Agatha Christie


Data de nascimento: 15 de Setembro de 1890 em Torquay, Reino Unido.
Data de falecimento:  12 de Janeiro de 1976 em Wallingford, Reino Unido.
Primeiro Livro: O Misterioso Caso de Styles, também foi a primeira aparição de um dos seus principais personagens, o detetive belga Hercule Poirot. O livro foi publicado em 1920.
Principais Personagens: Hercule Poirot, Miss Marple, Tommy e Tuppence Beresford.
Nome de nascimento: Agatha Mary Clarissa Miller.

Os livros de Agatha Christie foram publicados em cerca de 50 idiomas, somando um total de mais de dois bilhões de cópias em todo o mundo. Pelos livros de suspense, envolvendo crimes e mistérios, ficou conhecida como a Rainha do Crime.

A avó de Agatha ficou viúva aos 27 anos de idade com quatro filhos, entre eles a mãe da escritora, que chamava-se Clara Bohemer. O pai de Agatha, Fred Miller, faleceu quando a menina tinha onze anos. Além da escritora o casal tinha dois filhos, Madge e Monty.  A irmã mais velha de Agatha, Madge, faleceu em 1923, e o irmão Monty em 1929.

Agatha e seu primeiro marido, Archibald Christie
Foi em 1912 que Agatha conheceu o seu primeiro marido, Archibald Christie, de quem herdara o sobrenome que a consagrou como a maior escritora de romances policiais. Archibald era piloto do Corpo Real de Aviadores. Eles mantiveram um relacionamento tempestuoso. Casaram-se em 24 de dezembro de 1914. O marido foi enviado para Primeira Guerra Mundial e Agatha trabalhou em um hospital e em uma farmácia. O exercício dessas funções influenciaram os casos escritos por ela, pois muitos dos assassinatos relatados nos livros foram cometidos com o uso de veneno, conhecimento que foi adquirido nas funções que exerceu.
Rosalind Hicks, a filha no colo da escritora
Em 1919 nasceu sua primeira e única filha, Rosalind Hicks. Clara Bohemer, mãe da escritora, faleceu sete anos depois do nascimento da neta em 1926,  mesmo ano em que Archie revelara estar apaixonado por outra mulher, Nancy Neele. O marido de Agatha deixou a esposa para passar um final de semana com a amante e amigos em Godalming, Surrey. Ao chegar em casa e não encontrar o marido, Agatha abandonou  a residência do casal. No dia seguinte, seu carro (um Morris Cowley) foi encontrado em um barranco, com os faróis acesos no lago Silent Pool. Dentro do veículo estavam um casaco de pele, a mala da escritora e a carteira de motorista, vencida.
Old Swan Hotel
Agatha Christie fora encontrada no Hydropathic Hotel (atual Old Swan Hotel),  registrada com o nome de Teresa Neele (mesmo sobrenome da amante de seu marido). Havia uma busca pela escritora, incluindo aviões, mergulhadores e escoteiros acontecendo na região, que incluía uma recompensa para quem a encontrasse. A autora foi reconhecida no hotel pelo músico Bob Sanders Tappin, que reivindicou a recompensa de 100 libras que era oferecida. Sanders disse que se dirigiu à autora como “Mrs. Christie” e que essa respondeu-lhe, mas disse que estava sofrendo de amnésia. Agatha foi encontrada pela polícia no dia 19 de dezembro de 1926.  O divórcio de Agatha e Archie aconteceu em 1928.

Embora em seus livros autobiográficos não haja quase nenhuma informação sobre o episódio de seu desaparecimento, acredita-se que, em “O Retrato”, publicado sob o codinome de Mary Westmacott, Agatha conte muito da sua história através da personagem Celia, que pensa em suicídio após ser abandonada pelo marido.
Agatha Christie e o segundo marido Max Mallowan
No ano em que o divórcio foi realizado, Agatha foi convida para ir ao Oriente Médio. Em 1929 voltou ao local e conheceu Max Mallowan, um arqueólogo, com quem se casou em 1930. Mallowan ensinou a Agatha sobre escavações e arqueologia, assunto que aparece em alguns de seus livros.
Mathew Prichard, o neto a quem pertence os direitos da obra
A filha de Agatha, Rosalind, casou-se no início da Segunda Guerra Mundial. Em 1943 teve um filho, Mathew Prichard, o único neto de Agatha e a quem hoje pertence os direitos de sua obra. Rosalind faleceu em 28 de Outubro de 2004, com 85 anos de idade.

Agatha Christie faleceu em 12 de janeiro de 1976, por conta de uma pneumonia. Encontra-se sepultada em St. Mary Churchyard, Cholsoy, Oxfordshire na Inglaterra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.