua descrição dos enforcamentos é impressionante, assim como os detalhes da crueldade nas prisões inglesas pós-Napoleão. Por meio de criteriosa pesquisa histórica e da narrativa envolvente com a qual disseca a vida de seus personagens, o autor acompanha o fim da guerra entre Inglaterra e França.

Rider Sandman - um dos heróis de Waterloo - volta para casa e encontra um país corrupto, pobre, repleto de conflitos sociais e onde o cadafalso se tornou sinônimo de justiça. A decepção de Sandman com a terra natal empalidece quando descobre que o próprio pai se matou, deixando uma fortuna em dívidas de jogo. Sandman - hábil com a espada e exímio jogador de críquete - precisa sustentar mãe e irmã e, além disso, liberar a noiva do compromisso de casamento. Enquanto luta contra várias dificuldades, aceita investigar o assassinato da condessa e as declarações de inocência do pintor. A apenas sete dias do enforcamento e com a pressão para corroborar as acusações, Sandman descobre pontos obscuros na história oficial. Mesmo pedida uma reinvestigação do caso pela própria rainha, o acusado é filho de sua costureira, Sandman acredita que alguém não quer que a verdade venha à tona. Numa corrida contra o relógio, Sandman conta com poucos aliados. Sally Hood, modelo vivo de passado comprometedor; lorde Alexander, um fervoroso reverendo e também amante do críquete; e o velho companheiro de batalha, sargento Berrigan. Cornwell faz desse grupo um quarteto inesquecível, que luta contra nobres ricos e cruéis, a fim de salvar a vida de um inocente. “O Condenado” combina detalhes com um enredo de tirar o fôlego e um estilo cujo realismo é por vezes chocante.

Dexter: A Mão Esquerda de Deus
Autor: Jeff Lindsay
Editora: Planeta

Dexter Morgan é um educado lobo vestido em pele de ovelha. Ele é atraente e charmoso, mas algo em seu passado fez com que se transformasse numa pessoa diferente. Dexter é um serial killer. Na verdade, é um assassino incomum que extermina apenas aqueles que merecem. Ao mesmo tempo, trabalha como perito da polícia de Miami... Em Dexter, a Mão Esquerda de Deus, o livro que deu origem à aclamada série de TV, o adorável matador depara-se com um concorrente de estilo semelhante ao seu, encanta-se e incomoda-se com ele, prevê seus passos... A escrita requintada de Jeff Lindsay nos faz mergulhar na mente de um dos personagens mais ambíguos da história da literatura de suspense. Nunca o macabro foi tratado com tanto refinamento e leveza. Dexter Morgan é uma obra-prima.

Hell House – A Casa Infernal
Autor: Richard Matheson
Editora:  Novo Século

Por mais de vinte anos a Mansão Belasco permaneceu vazia. Tida como o 'Monte Everest' das casas mal-assombradas, essa construção de aspecto imponente e sinistro testemunhou cenas inconcebíveis de horror e depravação. No passado, duas expedições com o propósito de investigar os segredos que a casa encerrava terminaram em assassinato, suicídio e loucura para seus integrantes. Agora, uma nova investigação tem lugar, levando quatro estranhos ao local interditado, determinados a esquadrinhar a Mansão Belasco em busca de respostas definitivas sobre a vida após a morte. Cada um dos membros da nova equipe tem suas próprias razões para enfrentar os tormentos e tentações indescritíveis da mansão; mas, será que alguém consegue sobreviver ao mal que espreita na casa?


Asylum
Autora: Madeleine Roux
Editora: Vergara & Riba


Ao entrar pela primeira vez no New Hampshire College, Dan Crawford não imagina que vai viver ali as cinco semanas mais aterrorizantes de sua vida. Este livro é um suspense arrepiante diferente de tudo o que já foi lido. Ilustrado com fotografias tenebrosas de manicômios reais, este livro vai surpreender o leitor a cada página virada, afinal: "A loucura é algo relativo. Depende muito de que lado da grade a pessoa está."

Elevador 16 de Rodrigo de Oliveira vai virar filme

O livro “Elevador 16”, do escritor Rodrigo de Oliveira, e que integra a saga “As Crônicas dos Mortos”, a maior coleção de livros sobre o apocalipse zumbi do Brasil vai virar filme. 

