[Estante do Leitor] Convidado Tito Prates

A coluna #EstanteDoLeitor dessa semana traz um convidado especial: o pesquisador, escritor e profundo conhecedor de Agatha Christie, Tito Prates.

É dele a foto da estante que vemos aqui no blog, além das indicações de livros.

Não podemos deixar de comentar que Tito Prates vai lançar pela Editora Illuminare a primeira biografia brasileira da Dama do Crime, 'Agatha Christie From My Heart'. O lançamento será no dia 31 de Agosto de 2016 na Bienal Internacional do Livro e no dia 10 de Setembro terá uma sessão de autógrafos na Livraria Martins Fontes em São Paulo.Para os leitores do Rio de Janeiro a sessão de autógrafos ficou para o dia 15 de Setembro no Centro Cultural da Justiça Federal. 


Confira os livros indicados por Tito e as respectivas sinopses:

Os Cinco Porquinhos

Cinco porquinhos é um dos maiores clássicos do clássico detetive belga Hércule Poirot, criado por Agatha Christie. Tudo começa com uma carta, seguida então da presença de sua autora, Carla Lemarchant: “uma jovem alta e esbelta de vinte e poucos anos; o tipo de mulher jovem para quem definitivamente se olhava duas vezes”. Trata-se de, triplamente, pedir para Poirot resolver um crime, desfazer uma injustiça e limpar um nome. O crime, o assassinato de seu pai, o célebre pintor (e ainda mais célebre mulherengo) Amyas Crale; a injustiça, a condenação de sua mãe, a bela Mrs. Crale, pelo assassinato; o nome, a dessa mesma Mrs. Crale, já falecida (estamos dezesseis anos depois do crime), que sua filha jura ser inocente, apesar de todas as provas em contrário. Resta, naturalmente, encontrar então o verdadeiro assassino, uma das cinco pessoas que estavam na casa do pintor naquele dia fatídico...
 
Um Crime Adormecido

Gwenda Reed, 21 anos, recém-casada, acaba de comprar uma casa centenária no litoral sul da Inglaterra. Trata-se da residência ideal para um futuro vibrante. Aos poucos, porém, o novo lar vai revelando sinais sinistros. Mas como é possível que Gwenda possa intuir que um dia houve uma porta onde hoje há uma parede sem passagem? Ou que possa adivinhar, com precisão de detalhes, qual a estampa do papel de parede original de um quarto? Sem saber exatamente como, ela adquire a certeza de que uma mulher foi ou será morta na casa. Miss Marple, perspicaz como sempre, guiará Gwenda pelos segredos aterradores que seu próprio lar esconde.


O Caso dos Dez Negrinhos

Dez pessoas diferentes recebem um mesmo convite para passar um fim de semana na remota Ilha do Soldado. Na primeira noite, após o jantar, elas ouvem uma voz acusando cada uma de um crime oculto cometido no passado. Mortes inexplicáveis e inescapáveis então se sucedem. E a cada convidado eliminado, também desaparece um dos soldadinhos que enfeitam a mesa de jantar. Quem poderia saber dos dez crimes distintos? Quem se arvoraria em seu juiz e carrasco? Como escapar da próxima execução?


O Assassinato de Roger Ackroyd

Uma misteriosa sequência de três crimes. Uma velha senhora desconfiada. Um famoso detetive belga de férias, procurando alguma emoção. Este é o ponto de partida de O assassinato de Roger Ackroyd, um dos mais famosos romances policiais de Agatha Christie, em que está presente seu estilo inconfundível de promover uma verdadeira ciranda de suspeitos, em que o leitor é envolvido e para a qual ele é convidado a usar toda a sua inteligência e perspicácia. Em uma noite de setembro, o milionário Roger Ackroyd é encontrado morto, esfaqueado com uma adaga tunisiana – objeto raro de sua coleção particular – no quarto da mansão Fernly Park na pacata vila de King’s Abbott. A morte do fidalgo industrial é a terceira de uma misteriosa sequência de crimes iniciada a de Ashley Ferrars, que pode ter sido causada ou por uma ingestão acidental de soníferos ou envenenamento articulado por sua esposa – esta, aliás, completa a sequência de mortes, num provável suicídio. 

