Livros Lidos em Agosto de 2016

As leituras do mês de agosto renderam.

O primeiro livro da lista foi “O Menino que Desenhava Monstros”, do escritor Keith Donohue, publicado pela DarkSide Books em 2016. O livro nos relata a história de um menino que desenha monstros e cujos desenhos parecem tomar corpo de maneira assombrosa e aterrorizante. Ele sofre da síndrome de Asperger e não sai de casa, sua mãe ouve ruídos, seu pai apresenta certa incredulidade, mas os desenhos tomam corpo e amedrontam a todos. Esse livro comecei a ler no finalzinho do mês de julho e conclui em agosto.

“Ache Momo”, de Andrew Knapp, publicado pela Editora Intrínseca, é outro dos livros que entrou na lista, apesar de o livro apresentar mais fotos do que textos. Trata-se de fotos de simpático cãozinho Momo que se esconde em paisagens campestres e em locais urbanos. A brincadeira do livro é encontrar Momo em meio ao ambiente fotografado. Além disso, é possível ao leitor conhecer sobre o paciente border collie e saber de curiosidades sobre determinadas fotos. Uma boa diversão para passar o tempo.

“O Caminho da Sabedoria” é um livro que tem três autores: Christophe André, Alexandre Jollien e Matthieu Ricard, publicado pela Editora Alaúde. Recebi o livro da editora e a leitura mostrou-se extremamente prazerosa e motivadora. No livro os três autores travam um diálogo sobre questões que envolvem a existência humana. Budismo, filosofia e psiquiatria se juntam para discorrer sobre a arte de viver.

A biografia mais esperada do ano chegou. “Agatha Christie From My Hert – Uma Biografia de Verdades”, do escritor e pesquisador Tito Prates, foi publicado pela Editora Illuminare. O livro apresenta a história da Rainha do Crime. Sem dúvidas, um livro que deve constar da lista de leituras de todo e qualquer fã da escritora inglesa ou de quem gosta de literatura policial. Tito desmistifica alguns eventos narrados na biografia da autora, apresenta curiosidades sobre a vida da escritora e sobre a criação de suas obras. Livro mais que recomendado.

Li ainda o livro “Casa de Bonecas”, do escritor Henrik Ibsen. O texto teatral publicado pela Veredas conta a história de uma mulher que se vê cercada pelo seu marido e, tida como frágil, surpreende com atuações que chocam a moralidade da época. Considerado um livro feminista, suscitou críticas e provocações na época de sua publicação.

“A Princesa de Jamar”,  da escritora Gabriela Allain, publicado pela Editora Biblioteca 24 Horas foi outra das leituras. O livro contra a história de Ana, uma menina que foi deixada num orfanato e ao completar 15 anos descobre que é filha de um rei e uma rainha. Ela vai para Jamar e descobre que somente ela tem poder de salvar o seu planeta.

Publicado pela Darkside Books em 2016, outro livro lido no mês de Agosto foi “O Último Adeus”, de Cynthia Hand. O livro figurou na lista de bestseller do New York Times e é narrado por Lex, que é orientada pelo seu analista a escrever sobre seus incômodos numa caderneta. Fala sobre a história do suicídio de seu irmão e dos mistérios que certas aparições causam a ela. É um livro que trata de perdas.

Da mesma editora li “Os Condenados”, de Andrew Pyper (autor também do livro O Demonologista). O livro conta a história de Danny Orchard que narra suas experiências de quase morte. Ele é perseguido pelo fantasma de sua irmã e enfrenta questões que envolvem o intricado jogo entre bem e mal, paraíso e inferno, mentira e verdade, amor e ódio. Um excelente livro de terror clássico.

Li ainda “Amazônia – Amor e Crime”, do escritor Floriano Almeida. O livro foi publicado pela Editora Autografia, parceira do blog. Conta a história de Juliano, um advogado, filho de um homem de reputação ilibada, que se envolve com o tráfico de drogas e o submundo do crime organizado. Uma ótima história ficcional com muitas reviravoltas e surpresas.

Publicado pela Editora Leya, “No Sufoco”, de Chuck Palahniuk (autor do livro Clube da Luta) foi outro dos livros lidos durante o mês. É um livro repleto de absurdos, bizarrices, humor e visão dos males contemporâneos. Victor tem uma mãe internada que sofre de Alzheimer, provoca engasgamento em restaurantes para que pessoas o salvem com heroísmo e lhe enviem dinheiro e se envolve com frequentadoras de grupo de sexólatras para satisfazer seus desejos sexuais.

Para fechar o mês li crônicas reunidas de Martha Medeiros, publicadas pela Editora L&PM no livro “A Graça da Coisa”. As crônicas da autora abordam questões como amor, relacionamentos familiares, nossas neuroses diárias e tantos outros assuntos contemporâneos. Uma ótima leitura.

Que setembro renda também bons livros!
Livros Lidos em Agosto de 2016 Livros Lidos em Agosto de 2016 Reviewed by Tomo Literário on 00:03 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui seu comentário.

Tecnologia do Blogger.