A adaptação do livro terá em sua direção Marcos DeBrito e a produção ficou a cargo de Adriano Lírio. Os dois já são consagrados com o filme Condado Macabro. E a DeBrito Produções tem diversos curtas-metragens premiados em festivais e coprodução com outros filmes que estrearam em salas comerciais do Brasil.

“Elevador 16” teve 85 mil exemplares impressos, cerca de 45 mil exemplares vendidos e o e-ebook teve mais de 70 mil downloads em quase três anos.

Sinopse:

No dia em que o recém-descoberto planeta Absinto esteve mais próximo da Terra, causando assombro em toda a humanidade, um grupo de dezesseis colegas de trabalho fica preso dentro de um elevador lotado num prédio de São Paulo. As comunicações param de funcionar e ninguém atende aos pedidos de socorro.

Sem explicação aparente dez dessas pessoas desmaiam, acometidas por alguma espécie de mal súbito, causando pânico e desespero entre os demais. E quando elas começam a acordar dentro daquele espaço diminuto, dementes e ávidas por carne humana, começa uma frenética luta pela sobrevivência não só dentro do elevador como também do mundo inteiro.

Curta e acompanhe a página de Elevador 16 no Facebook.

.

Do outro lado, tudo está conectado

O que para muitos seria o fim, para eles era só o começoAmityville termina exatamente onde tem início a saga de Ed & Lorraine Warren: Demonologistas.

18 de fevereiro de 1976. O casal de parapsicólogos visita a infame casa mal assombrada na 112 Ocean Drive, em Amityville, litoral de Nova York. Lorraine tem a visão de um espírito não humano, algo “que vem das entranhas da terra”. Naquela mesma madrugada, já em casa, às 3 da manhã, a “hora do Anticristo, Ed Warren sofre o ataque de uma entidade misteriosa.

Tudo o que vem antes e depois disso, você encontra com detalhes de tirar o sono nos dois lançamentos da DakSide Books. Amityville  e Ed & Lorraine Warren: Demonologistas. Casos reais que a ciência não consegue explicar, mas que o coração pressente. Dois livros que se completam, duas almas gêmeas, um ciclo que não pode ser quebrado.

Sobre Amityville:

Depois de passar algumas décadas fechada, a propriedade no número 112 da Ocean Avenue no subúrbio de Nova York finalmente abre as portas para os leitores da DarkSide Books. Cercada pela natureza, com janelas amplas e uma sacada espaçosa, ela poderia ser uma casa de bairro tranquila como todas as outras, não fosse seu passado devastador e sangrento.

Em 1975, George e Kathleen Lutz resolveram recomeçar a vida em uma nova residência que compraram por uma pechincha. Vinte e oito dias depois, os cinco membros da família fugiram aterrorizados, deixando a maior parte de seus pertences para trás. Estranhos eventos começaram a acontecer, afetando a vida dos Lutz e indicando que uma presença maligna habitava a casa. Embora tenha sido amplamente divulgada pela mídia, em especial nos jornais e nas revistas da época, muitas vezes de maneira sensacionalista, a história da casa nunca havia sido contada com riqueza de detalhes até Jay Anson decidir reconstruí-la e transformar seu livro de não-ficção em um dos relatos paranormais mais importantes e conhecidos de todos os tempos. Baseado nas experiências sobrenaturais reportadas pelos Lutz durante o mês de dezembro de 1975 e o começo de janeiro de 1976, Amityville é um dos livros mais aguardados pelos leitores da Caveirinha. Adaptada várias vezes para o cinema e contando também com diversos spin-offs, a história de Amityville hoje é amplamente conhecida e é considerada um dos mais importantes relatos sobre casas mal-assombradas da cultura popular.

