10 escritores internacionais e seus primeiros livros




John Green – Quem é você, Alasca?
O primeiro romance de John Green, escritor que fez muito sucesso com o livro “A culpa é das estrelas”, foi “Quem é você, Alasca?”, publicado em 2005. Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras - e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o 'Grande Talvez'. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez.

Dan Brown – Fortaleza Digital
O primeiro livro do autor de “O Código Da Vinci” foi “Fortaleza Digital”, publicado nos Estados Unidos em 1998. Muitos dos ingredientes que, anos depois, fariam com que o autor fosse reconhecido como um novo mestre dos livros de ação e suspense já estavam presentes no seu romance de estreia: a narrativa rápida, a trama repleta de reviravoltas que prendem o leitor da primeira à última página e o fascínio exercido por códigos secretos, criptografia e enigmas misteriosos. 
Em “Fortaleza Digital”, Brown mergulha no intrigante universo dos serviços de informação e ambienta sua história na ultra-secreta e multibilionária NSA, a Agência de Segurança Nacional americana, mais poderosa do que a CIA ou qualquer outra organização de inteligência do mundo.Quando o supercomputador da NSA, até então considerado uma arma invencível para decodificar mensagens terroristas transmitidas pela Internet, se depara com um novo código que não pode ser quebrado, a agência recorre à sua mais brilhante criptógrafa, a bela matemática Susan Fletcher. Presa numa teia de segredos e mentiras, sem saber em quem confiar, Susan precisa encontrar a chave do engenhoso código para evitar o maior desastre da história da inteligência americana e para salvar a sua vida e a do homem que ama. 

Stephen King – Carrie
O escritor americano é reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção. O primeiro romance publicado de Stephen foi “Carrie”, em 1974. O referido livro deu origem ao filme “Carrie, a estranha”. A obra apresenta a adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, coisas estranhas acontecem, misteriosamente. Aos 16 anos, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram.

Harlan Coben – Play Dead
O primeiro livro publicado do escritor Harlan Coben foi “Play Dead”, em 1990. O livro não teve edição brasileira, por isso algumas pessoas confundem, acreditando que o primeiro livro do autor foi “Quebra de Confiança”, lançado no Brasil com este título. Antes de um casamento acontece uma tragédia. Na lua de mel na Austrália, David sai para um mergulho e nunca mais volta. Laura tem mil perguntas e nenhuma resposta. Sua busca pela verdade vai atraí-la para uma teia de mentiras e enganos que se remonta a 30 anos.

John Grisham – Tempo de matar
Os livros do escritor giram em torno de temas ligados ao Direito, e geralmente criticam o sistema judiciário americano e as firmas de direito que por lá atuam. “Tempo de Matar” foi o primeiro livro publicado, em 1989. Pena de morte. Até que ponto se é contra? Até que ponto se é a favor? Se dois drogados estupram, torturam e tentam matar uma menina de 10 anos, qual a pena que deveriam ter? E se um pai, chocado com todas estas barbaridades cometidas contra a filha, resolve fazer justiça com as próprias mãos, o que ele merece? Pelas leis do Mississípi, Estados Unidos, 20 anos de prisão para os primeiros e a cadeira elétrica para o segundo. Tentando reverter este paradoxo legal, o advogado Jack Brigance enfrenta mais um problema para defender seu cliente, Carl Hailey, preso depois de matar os dois estupradores: o racismo. A opinião pública fica dividida entre os que apóiam a atitude de Hailey e os que não admitem que um negro acabe com um branco. A Ku-klux-klan resolve comprar a briga. Os jurados e o juiz são ameçados. O advogado de defesa tem sua casa incendiada, o marido de sua secretária é espancado e morre, sua estagiária sofre um atentado e seu segurança fica paralítico por causa de um tiro destinado a ele. E, pior, todos dizem que a causa é perdida.

Agatha Christie - O misterioso caso de Styles
A escritora, conhecida como “A Rainha do Crime”, lançou seu primeiro livro em 1920, depois de ter sido rejeito por várias editoras. “O misterioso caso de Styles” é um marco do romance policial e um dos maiores do gênero. No meio da madrugada, a rica proprietária da mansão Styles é encontrada morta em sua cama, aparentemente vítima de um ataque cardíaco. As portas do quarto estavam trancadas por dentro e tudo indicava morte natural. Mas o médico da família levanta uma suspeita: assassinato por envenenamento. Todos os hóspedes da velha mansão tinham motivos para matar a Sra. Inglethorp e nenhum deles possuía um álibi convincente. Para solucionar o crime entra em ação o detetive Hercule Poirot, irresistível personagem criado por Agatha Christie, que faz a sua estreia neste caso intrigante.

Sidney Sheldon – A outra face
O primeiro livro de Sheldon foi publicado em 1970, “A outra face”. Jud Stevens é um psicanalista que subitamente vê-se envolvido em uma sucessão de assassinatos que precisa desvendar. Entre os suspeitos estão uma atriz decadente e ninfomaníaca, um pai de família com tendências homossexuais, um empresário paranóico e uma jovem misteriosa. Mas talvez não seja preciso ir longe para encontrar o assassino: o psicanalista desconfia que pode estar matando pessoas em momentos de privação de sentidos.

Woody Allen - Don't drink the water: a comedy in two acts 
O primeiro livro de Woody Allen foi “Don’t drink the water: a comedy in two acts”, cujo título traduzido seria “Não tome a água: uma comédia em dois atos”. O caso ocorre dentro de uma embaixada americana por trás da Cortina de Ferro. Um turista norte-americano, um fornecedor, e sua esposa e filha correm para a embaixada. O filho do embaixador foi expulso de países africanos. Eles cuidadosamente e freneticamente traçam sua fuga, e o filho do embaixador e a filha do fornecedor ainda tem tempo para se apaixonar.

Markus Zusak – O azarão
O primeiro livro do escritor australiano e autor de “A menina que roubava livros” levou sete anos para ser publicado. “O azarão” foi lançado em 1999. Narrado em primeira pessoa, o livro apresenta a história de Cameron Wolfe, um garoto de 15 anos perdido na vida e que vive às turras com a família. Trabalha com o pai encanador e sua mãe está sempre brigando com os filhos. Todos moram juntos numa casa pequena. Steve é o mais velho e mais bem-sucedido. Sarah é a segunda, e está sempre dando uns amassos com o namorado. Rube é o terceiro e o mais próximo de Cameron. Os dois, além de boxeadores amadores, vivem armando esquemas para roubar lojas e outros locais do tipo. Contudo, os planos nunca saem do papel. Uma história sobre a vida e sobre as lições que dela podem ser tiradas. Um romance de formação que exibe um jovem incorrigível, infeliz consigo mesmo e com sua vida.

J. R. R. Tolkien – Sir Gawain and the Green Knight
O autor da aclamada série “O Senhor dos Anéis” concluiu e publicou seu primeiro livro em 1925, com a colaboração de E. V. Gordon: "Sir Gawain and the Green Knight", baseado em lendas folclóricas inglesas. É uma obra-prima de uma época remota e exótica – a idade da cavalaria e dos magos, cavaleiros e missões sagradas.

Nota: Os escritores foram escolhidos aleatoriamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.