Livros Lidos em Maio de 2015

O mês de Maio passou!

Vamos à lista de livros lidos no mês:

O primeiro livro lido foi “Coisas Frágeis” de Neil Gaiman. Trata-se da reunião de contos fantásticos feitos pelo autor, que demonstram bem a versatilidade do escritor.

Depois parti para a história de alguns meninos no lixão de Behala. O livro “Trash”, de Andy Mulligan fala sobre esses meninos que saem em busca de desvendar um mistério depois de encontrarem uma bolsa no aterro sanitário em que vivem. O livro inspirou o filme de mesmo nome, que teve no elenco Selton Melon e Wagner Moura.

Os vampiros estiveram rondando as leituras de Maio. “A Menina Mais Fria de Coldtown”, de Holly Black foi a terceira leitura do mês. Um livro cheio de escuridão e uma história sinistra, mas bem elaborada. Me encantou a maneira detalhista de Holly escrever.

Um livro que me custou muito pouco numa promoção do site Submarino foi “Ratos”, de Gordon Reece. Como o preço estava baixo arrisquei, sem nenhuma expectativa. Me deparei com uma história fascinante sobre uma mãe e uma filha que vivem como ratos, fugindo do mundo e que num ato desesperado passam a ser cúmplices de um crime.

Do professor e filósofo Mario Sergio Cortella li “Pensar Bem Nos Faz Bem – Volume 1 e Volume 2”. Ambos apresentam textos curtos, reflexões do autor sobre diversos temas, com uma abordagem filosófica. Os textos reunidos foram compilados a partir de comentários de Cortella num programa de rádio da CBN.

“Os Goonies”, de James Kahn, inspirado no filme de Steven Spielberg, foi a outra leitura do mês. Um livro bem bacana, que conta a história de amizade entre alguns garotos que embarcam numa aventura contra dois vilões, para descortinar um segredo. Valeu pela leitura e pela lembrança do filme!


“Serial Killers Anatomia do Mal” de Harold Schechter é um livro que fala sobre os assassinos em série. É um dossiê completo sobre os psicopatas, apresentando desde a definição do termo até perfis psicológicos e a presença na ficção ou não de homens e mulheres que matam sem remorso. Iniciei a leitura em Abril e conclui em Maio. Vale muito a pena ler, sobretudo para quem gosta de criminologia ou psicologia.

De Márcio Cotrim li “Iscas de Ambrosia”, um livro que apresenta frases de diversos nomes. Frase bem humoradas elaboradas a partir da observação de fatos cotidianos e de sentimentos humanos.


O último livro lido no mês foi “O Demonologista”, de Andrew Pyper da Editora Darkside. O autor trata de um escritor que é conhecedor da obra de John Milton e que é perseguido por um demônio. David Ullman tem de enfrentar suas descobertas e mistérios que envolvem sua história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.