Saraiva   -   Amazon   -   Submarino


Sobre Ed & Lorraine Warren: Demonologistas:


Eles enfrentaram os mistérios mais sinistros dos últimos sessenta anos, sempre em busca da verdade. Agora é a sua vez de entrar em contato com o sobrenatural. Você tem coragem? Então leia Ed & Lorraine Warren - Demonologistas, a biografia definitiva dos mais famosos investigadores paranormais do nosso plano astral. Não é de hoje que os fãs do terror conhecem Ed Warren e sua esposa, Lorraine. O casal foi retratado em filmes de grande sucesso, como Invocação do Mal, Annabelle e Horror em Amityville. Mas basta folhear as páginas de Ed & Lorraine Warren - Demonologistas para constatar que, muitas vezes, a vida pode ser bem mais assustadora que o cinema. No livro, Gerald Brittle desvenda alguns dos principais casos reais vividos pelos Warren. Ed e Lorraine permitiram ao autor acesso exclusivo aos seus arquivos sobrenaturais, que incluem relatos extraordinários de poltergeists, casas mal-assombradas e possessões demoníacas. O resultado é um livro rico em detalhes como nenhum outro. 

Saraiva   -   Amazon   -   Submarino

Aposte no escuro!

Obras da Editora do Brasil são finalistas do Prêmio Jabuti

A Câmara Brasileira do Livro (CBL) divulgou a lista dos finalistas da 58.ª edição do Prêmio Jabuti, o mais prestigioso da literatura brasileira, e duas obras da Editora do Brasil estão entre as finalistas. O livro Vento forte, de sul e norte, do autor Manuel Filho, com ilustrações de Paola Saliby, integra a categoria Juvenil e o livro Alfabético – Almanaque do alfabeto poético, de Jonas Ribeiro, é finalista na categoria Didático e Paradidático.

Vento forte, de sul e norte conta as situações de preconceito que enfrenta Luísa, uma garota negra adotada por um casal de homossexuais. A obra propõe uma importante reflexão para jovens, educadores, pais e demais interessados sobre as diversas configurações familiares, a adoção, a homofobia e o preconceito racial e social.

Ao comentar sobre o livro, Manuel Filho afirma: “tenho muito carinho por esse livro e, penso, toda a visibilidade que ele possa conquistar será muito importante para, de alguma maneira, colocar em discussão o ódio que é manifestado contra pessoas que simplesmente amam, somente isso. As famíliaspossuem muitas configurações e odiar as que são minorias não porá um fim nelas, felizmente”.

Alfabético – Almanaque do alfabeto poético é um livro colorido e divertido que nasceu para ser uma referência para quem quer ler e sonhar com as possibilidades infinitas que cada letra do alfabeto proporciona. A obra mostra como nosso alfabeto é rico e como podemos nos divertir com ele.

Jonas Ribeiro ao falar de sua obra finalista declara: “O Alfabético é mesmo um livro que se destaca em minha produção, foi um livro feito literalmente com pinça, eu mergulhei de cabeça neste projeto e nele coloquei toda a minha alegria de escrever, a minha integridade literária”.

O júri do prêmio Jabuti atribuirá notas a todas as obras finalistas da primeira fase. As três publicações com maior pontuação serão consideradas vencedoras em sua categoria. A apuração do resultado ocorrerá em 11 de novembro. A cerimônia de entrega será no dia 24 de novembro, no Auditório do Ibirapuera, em São Paulo.

Sobre os autores:

Manuel Filho é escritor, ator, compositor e cantor. Redige para a TV, rádio e teatro. Trabalhou na extinta Rede Mulher, TV Record e TV Senac. Integra o projeto Literatura Viva, do Sesi, desde 2011. Possui mais de 30 livros publicados por diversas editoras. Pela Editora do Brasil, possui mais três livros publicados, entre eles “Uma história de ouro e sangue”, recém lançado, e “Sensor: o Game”, que integrou o catálogo oficial da CBL na feira do livro em Frankfurt. Recebeu o prêmio Jabuti (2008), o Selo de Acervo Básico da FNLIJ (2011), foi finalista do Prêmio Açorianos de Literatura (2013), além de ter sido selecionado para o PNBE (2014) e para outros prêmios.

Jonas Ribeiro é formado em Língua e Literatura pela PUC-SP. Fez teatro, contou histórias em hospitais públicos e escolas, além de lecionar Redação. Escreve desde os 16 anos e com 41 anos já havia lançado seu centésimo livro, com mais de 600 mil exemplares vendidos. Possui 20 livros publicados pela Editora do Brasil, três deles com o escritor César Obeid.

