O Circo do Dr. Lao - Charles G. Finney

“Venham, venham. O maior espetáculo da Terra.”

O Circo do Dr. Lao chega a Abalone, no Arizona. Com a novidade do circo presente na cidade, a vida dos habitantes muda. Tudo que gira em torno do circo, apesar de causar certa confusão no que eles veem, também traz a tona o conhecimento sobre o seres que são apresentados e revelam as facetas daqueles que assistem ao espetáculo.

No circo do chinês há atrações como a quimera, a medusa que transforma pessoas em pedra, uma esfingie falante bissexual, uma serpente marinha, feiticeiras, lobisomens e uma sereia. Todas essas atrações mexem com o imaginário dos moradores de Abalone.

Tais bizarrices geram desconfiança, posto que há quem acredite tratar-se de obra de um charlatão. Autoridades questionavam-se quanto ao processo administrativo do estranho circo. Todavia, depois do desfile realizado na cidade, muitas foram as pessoas que compareceram a estreia do circo para ter contato com aquelas inusitadas atrações que foram anunciadas.

Naturalmente, não há como deixar de falar do próprio Dr. Lao, o chinês que comanda a trupe. Ele tem uma forma enigmática de tratar todas as atrações que estão sob seu comando, e o faz da maneira mais natural possível, como se estranheza nelas não houvessem, embora saiba que existe, até pelo fato de que são atrações circenses por suas particularidades.

“Venham, este é do doutor Lao o circo afamado.
Mostramos aquilo de que ninguém jamais havia cogitado,
Falamos de um mundo que excede todo o imaginado.”

Filosófico, bizarro, romanceado e macabro, o livro é uma boa pedida.  Charles Finney, o autor, tem um estilo que, segundo apontado na orelha do livro, tem influenciado outros autores.

Particularmente gostei do livro e da história ágil, com uma narrativa linear, bem montada e com personagens fantasiosamente nada convencionais. Há nas personas certo exagero. De certo isso deve ter sido utilizado pelo autor para colocar a tona o questionamento a que elas se submetem quando se deparam com as atrações do circo e acabam por revelar sua própria personalidade.

Na última parte do livro o leitor tem um catálogo que fala sobre os personagens (masculinos e femininos), personagens infantis, animais, deuses e deusas, cidades, estatuetas, ícones, artefatos, ídolos e comidas que são mencionados ao longo do livro. Essa parte traz ainda perguntas, contradições e obscuridades deixadas  pelo Circo do Dr. Lao.

O livro “O Circo do Dr. Lao”, publicado pela Editora Leya em 2011, com tradução de Donaldson M. Garschagen foi um bom espetáculo!

Sobre o autor

Foto: Reprodução
Charles G. Finney nasceu no Missouri em 1905. Após servir no 15º Regimento de Infantaria da China, o autor mudou-se para o Arizona. Finney é o criador do gênero dark fantasy, sendo considerado representante significativo da literatura fantástica e gótica. Faleceu em 1983, mas seu legado permanece presente, como autor e grande influência na literatura mundial.

Ficha Técnica
Título: O Circo do Dr. Lao
Escritor: Charles G. Finney
Editora: Leya
ISBN: 978-85-8044-074-4
Edição: 1ª
Número de Páginas: 184
Ano: 2011
Assunto: Literatura americana

Um comentário:

  1. Adorei a resenha. Tenho este livro, mas não li ainda.
    Acontece que eu AMO este filme desde que sou criança... Sério, era nosso programa de família, rsrs.


    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.