#LendoDomQuixote - Semana 7 - Capítulos XXXI ao XXXV


Semana 7 do projeto de leitura coletiva #LendoDomQuixote. Daremos início a semana 8, e vim aqui mais uma vez comentar um pouco sobre a leitura da semana que fechamos ontem (03 de Julho).

O padre e o estalajadeiro conversam sobre livros. O segundo traz uma maleta com dois exemplares. Em resumo, o padre diz que os livros são de histórias fictícias, enquanto o estalajadeiro acredita que tratam-se de histórias reais, uma vez que foram impressos com a licença do Conselho Real.

O padre percebe que há alguns escritos junto aos livros. Trata-se da Novela do Curioso Impertinente. Tendo o texto chamado atenção dos presentes, pedem que o padre leia e assim adentramos o capítulo XXXIII, em que a história é narrada.

A novela em referência trata da amizade de Lotário e Anselmo, que casou-se com Camila. Anselmo que testar sua esposa e pede ajuda a Lotário. Este, por sua vez, tanta demover o amigo de seu objetivo, mas sem sucesso. A história do triângulo que a priori é simulado toma rumos que certamente não eram esperados por Anselmo.

No capítulo XXXIV a narrativa da novela continua e finda apenas no capítulo XXXV. Antes, contudo, de o padre ler a parte final da novela, eles são surpreendidos por Sancho Pança. Ele os chama, pois teria Dom Quixote cortado a cabeça de um gigante. O estalajadeiro acredita que ele tenha furado algum barril de vinho que estava no local em que o cavaleiro dormia.

Sancho procura a cabeça do gigante e não encontra, mas dá fé que vira a cena: o sangue jorrando da cabeça do gigante. Sancho acredita que a estalagem tenha encantamentos, posto que da outra vez havia ele apanhado no local, no escuro.

Por hora não está clara a razão de Cervantes ter incluído a narrativa da novela em meio a história de Dom Quixote e de Sancho. Até esta etapa da leitura pareceu-me desnecessária a inserção, uma vez que em nada acrescenta. Vejamos se mais adiante alguma ligação surja daí para explicar algum ato ou evento que seja narrado pelo autor.

Continuemos!

Boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.