Encontro Geek - Rocco e Portal Caneca

O Encontro Geek, realizado pela Editora Rocco e Portal Caneca, ocorreu no dia 19 de maio (quinta-feira) na loja Geek.etc.br na Avenida Paulista, em São Paulo.

No evento houve apresentação de livros da editora:
- Dorothy tem que morrer;
- Temporada dos ossos;
- A improvável teoria de Ana e Zak;
- Felizmente, o leite;
- As águas-vivas não sabem de si.

Outro livro comentado foi "Harry Potter e Pedra Filosofal Ilustrado", que está em pré-venda. A escritora J.K.Rowling já vendeu mais de 450 milhões de livros em todo o mundo e o lançamento da edição ilustrada é tido como um grande destaque do mercado editorial.

Foram mostrados ainda outros títulos, como "Alif – o Invisível" e "Doctor Who", publicações de anos anteriores.

"As águas vivas não sabem de si", de Aline Valek, foi destaque. Nesse caso, a surpresa ficou por conta da própria autora, que apresentou o livro aos cerca de 59 leitores que estavam no evento.

Após a apresentação dos livros houve sorteio dos exemplares e distribuição de brindes: marcadores de livros da editora, cards do Harry Potter e boton.

Conheça a sinopse de 5 livros apresentados. 

Dorothy tem que morrer
Danielle Paige

Eu não pedi nada disso. nunca pedi para ser uma heroína. Mas, quando toda a sua vida é levada por um tornado – incluindo você –, não há escolha a não ser continuar, certo? Claro que eu li os livros. Assisti aos filmes. Conheço a música sobre o arco-íris. Mas nunca imaginei que Oz fosse assim. Um lugar onde Bruxas Boas não são confiáveis, Bruxas Más talvez sejam boazinhas e macacos alados são executados por atos de rebelião. Ainda há uma estrada de tijolos amarelos, mas até isso está se desfazendo. O motivo? Dorothy. Dizem que ela retornou a Oz. Dizem que ela tomou o poder. E agora ninguém está seguro... meu nome é Amy Gumm... Eu Sou A Outra Garota Do Kansas. Fui recrutada pela Ordem Revolucionária dos Malvados. Fui treinada para lutar e tenho uma missão.

Temporada dos Ossos
Samantha Shannon

O ano é 2059. Até onde seu pai sabe, Paige Mahoney é funcionária de um dos vários bares de oxigênio espalhados pela cidade. Seria perigoso deixá-lo a par de sua ligação com o submundo, onde ela trabalha para um poderoso mime-lorde chamado Jaxon Hall. Sua função: invadir a mente de outras pessoas para conseguir informações. Paige é uma andarilha onírica – e, no governo opressor de Scion Londres, sua simples existência já configura uma traição. No dia em que sua vida muda para sempre, está chovendo. Paige é perseguida, drogada e levada para Oxford – um lugar controlado pelos Rephaim, uma raça antiga e ameaçadora, com desígnios misteriosos para ela. Nessa prisão inescapável e sob a guarda de um dos mais poderosos Rephaites, Paige precisará explorar os limites do próprio poder e aprender a confiar em aliados improváveis para evitar sujar as mãos de sangue e tentar lutar por sua liberdade. Uma nova estirpe de autoras veio tomar lugar na Fantasia. Quem lidera o ataque é Samantha Shannon. – Harper’s Bazaar.

A improvável Teoria de Ana e Zak
Brian Katcher

O irmão de Ana Watson fugiu das semifinais do campeonato de Jogos Acadêmicos para ir até uma convenção de quadrinhos, a Washingcon. E o que deveria ter sido uma viagem tranquila de atividades extracurriculares se transforma em uma noite bastante agitada. Se o preguiçoso Zak Duquette não tivesse falado tanto sobre a maldita convenção, talvez Clayton não quebrasse as regras. Agora Ana sabe que precisa encontrá-lo imediatamente, antes que alguém descubra tudo e ponha em risco sua última chance de liberdade dos pais controladores. Desesperada, é forçada a pedir ajuda para a última pessoa no mundo com quem ela desejaria passar um tempo: Zak. Afinal, eles precisam encontrar Clayton até o amanhecer. Ao longo da noite, enquanto Ana e Zak são perseguidos por hordas de Vikings e zumbis, eles começam a se abrir um com o outro e, apesar da atitude relaxada de Zak, Ana descobre que eles podem ter muito mais em comum do que ela gostaria de admitir. A improvável teoria de Ana e Zak é um romance divertido e cheio de reviravoltas sobre dois adolescentes se descobrindo numa convenção sci-fi.

Felizmente, o leite
Neil Gaiman

Uma prosaica ida até o mercado se transforma numa incrível aventura no mais recente livro infantil do celebrado escritor britânico Neil Gaiman, que coloca um estranho objeto prateado no caminho de um pai que só queria comprar um pouco de leite para o café da manhã. Aliás, aquele disco prateado gigantesco estacionado em plena rua Marshall, com seres verdes um tanto gosmentos e bastante ranzinzas querendo reformar o (nosso) mundo, é só a primeira de muitas surpresas que esperam pelo zeloso pai de família na história, que inclui ainda viagens no tempo e no espaço num balão, um dinossauro inventor, navios piratas, vulcões e outras maluquices. Será que o café da manhã das crianças está a salvo? Com ilustrações incríveis de Skottie Young, Felizmente, o leite é uma história de fantasia com uma boa dose de nonsense e o senso de humor peculiar de Neil Gaiman.

As águas-vivas não sabem de si
Aline Valek

A três mil metros de profundidade, o oceano é um mundo sem luz, cheio das mais curiosas formas de vida e em sua maior parte inexplorado para quem vive na superfície. É nesse ambiente que mergulha Corina, flutuando no escuro como um astronauta no espaço, do jeito que gosta: cercada de água. Mas também perseguida pela sensação de que não deveria estar ali. Está sendo observada? Corina faz parte de uma equipe que pesquisa os arredores de uma zona hidrotermal com o objetivo de testar trajes especiais de mergulho. Cinco pessoas trabalhando isoladas, da superfície e umas das outras, numa estação a trezentos metros de profundidade. Como o abismo diante delas, escuro e insondável, cada uma dessas pessoas tem algo a esconder. Incapaz de afogar uma doença que pode pôr tudo a perder, Corina se vê obrigada a enfrentar seus dilemas e os dos colegas, em uma expedição liderada por um cientista com uma obsessão: encontrar inteligência no fundo do oceano. Uma história sobre mergulhar na solidão e ao mesmo tempo se cercar das vozes que pulsam no oceano. Uma história que convida a suspender o fôlego e a ouvir. Uma história que lança a inquietante dúvida: se as águas-vivas não sabem de si, sobre o que sabem então?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.