Sobre a Editora do Brasil:

Fundada em 1943, a Editora do Brasil atua há mais de 70 anos com a missão de mudar o Brasil por meio da educação. Como empresa 100% brasileira, foca a oferta de conteúdos didáticos, paradidáticos e literários direcionados ao público infanto-juvenil. Foi fundadora da CBL, SNEL, FNLIJ, IPL e da Abrelivros. Os títulos da Editora do Brasil podem ser adquiridos por meio de seu e-commerce: (http://www.editoradobrasil.com.br/lojavirtual/), nas principais livrarias do país ou ainda em sua loja física, em São Paulo (Rua Conselheiro Nébias, 891 – Campos Elíseos).


A Besta Humana - Émile Zola

“A Besta Humana”, do escritor francês Émile Zola, foi publicado pela Editora Zahar em 2014. A edição é comentada e foi traduzida por Jorge Bastos. A referida publicação, em capa dura, apresenta ainda ilustrações originais incluídas nos Oueres Complètes Illustrèes de Émile Zola (Paris, Eugéne Fosquelle, 1906).

A obra de Zola foi originalmente publicada no século XIX, mais precisamente em 1890. É o décimo sétimo livro do extenso projeto literário do autor naturalista, em que vinte livros foram produzidos e lançados no período compreendido entre 1871 e 1893.

Sobre o livro é preciso dizer que trata-se da história de Jacques Lantier, um maquinista, que é atormentado pelo desejo de matar as mulheres por quem se sente atraído. Nos momentos em que é tomado por esse frisson (se é que assim podemos descrever), o eu do personagem escapa e o faz perder o controle sobre suas próprias ações.

A locomotiva em que ele refugia-se cruza sempre o trajeto de Paris-Le Havre. É nesse trajeto que ele vai se deparar com o casal Rouboud e Séverine. Tal encontro movimentará a trama e a vida dos demais personagens que vão surgindo no livro.

“Em Paris, no entanto, podia-se imaginar todo tipo de perigo, de esperteza, de desacerto. Uma onda de sangue subiu-lhe à cabeça, os punhos se cerraram como no tempo que era trabalhador braçal e empurrava vagões. Voltara a ser o bruto inconsciente da própria força, seria capaz de triturá-la, num cego impulso de raiva.”

Jacques tem de lidar com seus instintos mais bestiais. A besta, de certo modo, habita também nos outros personagens do livro de Zola, na medida em que vamos conhecendo com profundidade cada um deles e lendo suas ações. Além do fato de os personagens serem bem construídos e de toda a questão psicológica que os envolve, o autor coloca em “A Besta Humana” espantosas descrições sobre trens, estações, ferrovias e da vida que acontece nas imediações dessas instalações. Espantosa, porque são descritas com detalhe e esmero pelo autor. Como diz Jorge Bastos na apresentação do livro intitulada “Só a máquina apazigua (mas não salva)”, “o mundo é visto a partir do trem e o trem é visto a partir do entorno das vias”.

A locomotiva conduzida por Jacques chega a ganhar ares de uma personagem importante da trama, posto inclusive a sua forma de lidar com a máquina, tratando-a como um ser humano. A forte ligação que o personagem tem com a locomotiva leva ao fato de que ela ganhe adjetivos como meiga e obediente, além, é claro, de ser de partida rápida (característica desejada para o lado máquina do trem). A máquina fascina Jacques e, com ela, ele trava uma relação amorosa, cordial, quase humanizada. Por outro lado, reside nele a bestialidade que carrega desde a infância. No entanto, o que parece não poder ser esquecido é que a máquina denominada Lison, (o nome próprio pela qual é chamada pelo maquinista), por mais perfeita que seja, precisa e depende da ação de um homem.


O casamento de Rouboud e Séverine não vai bem e Jacques passa a ser um convidado presente em meio a jantares e encontros do casal, ficando cada vez mais sozinho com a mulher, que é descrita como encantadora, requintada e “extremamente sedutora, com seu olhar azul complacente e submisso”.

Vemos na relação do casal um distanciamento, uma aflição, e certo peso que é carregado por Rouboud, em função do passado de Séverine. Eles, juntos, se envolvem num crime e escondem uma determinada soma. Ele gosta de gastar, de sentir-se livre para fazer o que quer, ela é mais zelosa com a soma que escondem e os dois temem serem pegos. Com tudo isso há uma testemunha que os viu cometer o crime e acaba se aproximando deles, e há outros tantos mistérios que vão contornando a relação e se desvelando ao longo da história.

