#LendoDomQuixote - Semana 3 - Capítulo XI ao XV


No período de 30 de Maio até 5 de Junho aconteceu a terceira semana de leitura do projeto #LendoDomQuixote. Essa etapa englobou os capítulos XI, XII, XIII, XIV e XV.

A aventura do cavaleiro continua e ele é recebido por alguns cabreiros. Ouviu canções e histórias contadas por eles, e nós, leitores, vamos nos deparar com uma parte em que o texto toma a forma de verso, como o trecho abaixo:

“Ao chamariz se balança
Minha fé, sem ter podido,
Nem minguar por enjeitado,
Nem crescer por escolhido.”

Interessante observar que os trechos em que há versos, cabem muito bem dentro da narrativa. Em que pese o fato de não ser a voz de Dom Quixote, vejo nele, no cavaleiro, certa poesia em sua forma de falar e de ver o mundo que o cerca.

Dom Quixote, em alguns trechos se demonstra humorado, ou talvez esse humor venha de sua loucura. Em determinado ponto ele corrige Pedro, seu interlocutor. O cavaleiro ouve histórias da pastora Marcela e seus amantes, e acaba adormecendo a sonhar com sua musa Dulcinéia. O cavaleiro pensa em partir em busca de Marcela, mas as coisas não acontecem como ele espera.

Nessa etapa da leitura, nós chegamos a terceira parte do livro, que tem início no capítulo XV. Quixote e seu escudeiro Sancho Pança falam ainda sobre histórias de cavaleiros e sobre ser um cavaleiro, o que não é pretensão de Sancho. Por fim, ambos chegam a uma estalagem, que é tida como um castelo por Dom Quixote.

No dia 06 de Junho demos início a quarta semana de leitura.

Comentei em outro post e reforço aqui, que a leitura dividida dessa forma no cronograma, está bastante leve e dá para revisar alguns pontos da obra. Além disso, não foi preciso parar ou interromper nenhuma das outras leituras que fiz.

“... não há memória de que o tempo não dê cabo, nem dor que a morte não consuma.”

Continuemos que a quarta semana logo se conclui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.