Os três crimes em série chamam a atenção da velha Caroline Sheppard, irmã do Dr. Sheppard, médico da cidade e narrador da história. Suspeitando de que haja uma relação entre as mortes, dada a proximidade de Miss Ferrars com o também viúvo Roger Ackroyd, Caroline pede a ajuda do então aposentado detetive belga Hercule Poirot, que passava suas merecidas férias na vila. Ameaças, chantagens, vícios, heranças, obsessões amorosas e uma carta reveladora deixada por Miss Ferrars compõe o cenário desta surpreendente trama, cujo transcorrer elenca novos suspeitos a todo instante, exigindo a habitual perspicácia do detetive Poirot em seu retorno ao mundo das investigações.
 
Os Crimes ABC

Há um serial killer à solta, matando suas vítimas em ordem alfabética. A única pista que a polícia tem é um macabro cartão de visitas que o assassino deixa em cada cena do crime: um guia ferroviário aberto na cidade onde a morte acontece. A Inglaterra inteira está em pânico com a sucessão de crimes – A: Alice Ascher, em Andover; B: Betty Barnard, em Bexhill; C: Sir Carmichael Clarke, em Churston – e o assassino vai ficando mais confiante a cada morte. Seu único erro é pôr à prova o orgulho de Hercule Poirot, um erro que pode ser mortal.

Convite para um Homicídio

Durante mais uma tranquila e monótona manhã no pequeno vilarejo inglês de Chipping Cleghorn, um anúncio no jornal local deixa os habitantes em polvorosa: todos são convidados a presenciar um homicídio. Pensando ser apenas um jogo de detetive, os vizinhos comparecem em peso, sem estar preparados para o que viria a seguir. Em meio a passados nebulosos e jogos de aparências, o cenário descortinado revela que ninguém é o que parece ser. Para resolver o mistério, a polícia conta com a perspicácia de Miss Jane Marple. Por trás dos cabelos brancos e das agulhas de tricô, a simpática velhinha imortalizada por Agatha Christie tem um profundo conhecimento do ser humano – e das atrocidades de que ele é capaz.

A Casa Torta

Nos arredores de Londres há uma mansão com uma inusitada característica: ela é torta. É ali que o milionário octogenário Aristide Leonides mora com a esposa, cinquenta anos mais jovem, além de filhos, noras, netos e uma cunhada, irmã da primeira mulher. Quando a polícia descobre que o patriarca foi envenenado, todos os habitantes da casa se tornam suspeitos, e a discórdia passa a imperar entre os membros da família – sobretudo, olhares desconfiados recaem sobre a jovem viúva. A neta mais velha de Aristide, Sophia, junta-se ao namorado para tentar chegar ao fundo do mistério sobre a morte do avô. Muito mais que um romance policial, A casa torta foi considero pela própria Agatha Christie como um de seus melhores livros.

4 comentários:

  1. Obrigado Tomo Literário! Na campanha e na divulgação!
    O livro não tem NENHUM spoiler da obra de Agatha Christie, mas incita o leitor a querer lê-los.

    ResponderExcluir
  2. Agatha Christie, minha escritora preferida. Tito Prates, o mais profundo conhecedor brasileiro do universo dessa escritora. Seu livro, um marco histórico na literatura nacional. Espero ansiosa por esse lançamento. Sucesso ao Tito Prates & Illuminare e sucesso ao Tomo Literário. bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado, Angel. Estamos ansiosos pela publicação do livro do Tito Prates. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado, Tito!!!!! Sucesso para a biografia!!!! Grande abraço.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.