O ser humano transformando o ser humano em coisa, para dar ao primeiro o poder de subjulgar a coisa ou tratá-la com desdém, com força ou sem o mínimo cuidado. É como se quaisquer coisas pudessem ser feitas ao outro, justamente por ele se tornar coisa. Aí está a alienação, a desumanização, a perda de valores que são descritos na apresentação do livro.

Como dito anteriormente, a bestialidade se manifesta nos personagens. Ela se manifesta de diferentes formas. Reside em Séverine que com sua doçura consegue chegar ao ponto da crueldade que lhe é necessária, reside no descontrole que Jacques tem quando se apaixona por alguma mulher, reside na frieza de Rouboud de lidar com seus conflitos.

Não bastasse o livro ter uma ótima história,  que mistura questões psicológicas com ficção policial, e não bastasse o fato de ser um clássico que por si só nos chamaria à leitura, o livro tem um final surpreendente.

Vale a pena mencionar que a edição, em capa dura, ilustrações e comentários, bem como o projeto gráfico da Editora Zahar, dão um toque especial ao livro.

Sobre o autor

Émile Zola nasceu em 02 de abril de 1840 em Paris. Foi um consagrado escritor, considerado criador e expressivo representante da escola literária naturalista. Zola também escreveu para jornais e suas colunas não poupavam críticas a Napoleão III. “O Romance Experimental”, de 1880 é considerado o manifesto do movimento literário naturalista. Em 1871 ele iniciou um grande projeto: a série “Os Rougon-Macquart”, à qual deu o subtítulo de história natural e social de uma família sob o segundo império. O projeto foi composto por 20 romances de cunho naturalista, e foram escritos entre 1871 e 1893. O autor buscava empregar o método científico vigente em seu tempo, apresentando influência da hereditariedade e do meio na formação da personalidade individual (o que ocorre na Besta Humana, por exemplo).

Ficha Técnica
Título: A Besta Humana
Escritor: Émile Zola
Editora: Zahar
Edição: 1ª
ISBN: 978-85-378-1291-4
Número de Páginas: 367
Ano: 2014
Assunto: Ficção francesa

[Quotes] Palavras de Poder, livro de Lauro Henriques Jr publicado pela Editora Alaúde


Do   livro “Palavras de Poder” (volume 1), do jornalista e escritor Lauro Henriques Jr, publicado pela Editora Alaúde em 2016, separei alguns quotes. O livro é composto de 14 entrevistas, portanto separei frases de cada um dos entrevistados. Confira:

 “As pessoas estão em níveis diferentes de compreensão, e cada uma tem o seu prazo, o seu limite, a sua maturidade.” (Monja Coen)

“Sou eu, com minhas ações, meu modo de ser, meu modo de viver, que crio o meu destino.” (Professor Hermógenes)

“O ato mais caridoso é sempre o da autoiluminação, do desapego em relação a si mesmo e o próximo, da educação, do perdão e da misericórdia para com todos.” (Divaldo Franco)

“Em vez de desperdiçar a vida em atitudes negativas, como falar mal dos outros, devemos agradecer, a cada instante, pela grande oportunidade de estarmos vivos.” (Ian Mecler)

 “Todos vigiam todos para que ninguém faça o que todos gostariam de fazer.” (José Ângelo Gaiarsa)

“... o erro é um elemento fundamental em nosso crescimento.” (Lia Diskin)

“Esse é o grande desafio. Buscar uma conexão com o divino, mas, ao mesmo tempo, esforçar-se para que essa aquisição espiritual se traduza em uma realização na vida prática.” (Alex Polari)

“É preciso colocar a fé e a esperança em nome da solidariedade. Crer que uma nova vida é possível é o primeiro passo para que ela se realize.” (Dom Pedro Casaldáliga)

“A vida é hoje.” (Artur Andrés)

“... eu não preciso ter medo de nenhuma situação, pois é o medo que tolhe tudo.” (Gudrun Burkhard)

“O primeiro passo para a transformação de algo é reconhecer que esse algo existe.” (Chandra Lacombe)

“Se o estresse é experenciado negativamente, pode levar à doença. Mas, se é percebido positivamente, como um desafio, pode despertar o que há de melhor em nós.” (Susan Andrews)

“A pessoa sábia é aquela que acompanha as leis da natureza, que se alinha com esse movimento maior da vida.” (Roberto Otsu)

“Cada ser é um projeto infinito, que não pode ser enquadrado em nenhum sistema.” (Leonardo Boff)

Resultado do Sorteio - Tomo Literário e Papeando Livros


Confira  os ganhadores do sorteio do Tomo Literário em parceria com o blog Papeando Livros.

- Livro “O Regresso”, de Michael Punke: Elizabeth Loiola

- Livro “Tudo Pode Acontecer”, de Will Walton: Wanessa Ramos

- Livro “Tudo e Todas as Coisas”, de Nicola Yoon: Joseph Luis

- Box “O Espadachim de Carvão”, de Affonso Solano: Rafael Bang

- Kit Bolsa de Leitura “O Pequeno Príncipe”: Milena Soares

Vale lembrar que:
- Os livros “O Regresso” e “Tudo Pode Acontecer” serão enviados aos ganhadores pelo blog Papeando Livros.
- O  livro “Tudo e Todas as Coisas”, os kits “O Espadachim de Carvão” e “Bolsa de Leitura o Pequeno Príncipe” serão enviados aos ganhadores pelo blog Tomo Literário.

Os ganhadores devem enviar, em até 36 horas, nome e endereço completos para tomoliterario@gmail.com ou contatar por mensagem em alguma das redes sociais. O não envio dos dados implica em desclassificação e novo sorteio será realizado.


[Lista] 10 livros com animais


Livros de diversos gêneros tem personagens que são animais. Eles aparecem sozinhos ou figurando com humanos. Os animais podem ganhar ar de terror/horror, podem ser encantados, podem ganhar ares e aspectos de pessoas ou podem simplesmente esbanjar fofura. Preparei uma lista com dez livros que tem animais. Conhece algum? Deixe no comentário.

Confira a lista:

Ache Momo
Autor: Andrew Knapp
Editora: Intrínseca

Momo é um simpático border collie que adora se esconder. 
Milhares de fãs brincam diariamente de pique-esconde com Momo pela internet, e agora a brincadeira virou livro. Momo e seu dono, o designer e fotógrafo Andrew Knapp, viajaram por todo tipo de lugar – cruzaram campos, percorreram estradinhas no interior, conheceram cidades e jardins. O resultado é um livro de fotografias espetacular que também é um jogo para todas as horas. Perca-se nas lindas e oníricas imagens captadas por Andrew, e cedo ou tarde você verá a carinha doce e ansiosa de Momo encarando você.

Obrigado por Existir
Autor: Bradley Trevor Greive
Editora: Sextante

Quantas vezes você já se arrependeu por não ter agradecido adequadamente às pessoas importantes da sua vida? Pode ser um amigo, um parente ou seu grande amor - sempre existe alguém que torna sua existência mais divertida. Misturando curiosas fotos de animais com um texto bem-humorado, Obrigado por existir é uma ótima maneira de finalmente dizer a essas pessoas quanto elas são especiais.

Tubarão
Autor: Peter Benchley
Editora: DarkSide Books

A história se passa em Amity, um balneário ficcional situado em Long Island, Nova York. Quando o corpo de uma turista é encontrado na praia o chefe de polícia Martin Brody ordena o fechamento das praias da região. Mas o prefeito Larry Vaughan, mais preocupado com o dinheiro dos veranistas, consegue abafar a notícia e libera o banho de mar na cidade.

O Cemitério    
Autor: Stephen King
Editora: Objetiva

Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um 'simitério' no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação.
Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.

Firmin
Autor: Sam Savage
Editora: Planeta

Nascido no porão de uma livraria na cidade de Boston nos anos 1960, Firmin a prende a ler devorando as páginas de um livro. Mas um rato culto é um rato solitário. Marginalizado por sua família, busca a amizade de seu herói, o livreiro, e de um escritor fracassado. À medida que Firmin aperfeiçoa uma fome insaciável pelos livros, sua emoção e seus medos se tornam humanos. Original, brilhante e cheio de alegorias, Firmin esbanja humor e tristeza, encanto e saudade de um mundo que entende o poder redentor da literatura, um mundo que se desvanece deixando para trás um rato com uma alma criativa, uma amizade excepcional e uma livraria bagunçada.

Holy Cow
Autor: David Duchovny
Editora: Record

Elsie Bovary é uma vaca muito feliz em sua bovinidade. Até o dia que resolve sair sorrateiramente do pasto e se vê atraída pela casa da fazenda. Através da janela, observa a família do fazendeiro reunida em volta de um Deus Caixa luminoso – e o que o Deus Caixa revela sobre algo chamado “fazenda industrial” deixa Elsie e tudo o que ela sabia sobre seu mundo de pernas para o ar. A única saída? Fugir para um mundo melhor e mais seguro. Assim, um grupo para lá de heterogêneo é formado: Elsie; Shalom, um porco rabugento que acaba de se converter ao judaísmo; e Tom, um peru tranquilão que não sabe voar, mas que com o bico consegue usar um iPhone como ninguém. Munidos de passaportes falsos e disfarçados de seres humanos, eles fogem da fazenda e é aí que a aventura deles alça voo – literalmente.

Elsie é uma narradora marrenta e espirituosa; Tom dá conselhos psiquiátricos com um sotaque alemão um tanto forçado; e Shalom, sem querer, acaba unindo israelenses e palestinos. As criaturas carismáticas de David Duchovny indicam o caminho para um entendimento e uma aceitação mútuos dos quais esse planeta tanto precisa.

O Chamado Selvagem
Autor: Jack London
Editora: L&PM Editores

Jack London,(12 de janeiro de 1876 à 22 de novembro de 1916), foi um autor americano de grande notoriedade. Seu nome foi um pseudônimo; ele provavelmente nasceu como John Griffith Chaney. O autor teve uma vida curta, porém muito produtiva. Produziu centenas de contos, artigos e mais de 50 livros. Entre eles estão: O lobo do mar, Caninos brancos, A filha das neves. Tornou-se um dos mais bem pagos escritores no início do século XX. Seus livros se baseavam em muitas aventuras e fatos vividos pelo próprio London, como em O Chamado Selvagem, baseado em sua experiência na corrida do ouro de Klondike. O Chamado Selvagem lançado em 1903 é considerado a obra-prima de London e um de seus principais trabalhos, tendo emocionado milhões de pessoas em todo o mundo contando a jornada de Buck, um cão São Bernardo que é raptado de seu confortável lar e levado para o Yukon durante a corrida do ouro no século 19. Emocione-se e aventure-se com Buck nessa incrível jornada.

Luiz Asaf e o Elo Animalium
Autor: Luiz Asaf
Editora: Baraúna

Numa era onde homens e animais são ligados por um elo que permite que seus sentimentos sejam partilhados igualmente, o jovem Luiz Asaf e sua protetora Kiara vivem uma aventura épica, onde juntos enfrentarão os mais variados tipos de vilões e viverão situações jamais imaginadas. Escolhidos para salvar o reino Animale, Luiz e Kiara lutam constantemente ao lado da princesa Valentina e do seu protetor Snow para manter o reino Animale protegido do mal que deseja tomar o trono.

Após uma Tragédia, um  Recomeço
Autora: Patrícia Morais
Editora: Giostri

Patrícia é uma mulher moderna do tipo que trabalha muito, está sempre se preocupando com as finanças, com o bem-estar da própria família e que nunca pensou ou quis ter um cachorro em meio a tudo isso para administrar. Mas tudo mudou quando sua filha ganhou de presente de aniversário uma supergracinha de vira-lata que se tornou parte da família. As coisas iam bem até que um trágico acidente aconteceu e Patrícia precisou administrar a dor da perda e disse a si mesma, após o trauma monstro que viveu, que nunca mais teria animal algum em sua vida. Até que um toque do destino mudou tudo.

As Aventuras de Pi
Autor: Yann Martel
Editora:  Harper Collins

O livro narra a trajetória do jovem Pi Patel, um garoto cuja vida é revirada quando seu pai, dono de um zoológico na Índia, decide embarcar em um navio rumo ao Canadá. Durante a viagem, um trágico naufrágio deixa o menino à deriva em um bote, na companhia insólita de um tigre-de-bengala, um orangotango, uma zebra e uma hiena.